AccueilCultura, poderes e sociabilidades no mundo Atlâtico, Séc. XV-XVIII

*  *  *

Publié le vendredi 18 juin 2010 par Marie Pellen

Résumé

O III Encontro Internacional de História Colonial propõe que a comunidade de historiadores colonialistas discuta, entre 04 e 07 de setembro de 2010, a temática Cultura, poderes e sociabilidades no mundo Atlâtico (Séc. XV-XVIII), com a qual pretende fomentar debates e reflexões sobre as diferentes formas de poderes, manifestações culturais e conjuntos de relações sociais no mundo atlântico na Idade Moderna.

Annonce

Programação

04/09/2010

08:00 - 10:00
Credenciamento. Local: CFCH/UFPE

10:00 - 12:00
Mesas-Redondas. Local: CFCH/UFPE

14:00 - 16:00
Simpósios Temáticos. Local: CFCH/UFPE

16:00 - 18:00
Mesas-Redondas. Local: CFCH/UFPE

19:00
Conferência de Abertura com Antonio Manuel Hespanha - Universidade Nova de Lisboa

Local: Teatro da UFPE.

05/09/2010

08:00 - 10:00
Minicursos. Local: CFCH/UFPE

10:00 - 12:00
Mesas-Redondas. Local: CFCH/UFPE

14:00 - 16:00
Simpósios Temáticos. Local: CFCH/UFPE

16:00 - 18:00
Mesas-Redondas. Local: CFCH/UFPE

18:00
Lançamento de Livros

06/09/2010

08:00 - 10:00
Minicursos. Local: CFCH/UFPE

10:00 - 12:00
Mesas-Redondas. Local: CFCH/UFPE

14:00 - 16:00
Simpósios Temáticos. Local: CFCH/UFPE

16:00 - 18:00
Mesas-Redondas. Local: CFCH/UFPE

19:00
Conferência com Joaquim Romero Magalhães - Universidade de Coimbra

Local: Teatro da UFPE.

07/09/2010

08:00 - 10:00
Minicursos. Local: CFCH/UFPE

10:00 - 12:00
Mesas-Redondas. Local: CFCH/UFPE

14:00 - 16:00
Simpósios Temáticos. Local: CFCH/UFPE

16:00 - 18:00
Mesas-Redondas. Local: CFCH/UFPE

19:00
Conferência de Encerramento com Serge Gruzinski - École de Hautes Études en Sciences Sociales.

Local: Teatro da UFPE.

Realização:
UFPE UFRPE UPE

Apoio:
UESB UFBA UFRN UFC UFCG UFPB UFAL

Mesas Redondas

Dia 04/09/2010

Manhã

1. Governação, escravidão e tráfico no Atlântico português séculos XVIII-XIX: problemas e perspectivas de investigação.

  • Ângela Domingues - Universidade Nova de Lisboa - UNL
  • Érika Dias - Universidade Nova de Lisboa/ Projeto Resgate (MINC);
  • Marcus J. M. de Carvalho – Universidade Federal de Pernambuco - UFPE
  • Roberto G. Ferreira – Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro - UFRRJ

2. Na fronteira dos Impérios: territórios, colonização e migrações na América Platina - século XVIII.

  • Fábio Kühn – Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGS
  • Eduardo S. Neumann Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGS
  • Elisa F. Garcia – Universidade Federal Fluminense – UFF
  • José Damião Rodrigues - Universidade dos Açores

3. Religião e identidades no contexto colonial ibérico: elementos para estudos comparativos entre as Índias Ocidentais e Orientais no século XVII.

  • Eliane Garcindo de Sá – Universidade Estadual do Rio de Janeiro - UERJ
  • Marcelo da Rocha Wanderley Universidade Federal Fluminense – UFF
  • Patricia Souza de Faria - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro - UFRRJ

Tarde

4. Orfandade, Pobreza e Clausura Feminina no Império: O caso dos Recolhimentos Femininos.

  • Maria de Deus Beites Manso - Universidade de Évora - UE
  • Leonor Diaz de Seabra - Universidade de Macau - UM
  • Suely Almeida – Universidade Federal Rural de Pernambuco – UFRPE
  • Esther Caldas Bertoletti – Ministério da Cultura - MINC

5. Livros, leitura e esfera pública no mundo luso-brasileiro.

Gilda Maria Whitaker Verri – Universidade Federal de Pernambuco - UFPE
Álvaro de Araújo Antunes – Universidade Federal de Viçosa - UFV
Luiz Carlos Villalta – Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG
Christianni Cardoso Morais - Universidade Federal de São João Del-Rei  - UFSJ

6. Identidades, poderes, cosmologias e saberes na Amazônia portuguesa.

  • Agenor Sarraf Pacheco - Universidade da Amazônia - UNAMA
  • Mário Médice  Barbosa - Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará - IEFPA
  • Ivania dos Santos Neves - Universidade da Amazônia - UNAMA
  • Leila Mourão – Universidade Federal do Pará – UFPA

Dia 05/09/2010

Manhã

1. Representação e configurações do território: estratégias de comunicação política no império português (séculos XVII e XVIII).

  • Maria Fernanda Bicalho – Universidade Federal Fluminense – UFF
  • Pedro Cardim – Universidade Nova de Lisboa – UNL
  • Iris Kantor – Universidade de São Paulo – USP
  • Renata Malcher de Araújo - Universidade do Algarve – UA

2.  A ação da Inquisição portuguesa no mundo ibérico: fontes e perspectivas interpretativas.

  • Suzana Maria de Sousa Santos Severs - Universidade do Estado da Bahia – UNEB
  • Marco Antonio Nunes da Silva - Universidade Federal do Recôncavo – UFRB
  • Grayce Bonfim Souza - Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia – UESB
  • Eneida Beraldi - Laboratório de estudos sobre a intolerância - Universidade de São Paulo - LEI-USP

3. História militar da América portuguesa.

  • Kalina Vanderlei Silva – Universidade de Pernambuco - FFPNM/UPE - PPGH/UFRPE
  • Acácio J. Lopes Catarino – Universidade federal da Paraíba - UFPB
  • Francis Albert Cotta - Universidade Estadual de Minas Gerais - UEMG
  • Paulo Cesar  Possamai - Universidade Federal de Pelotas - UFPE

Tarde

1. Entre o dizer e o ouvir: instituições e justiça no Brasil colonial.

  • Lina Maria Brandão de Aras - Universidade Federal da Bahia – UFBA
  • Marco Antonio Nunes da Silva - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia - UFRB
  • Maria Hilda Baqueiro Paraíso - Universidade Federal da Bahia – UFBA
  • Roque Felipe Oliveira Filho – Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia - UESB

2. A religiosidade colonial: práticas, estruturas e disciplinas.

  • Angelo Adriano Faria de Assis – Universidade Federal de Viçosa - UFV
  • Auxiliomar Silva Ugarte - Universidade Federal do Amazonas - UFAM
  • Marcia Eliane Alves de Souza Mello - Universidade Federal do Amazonas - UFAM

3 - Arte Barroca no mundo ibérico: olhares múltiplos.

  • Carla Mary S. Oliveira – Universidade Federal da Paraíba – UFPB
  • Luiz Alberto Ribeiro Freire – Universidade Federal da Bahia – UFBA
  • Marília de Azambuja Ribeiro – Universidade Federal de Pernambuco – UFPE
  • Magno Moraes Mello – Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG

Dia 06/09/2010

Manhã

1. Nas redes do (des)governo: aspectos e marcas da ocupação holandesa em Pernambuco.

  • Ronaldo Vainfas - Universidade Federal Fluminense - UFF
  • Virginia Almoedo - Universidade Federal de Pernambuco - UFPE
  • Rômulo Nascimento - Universidade de Pernambuco - FFPNM/UPE

2. Sesmarias nas conquistas da América portuguesa.

  • Rafael Chambouleyron  - Universidade Federal do Pará - UFPA
  • Carmen Oliveira Alveal - Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN
  • Márcia Maria Menendes Motta - Universidade Federal Fluminense - UFF
  • José Vicente Serrão - Instituto Universitário de Lisboa - ISCTE

3. Jesuítas no Império: metodologias missionárias.

  • Leonor Diaz de Seabra - Universidade de Macau
  • Maria de Deus Beites Manso - Universidade de Évora
  • Maria Emília M. Porto – Universidade Federal do Rio Grande do Norte – UFRN
  • Maria Cristina B. Martins - Universidade do Vale do Rio dos Sinos - UNISINOS

Tarde

1. Associações religiosas no Brasil colonial: poder e religiosidade.

  • Célia Maia Borges – Universidade Federal de Juiz de Fora - UFJF
  • Anderson Oliveira – Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro - UNIRIO
  • Cláudia Rodrigues – Universidade Salgado de Oliveira - UNIVERSO
  • William de Souza Martins - Universidade Severino Sombra/Universidade Gama Filho -USS/UGF

2. A história no programa memória do mundo da UNESCO.

  • Esther Caldas Bertoletti – Ministério da Cultura - MINC
  • Gilda Maria Whitaker Verri – Universidade Federal de Pernambuco - UFPE
  • Armando de Senna Bittencourt - Departamento de Patrimônio Histórico e Documentação da Marinha - DPHDM

3.  O Atlântico português: estruturas e conjunturas (séculos XVII e XVIII).

  • Angelo Alves Carrara – Universidade Federal de Juiz de Fora - UFJF
  • Gustavo Acioli Lopes – Faculdade de campinas - FACAMP
  • Maximiliano M. Menz - Universidade Federal de São Paulo - UNIFESP

Dia 07/09/2010

Manhã

1. Instituições e elites na monarquia imperial portuguesa.

  • Nuno G. Monteiro – Universidade de Lisboa - UL
  • Mafalda S. da Cunha – Universidade de Évora - UE
  • George F. Cabral de Souza - Universidade Federal de Pernambuco - UFPE

2. América Colonial: Espaços E Fronteiras.

  • Socorro Ferraz - Universidade Federal de Pernambuco – UFPE
  • Javier Laviña - Universidade de Barcelona
  • José Luis Ruiz-Peinado Alonso - Universidade de Barcelona
  • Bartira Ferraz Barbosa - Universidade Federal de Pernambuco – UFPE

Tarde

1. Cultura, poder e representações no Brasil filipino.

  • José Manuel Santos Perez - Universidad de Salamanca
  • Kalina Vanderlei Silva - Universidade de Pernambuco - FFPNM/UPE - PPGH/UFRPE
  • Ana Paula Torres Megiani - Universidade de São Paulo - USP
  • Pedro Cardim - Universidade Nova de Lisboa - UNL

2. Governo, Governadores e Governabilidades no Brasil Colonial.

  • Jeannie Menezes - Universidade Federal Rural de Pernambuco – UFRPE
  • Virgínia Maria Almoedo Assis - Universidade Federal de Pernambuco - UFPE
  • Maria Fernanda Bicalho - Universidade Federal Fluminense – UFF
  • Nauk Maria de Jesus - Universidade Federal da Grande Dourados - UFGD

Simpósios Temáticos

1. Religiões e religiosidades no Mundo Atlântico: especificidades, aproximações, intolerâncias, rotinas e estudos de caso.

Angelo Adriano Faria de Assis - UFV

04/09/2010

1. Jadilson Pimentel dos Santos – A Influência Do Barroco Na Obra Arquitetônica Do Frei Apolônio De Todi Em Monte Santo-BA
2. Luiz Domingos do Nascimento Neto – O Ofício Da Música: Irmandades, Trabalho E Inclusão Social No Recife No Século XVIII
3. Alba Lúcia da Silva Marinho - Pernambuco: Terra Da Devoção E Da Diversão
4. Gian Carlo De Melo Silva – O Cotidiano E A Igreja: Uma Análise Entre Os Interditos Das Constituições Primeiras Do Arcebispado Da Bahia E As Práticas Religiosas No Recife Colonial Através Dos Registros Eclesiásticos.
5. Karine da Rocha Oliveira – Corpos Consagrados A Deus
6. Roberta Guimarães Franco - O Pluralismo Religioso Na Angola Holandesa Em A Gloriosa Família- O Tempo Dos Flamengos, De Pepetela.
7. Ivan Cavalcanti Filho - As Principais Devoções Franciscanas E Sua Relação Com O Espaço Sagrado E A Sociedade Colonial No Nordeste Do Brasil

05/09/2010

1. Janaina Santos Bezerra – Pardos Na Cor & Impuros No Sangue: Etnia, Sociabilidades E Lutas Por Inclusão Social No Espaço Urbano Pernambucano Do XVIII
2. Marcus Vinícius Reis – Graduando - A Religiosidade Colonial Na Mesa Do Visitador: Práticas Mágico-Religiosas E De Feitiçaria A Partir Da Terceira Visitação Do Santo Ofício Ao Brasil (1763-1769)
3. Rosilene Gomes Farias - Castigo Divino: A Herança Colonial Nas Manifestações Da Religiosidade Em Tempos De Peste.
4. Halyson Rodrygo Silva de Oliveira - Histórias De(O) Medo Ou O Medo Na História: Cristãos-Novos E Inquisição Em Pernambuco Quinhentista.
5. Ana Margarida Santos Pereira –  “Por Comprazer A Seu Pay”. Cristãos-Novos De Origem Africana No Brasil Colonial (Rio De Janeiro, Sécs. XVII-XVIII).
6. João Henrique dos Santos - Como Se Aplicaram Na América Portuguesa O “Monitório Do Inquisidor Geral” E Os Sermões Do Terceiro Domingo Da Quaresma
7. Angelo Adriano Faria de Assis – Título: Metamorfoses Da Diáspora: Cristãos-Novos, Criptojudaísmo, Redes De Contato, Miscigenação E Inquisição Entre Ocidente E Oriente

06/09/2010

1. Ícaro Rêgo Soares - O Imaginário Popular Acerca Da Cruz Do Patrão E A Construção Da Identidade Cultural Afro-Brasileira No Recife.
2. José Roberto de Souza – Título: A Tentativa De Implantação Do Calvinismo Na França Antártica E Os Relatos Dos Primeiros Mártires No Brasil Colonial (1557-1558)
3. Jorge Lúzio Matos Silva – Relações Intracoloniais Bahia E Goa No Império Português - Séc XVII: Circularidades E Sociabilidades.
4. Glaydson Gonçalves Matta – Corpos De Ofícios Em Lisboa: Em Busca De Honra E Distinção No Seio Das Comunidades Profissionais
5. Leticia Detoni Santos da Costa - A “História Do Brasil” Do Frei Vicente Do Salvador: Natureza E Historicidade
6. Tânia Maria Pinto de Santana – Reis Etíopes, Santos Negros: O Preste João No Imaginário Cristão Colonial
7. Antônio Lindvaldo Sousa – A Expansão Da Cristandade Na América Portuguesa No Tempo Do Primaz Dom Constantino Barradas (1602-1618): O Caso De Sergipe Del Rey.

07/09/2010

1. Mariana Nastari Siqueira – Em Torno Do Conflito: A Irmandade De S. Crispim E S. Crispiniano E O Senado Da Câmara, Rio De Janeiro, Final Do Século XVIII E Início Do Século XIX
2. Loyanne Dias Rocha – A Morte Amparada Dos Irmãos Da Paróquia De Nossa Senhora Do Pilar De Ouro Preto (1780-1800)
3. Leandro Ferreira Lima da Silva – Ilustração Católica E Catolicismo Ilustrado No Olhar Sobre A Igreja E A Religião No Mundo Português Setecentista: O Caso Dos Carmelitas Fluminenses (1785-1800)
4. Patrícia Ferreira dos Santos – As Práticas De Esmolas No Século Xviii: Interditos Aos Pedintes E Escritos Anônimos  Na Diocese De Mariana
5. Luís Filipe Silvério Lima – A Translação De Um Apóstolo Em Imagens: As Partes E Gentes Do Império Português E O Programa Visual Dos Sonhos De S. Francisco Xavier (Sec. XVII-XVIII)
6. Camila Fernanda Guimarães Santiago - Pinturas Religiosas Na América Colonial: Organização Do Trabalho Pictural E Uso De Gravuras Como Modelos Artísticos
7. Thereza B. Baumann – O Mundo, O Homem E Deus Na Iconografia De Theodore De Bry Sobre As Índias Ocidentais

2. A Ordem Jurídica, as Mulheres e os Novos Sujeitos nas Instituições.

Jeannie Menezes - UFRPE

04/09/2010

1. Jeannie Menezes - “Mulheres, poderes e instituições na ordem colonial”
2. Priscila Fernanda Sousa Lobato e Paulo Juracy Carvalho Neto -  “Por detrás do luto: O gerenciamento do patrimônio familiar através de senhoras viúvas no Maranhão colonial (1755-1822)”.
3. Luana Pereira da Silva – Relações entre gênero e vida material: Um estudo em inventários sobre as formas de vestir das senhoras donas maranhenses (1755-1822).
4. Arianna Costa da Silva – “Vida doméstica”: Representações sociais e econômicas da vida material das senhoras donas maranhenses (1755-1822).
5. Maristela Toma - “Degredo e cultura jurídica no Antigo regime português”

05/09/2010

1. Yara Michele dos Santos – Mulher, Donzela, Grave E 'Cizuda': A História De Quitéria Bandeira De Melo, Presa Na Fortaleza Das Cinco Pontas, Recife.
2. Rosenilson da Silva Santos – Dote e casamento na sociedade da Vila Nova do Príncipe no setecentos (1759 - 1795)
1. Aline Antunes Zanatta – “Público e Notório”: Mulheres da elite e o divórcio no Tribunal Eclesiástico paulista (1765-1822).
2. Maria Elizabeth Melo Da Fonseca – Instituições Coloniais: O Discurso Para O Controle Social E Moral-Religioso
3. Fernanda Aparecida Domingos Pinheiro – A prática da Justiça nos Auditórios marianenses na década de 1790

3. Articulações Portugal/Brasil: Redes informais na construção do sistema Atlântico (séculos XVI – XVIII).

Amélia Polônia - Universidade do Porto/CITCEM
Amândio Barros - Escola Superior de Educação /CITCEM - Portugal

04/09/2010

1. Amélia Polónia - Redes informais de cooperação. Quadro teórico e contributos epistemológicos aplicadas ao espaço colonial português na Época Moderna
2. Mônica Ribeiro de Oliveira - Indivíduos e grupos: redes informais e estratégias sócio-econômicas na segunda metade do século XVIII em Minas Gerais
3. Cândido Eugênio Domingues de Souza - Capitaneando Embarcações Humanas – Um Olhar Sobre Os Capitães De Vasos Negreiros Na Bahia Setecentista
4. Ariadne Ketini Costa - A nobreza como négocio: a trajetória  econômica e política de José Gonçalves da Silva  – “ O Barateiro” no Maranhão (1777-1821).
5. Henrique Nelson da Silva - Trabalhadores de São José do Ribamar do Recife, século XVIII
6. Jeaneth Xavier de Araújo - Indivíduos e grupos: artistas e artífices no espaço atlântico português, Minas Gerais no século XVIII
7. Divino Marcos de Sena - Lavradores (As) E Camaradas Nas Fontes Censitárias: Distrito De Serra Acima-MT, 1809.

05/09/2010

1. Marcos Vinicius Holanda Sousa - Capitanias na colônia: motivações em 1530
2. Sofia Mendes Geraldes - Alguns BEST-SELLERS anti-napoleónicos numa viagem transatlântica
3. Helio Costa Lima - Sobre As Misérias Da Paraíba No Século XVIII, O Que Dizem As Pedras?
4. Renato Pereira Brandão - O Sistema Mercantil Atlântico e a Evasão do Ouro: do déficit explícito ao lucro oculto
5. Danilo Batista Barbosa Rached - A Companhia Geral de Pernambuco e Paraíba e o tráfico de escravos ( 1759 - 1780 )
6. Christian Fausto Moraes dos Santos - Das Malaguetas e Dedos de Moça: Disseminação e uso dos pimentos do Novo Mundo no século XVI
7. Luiz Henrique Ozanan de Oliveira - Rede clientelares na colônia: da lavra aos ourives

06/09/2010

1. Leonardo Cândido Rolim - Dinâmica social na vila de Santa Cruz do Aracati: produção e comercialização das carnes secas e couros (1746-1802)
2. Ana Lúcia do Nascimento Oliveira & Josué Lopes dos Santos - Na rota das navegações : estudo do transporte marítimo na ilha de Itamaracá do Século XVII.
3. Julianne Socorro do Monte - Comércio de mercadorias no Atlântico: um estudo de seus reflexos na Zona da Mata Sul de Pernambuco
4. Gilberto da Silva Guizelin - A comunidade traficante: a “grande senhora” do negócio negreiro, que sá do Atlântico Sul
5. Roberta Barros Meira - Memória sobre o preço do açúcar”: uma defesa dos produtores de açúcar
6. Janaina Guimarães da Fonseca e Silva - Rotas E Redes: Um Olhar Teórico Sobre Grupos Comerciais De Origem Cristã Nova Na Capitania De Pernambuco (1580-1640)
7. Amândio Barros - Redes de cooperação Portugal/ Brasil na construção do sistema Atlântico. O caso do Porto no século XVI

4. A Inquisição em Portugal e no Império Luso – documentação, hereges, agentes. & 11. Inquisição e História Social.

Daniela Buono Calainho – UERJ/FFP
Célia Cristina da Silva Tavares – UERJ/FFP &

Bruno Guilherme Feitler - UNIFESP
Ronaldo Vainfas - UFF

04/09/2010

1. Lucas Maximiliano Monteiro – O Familiar Do Santo Ofício E Suas Redes De Relações Em Colônia De Sacramento: João Da Costa Quintão (1738)
2. Paula Regina Albertini Túlio – Comercio E Redes De Contrabando: A Trajetória De Manuel Albuquerque Aguilar
3. Vanessa Petruz Benedini – Os Cristãos-Novos Em Minas Gerais No Século XVIII
4. Raquel Diniz Bentes – Vida Dupla: Estratégias De Um Cristão-Novo Contra O Tribunal Do Santo Ofício De Lisboa (1646-1652)
5. Bruno Feitler – Cristão-Novice E Mulatice No Rio De Janeiro Do Século XVIII
6. Tiago C. P. Dos Reis Miranda – O Brasil No Distrito De Aveiro: Metodologia De Recuperação De Dados Sobre Familiares Do Santo Ofício

05/09/2010

1. Nereida Soares Martins Da Silva – A Feitiçaria Na América Portuguesa : Crenças E Práticas Mágicas No Nordeste Colonial -Século XVI e XVII
2. Jaqueline Souza Brito Gomes – Os Usos Da Magia Na Bahia Colonial – Séculos XVI e XVII
3. Maria Olindina Andrade De Oliveira Mestranda & Marcia Eliane Alves De Souza E Mello - Reflexões Acerca Da Ação Inquisitorial No Grão-Pará: Análise Dos Processos Inquisitoriais
4. Maria Leonia Chaves De Resende – Brasil, Brasis: Os Índios E A Inquisição Nos Cadernos Do Promotor (Século XVIII)
5. Andreza Silva Mattos - Hibridismo Cultural Em “Sergipe Novo”: Gentilidades De Soldados Mamelucos Reveladas Pela Inquisição (1590-1593)
6. Célia Cristina Da Silva Tavares – A Inquisição De Goa E Os Hindus Convertidos Da Índia

06/09/2010

1. Elisabete Da Silva Vasconcellos – Marinheiros E Santo Ofício: Uma Breve Análise Dos Processos Contra Marinheiros Portugueses. Nova Espanha, Século XVII.
2. Ana Paula Sena Gomide – A Inquisição No Oriente Português: Estrutura, Funcionamento E Cotidiano (1569-1630).
3. Pollyanna Gouveia Mendonça – "O Vigário-Geral Forense Que Foi Processado Pela Inquisição": Frei Cosme Damião Da Costa Medeiros No Piauí Colonial
4. Yllan De Mattos – A Inquisição Desafiada: O Santo Ofício Contra A Restauração (1640-1674)
5. Emãnuel Luiz Souza E Silva – Sem Remo E Sem Soldo: O Degredo Para As Galés Del-Rei E A Ação Inquisitorial No Mundo Luso- Brasileiro.
6. Helen Ulhôa Pimentel – Inquisição Na Colônia: Singularidades
7. Daniela Buono Calainho – Nos Porões Do Santo Ofício: Cárceres Secretos Da Inquisição Portuguesa, Séculos XVII e XVIII

5. Dimensões da Desordem e Colônias: Desvios, Ilicitudes e Descaminhos.

Paulo Cavalcante – UNIRIO
Maria Isabel de Siqueira - UNIRIO

04/09/2010

1. Paulo Cavalcante & Maria Isabel de Siqueira – Configurações Da Desordem No Rio De Janeiro (1613-1620): A Denúncia Contra O Governador Constantino De Menelau
2. Renata Bezerra De Medeiros Ávila -  Dimensões Da Desordem Na Ordem De São Bento
3. Jerônimo Duque Estrada De Barros - O Rio E A Tipografia. A Instalação E Repressão De Uma Oficina De Impressão Na América Colonial Portuguesa
4. Rodrigo Gerolineto Fonseca – "Como Se Uma Torrente Que Os Submergia": Os Descaminhos Lusos Pelos Caminhos Do Sertão Piauiense No Século XVIII
5. Ana Carolina Da Silva - Administração E Sociedade Colonial: O Exercício E A Venalidade Dos Ofícios Na Fazenda Colonial
6. Ana Cristina Guanaes Rego –Marques De Lavradio: Porque Falar Em Vadios Na América Portuguesa No Século XVIII

05/09/2010

1. Adriana Romeiro – Ser Corrupto Na Colônia:  A Passagem De D. Lourenço De Almeida No Governo Das Minas Gerais (1721-1732)
2. Lincoln Marques Dos Santos – “Saber Mandar Com Modo”: Fiscalidade, Conflitos E Negociação.
3. Claudefranklin Monteiro Santos - História E Literatura: Representações Do Brasil Colônia Na Obra De Abelardo Romero Dantas
4. Renato Da Silva Dias – Entre A Regra E A Sedição. O (Des) Caminho Dos Eclesiásticos Nas Minas Setecentistas (1693-1745).
5. Marco Tomé Costa Monte – A Relação Entre As Corporações De Ofício, A Festa Do Rei Congo E A Administração Provincial Nas Vilas Açucareiras De Recife E Olinda, SéculoXVIII
6. José Inaldo Chaves Jr. - Entre A Política E Os Negócios: Um Estudo Sobre As Elites Locais Na Capitania Da Paraíba No Fim Do Século XVIII

06/09/2010

1. Maria Emilia Monteiro Porto – A Ordem Humanista: Leis Indigenistas Na Capitania Do Rio Grande, Séculos XVI a XVIII.
2. Letícia Dos Santos Ferreira – Dinâmicas Fiscais: Doutrinas, Práticas E Ilicitudes Na Bahia Seiscentista.
3. Paulo Henrique Marques De Queiroz Guedes – Poder Político, Cultura E Criminalidade No Sertão Da Paraíba (1740-1800)
4. Rebeca Carla De Souza Vivas - Províncias Em Desordem No Arcebispado Da Bahia: O Ordenamento Do Clero Regular Durante O Episcopado De D. José Botelho De Mattos (1741-1759)
5. Bruno Kawai Souto Maior De Melo – A Institucionalização Do Corpo Administrativo Eclesiástico Em Pernambuco Entre Os Séculos Xvii E Xviii
6. Muriel Oliveira Diniz – Poder E Transgressão Religiosa Na Colônia: Um Vigário “Inimigo” Do Vassalo Do “El Rei” Na Cidade Da Parayba Do Norte (1768-1785)

07/09/2010

1. Lina Maria Brandão De Aras – Ideias Proibidas Circulam Pelos Desvios: Rebeldia Pernambucana Na Bahia (1817)
2. Ozael De Moura Costa – Policiamento E Instrução Pública No Piauí (1818 – 1822): Fatores De Ordem Social
3. Natália De Almeida Oliveira – Jorge Benci E O Discurso Jesuítico Acerca Da Escravidão Na Bahia Do Século XVIII: Contradições E Aproximações
4. Priscilla De Souza Mariano E Silva – Barrocos Crimes: Criminalidade E Punições Em Pernambuco No Século XVIII.
5. Roberta Duarte Da Silva – Das Primeiras Impressões Ao Cárcere Insular: A Formação Do Presídio De Fernando De Noronha Na Conjuntura Colonial.
6. Gustavo Augusto Mendonça Dos Santos – O Clero Secular E Suas Agências Administrativas E De Comércio Na Capitania De Pernambuco No Século

6. Dinâmica Imperial no Antigo Regime Português.

Antonio Carlos Jucá Sampaio - UFRJ
Anderson José Machado de Oliveira - UNIRIO

04/09/2010

1. Simone Cristina De Faria – A Leal Vila De Nossa Senhora Do Carmo E Os Reais Quintos "Que Se Cobram Por Esta Câmara" - 1718-1733
2. Maria Beatriz Gomes Bellens Porto – Privilégios E Deveres: Poder, Redes E O Papel Da Câmara Fluminense Na Economia (1790-1807).
3. Fernanda Fioravante – Os Homens Bons No Império Português: Análise Comparativa Acerca Da Conformação Social Dos Oficiais Camarários No Reino E Na América Portuguesa Na Primeira Metade Do Século XVIII
4. Lucimeire Da Silva Oliveira – Entre A Praça E A Mesa Do Senado: Aliança E Disputa Entre Os Homens De Negócio E Os “Homens Bons” No Interior Da Câmara Municipal Do Rio De Janeiro (C.1730-C.1775)
5. Beatriz Catão Cruz Santos – Irmandades De Ofícios No Rio De Janeiro Do Século XVIII Em Perspectiva Comparativa
6. Teresa Cristina De Novaes Marques – Falências Mercantis E Execuções De Propriedades De Terras: Notas De Pesquisa Sobre Pernambuco, Século XVIII, Início Do XIX
7. Carlos Leonardo Kelmer Mathias – Circuitos Mercantis E Interações Sociais Na América Portuguesa, C. 1711 – C. 1756
8. Georgia Da Costa Tavares – A Atuação Dos Marchantes No Rio De Janeiro Do Vice Reinado. Estratégias De Mercado E Redes De Sociabilidade No Comércio De Abastecimento De Carne Verde No Rio De Janeiro Do Vice-Reinado.

05/09/2010

1. Flávia Maria De Carvalho – Impasses Nas Experiências Coloniais Ilustradas Em Angola: O Governo De D. Francisco Inocêncio De Sousa Coutinho (1764-1772)
2. Roberto Guedes Ferreira – Hierarquia Social Em Presídios Africanos (Século XVIII)
3. Ana Paula Cabral Tostes – Os Significados Da Designação Pardo Na Sociedade Escravista Do Rio De Janeiro Do Século XVIII
4. Mariana Gonçalves Guglielmo – A Estratégia Como Possibilidade E Necessidade: A Trajetória De Vicente Dos Reis E O Trato Com Sua Escravaria Campos Dos Goitacases (1781-1813)
5. Ana Carolina Teixeira Crispin – Um Acidente Pardo: Estudo Sobre A Trajetória Do Mulato Luís Nogueira De Figueiredo.
6. Sheila Siqueira De Castro Faria - A “Naturalização” Da Escravidão E Da Alforria Na Época Moderna: Um Debate

06/09/2010

1. Angélica Barros Gama –A Iconografia Régia E O Rei Descobridor: As Múltiplas Faces Do Poder Manuelino (1496-1521)
2. Marcello José Gomes Loureiro – "Em Tempo De Tantos Apertos": Gestão E Polissinodia Na Monarquia Pluricontinental Portuguesa (1640-1648)
3. Marilia Nogueira Dos Santos – Do Oriente Ao Atlântico: A Criação Da Compahia De Comércio Da Índia, 1687-1699
4. Susana Isabel Marcelino Guerra Domingos Pellejero –Aspectos De Uma Colonização Informal - A Extraterritorialidade Portuguesa No Sião
5. Bruna Milheiro Silva – A Primiera Geração De Conquistadores Do Rio De Janeiro Na Construção Do Espaço Urbano (1565-1581)
6. Thiago Alves Dias – A História De Um Rei Zeloso E Suas Rentáveis Vilas: A Dinâmica Colonizadora Portuguesa Na Formação Dos Espaços. Capitania Do Rio Grande Do Norte, Séc. XVIII
7. Yamê Galdino De Paiva & Mozart Vergetti De Menezes – Inventariando A Parahyba Do Norte: Fernando Delgado Entre O Saber Ilustrado E As Práticas Administrativas

07/09/2010

1. Nuno Miguel Camarinhas – Magistratura E Território: A Circulação De Poderes No Antigo Regime Português
2. Carla Maria Carvalho De Almeida – Relações Sociais Dos "Nobres E Principais Da Terra" Com Os Grupos Subalternos Nas Minas Setecentistas
3. Thiago Nascimento Krause – Uma Elite? Suplicantes E Cavaleiros Na Sociedade Colonial (Bahia E Pernambuco, 1641-1683)
4. Luiz Guilherme Scaldaferri Moreira –Dinâmicas Das Redes Governativas: Critérios De Nomeação De Ofícios Militares Nas Fortalezas De Santa Cruz E São João (Rio De Janeiro, 2ª Metade do XVII)
5. Adriana Barreto De Souza – A Serviço De Sua Majestade: Os Conselheiros Do Conselho Supremo Militar E De Justiça Entre 1808 e 1831.
6. Mônica Da Silva Ribeiro – Governadores Subordinados, Interinos, Militares: As Redes Governativas Na Segunda Fase Da Administração Do Conde De Bobadela Na América Portuguesa (1748-1763)
7. Izabela Gonçalves Vieira – Dinâmicas Imperiais No Período Pombalino: Tensões E Acomodações No Vice-Reinado De Antônio Àlvares Da Cunha (1763-1767)

7. Educação na América Portuguesa.

Maria Inês Sucupira Stamatto - UFRN
Thais Nivia de Lima e Fonseca - UFMG

04/09/2010

1. Rafaela Franklin da Silva Lira - Manuais barroco: a padronização do comportamento da elite açucareira em Pernambuco entre os séculos XVI e XVIII
2. Márcia Almada  - A escrita magistral: formas de aprendizado da caligrafia decorativa no século XVIII
3. Geovanni Gomes Cabral  - Folhetos de cordel: oralidade, práticas de leituras e sociabilidades nos espaços luso-brasileiros
4. Ane Luise Silva Mecenas Santos - Vestígios da educação jesuítica: o catecismo kiriri de Luiz Mamiani

05/09/2010

1. Acildo Leite da Silva - Urbanização na fronteira oeste: processo civilizatório e organização da espacialidade negra
2. Solange Maria da Silva - Oralidade, leitura e escrita: estratégias e práticas educativas dos negros na Capitania de Minas Gerais do século XVIII
3. João Vitor Rodrigues Loureiro  - Reformas pombalinas do ensino jurídico: arautos ou entraves de uma modernização do Direito?
4. Vera Maria dos Santos  - Historiografia sergipana e os indícios de um modelo de instrução elementar na colônia –

06/09/2010

1. Antonia Marylaura Lima de Oliveira - Infância perdida, juventude oprimida: trajetória da educação no Amazonas oitocentista
2. Mayra Calandrini Guapindaia - Relações de gênero, pensamento pedagógico e reforma política na ilustração portuguesa
3. Ivani Almeida Teles da Silva - Tecendo a revolta nas tramas do cotidiano: a formação das recolhidas do Santo Nome de Jesus no século XIX
4. Jacilene dos Santos Clemente & Gian Carlo de Melo Silva - Mestras de ler e professoras: um olhar sobre a educação feminina em Pernambuco entre os séculos XVIII e XIX

07/09/2010

1. Mateus Alves Silva - Ensino e aprendizado de pintura em Minas Gerais (séculos XVIII e XIX) –
2. Maria Inês Sucupira Stamatto & Thais Nivia De Lima E Fonseca - Ensinar na América portuguesa –
3. Ana Rita Bernardo Leitão - Problemática educativa e social das missões jesuitas convertidas em vilas indígenas nas capitanias adstritas ao governo de Pernambuco –
4. Mario Gouveia Junior  - O Seminário de Olinda a contrapelo: contradições entre planos e práticas –

8. Estudos sobre a América Portuguesa – Século – XVII: Novas abordagens sobre Sociedade, Religiosidade e Cultura no Nordeste durante o período de ocupação Holandesa.

Marianne L. Wiesebron - Universidade de Leiden/ Coordenadora do Projeto Resgate Neerlandês
Maria Paula Dias Couto Paes – PUCMinas/ Investigadora do CHAM – Centro de História de Além Mar Universidade Nova de Lisboa e Universidade dos Açores

04/09/2010

1. Marianne L. Wiesebron - Contribuição Do Projeto Resgate À Pesquisa Do Brasil Neerlandês
2. Maria Angélica Da Silva & Catarina Agudo Menezes - “Novas” Fontes, Novas Descobertas. O Estudo Dos Engenhos Alagoanos A Partir Da Cartografia Holandesa Do Século XVII
3. João Paulo Costa Rolim Pereira – Em Nome De Deus E Dos Estados Gerais: Lideranças Militares Indígenas Nas Fontes Holandesas
4. Bruno Romero Ferreira Miranda - Zielkopers, Zielverkopers E Outros Aliciadores: O Recrutamento De Pessoal Para A Companhia Das Índias Ocidentais (WIC)

05/09/2010

1. Maria Paula Paes – Prudência E Persuasão: Estratégias De Governo No Período Nassoviano
2. Ana Luiza De Castro Pereira – Faces Do Brasil Holandês: Interculturalidade E Diversidade Religiosa Na Formação Da Sociedade Na Primeira Metade Do Século XVII
3. Idelbrando Alves De Lima – Atuação Dos Franciscanos Durante O Domínio Holandês Na Parahyba
4. Maria Aparecida De Araújo Barreto Ribas – A Evangelização Dos Brasilianos Na Lei De Calvino
5. Rui Manuel Andrade Coimbra Santos Gonçalves - O Moço E A Senzala: Cenários Da Servidão Nos Sermões Do P.e António Vieira

06/09/2010

1. Fernando Carlos Greenhalgh De Cerqueira Lima & Lucia Furquim Werneck Xavier – Circulação Monetaria E Açúcar Como Moeda No Brasil Neerlandês: Uma Tentativa De Explicação À Luz De Novas Fontes
2. Michelle De Araujo Schampovski Rodrigues - Relatos Panegíricos E A Guerra Do Açúcar No Antigo Regime
3. Priscila Rubiana De Lima -  A Biota Batava: Contribuições Da Ocupação Holandesa À História Das Ciências Naturais
4. Sylvia Brandão Ramalho De Brito – A Dialética Do Castigo: O Universo Luso-Brasileiro Durante O Domínio Holandês
5. Nátalli Emanuelli Araújo Da Silva – A Igreja Da Misericórdia Em Vila Conceição: Cotidiano E Imaginário No Século XVII

9. Histórias e Memórias Indígenas na América Portuguesa.

Fátima Martins Lopes - UFRN
John Manuel Monteiro - UNICAMP

04/09/2020

1. Mayara G. Juvito da Costa – Os Sermões do Padre Antonio Vieira como fonte de documentação da historiografia indigena.
2. Renata Patrícia Silva Moraes & Bruna Fernandes Teixeira Cavalcanti – Usos Da Oralidade E De Seu Poder Nas Concepções Indígenas E Jesuíticas, Através Da Análise Das Cartas De Padre Manoel Da Nóbrega
3. Clenya Ferreira Gonçalves - Memória E Representação Dos ''Maranhã Euguare'' Em Claude D’abbeville.
4. Andreza Bianca Caxias Da Silva – Hans Staden E A Imagem Do Selvagem No Século XVI
5. Thereza Martha B. Presotti Guimarães – Indigenas E Natureza Nas "Noticias Práticas" Do Jesuita Matemático Diogo Soares- Séc. XVIII
6. Adriel Fontenele Batista – Os Sentidos De Um Pequeno Mundo: Fronteira, Natureza E Sensibilidades Na Conquista Da Paraíba.
7. Agnes Alencar De Castro Araújo Pastor – Escravidão E Liberdade Indígena: Perspectivas Jesuíticas No Século XVII

05/09/2010

1. Vanice Siqueira De Melo –  Os “Senhores Absolutos De Toda A Costa” Foram Aldeados: O Estabelecimento Do Aldeamento Dos Tremembé E O Conflito Com Os Curraleiros ( Século XVII-XVIII).
2. Juciene Ricarte Apolinário – Trocas E Reinvenções Culturais Nos Espaços Do Sertão Paraibano Do Período Colonial: Indígenas E Colonizadores
3. Claudio José Tavares De Cerqueira – A Posse Da Aldeia De Santo Amaro: Uma Luta Por Terra E Poder.
4. Marcos Felipe Vicente –  Massacre Na Aldeia: Intrigas Coloniais Na Ribeira Do Jaguaribe
5. Elba Monique Chagas Da Cunha – De Gentios A Aliados: Relações Entre Índios E Colonos Portugueses Na Implantação Dos Engenhos Na Capitania De Pernambuco
6. Solon Natalicio Araújo Dos Santos - Cultura Política E Identidades Nos Aldeamentos E Missões Dos Sertões Da Capitania Da Bahia (Séc. XVII-XVIII)
7. Rafaela Basso – O Milho Na Cultura Alimentar Paulista

06/09/2020

1. Iris Barbosa Da Silva & Edson De Araújo Nunes – Registros De Interação Social E Conflitos Euro-Indígenas No Litoral Norte Da Capitania De Pernambuco – Século XVI
2. Jean Paul Gouveia Meira – Histórias E Memórias Potiguara No Processo De Ocupação Do Rio Paraíba Do Norte: Lutas E “Acomodações” Interétnicas Entre Indígenas E Colonizadores No Período Colonial
3. Regina Célia Gonçalves – Povos Indígenas No Período Do Domínio Holandês : Anotações De Uma Pesquisa
4. Gláucia De Souza Freire – Revisitando Os “Feiticeiros Índios” De Mamanguape: Transgressão, Sincretismo E Resistência Na Capitania Da Paraíba
5.Anna Maria Litwak Neves –  Os Terços Indígenas Na Capitania De Pernambuco Durante Os Séculos XVII e XVIII: Estudo Acerca De Suas Lideranças E Composição Étnica.
6. Alik Nascimento De Araújo - Louvados Sejam Os Demônios E Os Barbaros: A Mentalidade Como Instrumento De Poder Indígena.
7. Júlio César Vieira De Alencar – A Câmara De Natal E A Guerra Do Açu: A Construção De Uma “Guerra Justa”

07/09/2010

1. Fátima Martins Lopes – Obediência E Adaptação Ao Diretório Dos Indios Nas Reivindicações Indígenas Por Liberdade E Terras
2. Helder Alexandre Medeiros De Macedo - A Questão Indígena No Seridó Potiguar: História, Memória E Patrimônio Cultural
3. João Paulo Peixoto Costa – Eles Dizem Que Não São Índios: Uma Análise Do Discurso Do Governador Sampaio E A Questão Da Identidade Indígena No Ceará (1812 – 1820)
4. Francisco Eduardo Torres Cancela – O Projeto De Colonização Pombalino E Os Índios Da Antiga Capitania De Porto Seguro
5. Teresinha Marcis – Doutoranda – A Organização Administrativa Das Vilas Indígenas Da Capitania De Ilhéus: 1758-1798.
6. Bruna Marina Portela – Administração E Liberdade: Índios Administrados Da Comarca De Paranaguá (Século XVIII).
7. Daniel Moretto Martini - Índios Aldeados E Índios Administrados: Os Caminhos Da Justiça Em São Paulo Colonial (Séc. XVIII)

10. Impérios holandês e português em perspectiva atlântica.

Rômulo Nascimento – FFPNM-UPE

04/09/2010

1. Anil Kumar Mukerjee - Administracao Financeira Do Brasil Colonial (XVII)
2. Clarissa Costa Carvalho – "Nos Labirintos Da Governança" : O Cotidiano Da Provedoria Mor Da Fazenda Real Na Capitania De Pernambuco (1756 - 1777)
3. Filipe Sales De Oliveira – Política Européia, Comércio Colonial E A Expansão Holandesa No Século XVII: Uma Discussão Historiográfica Sobre O Brasil Colonial
4. Victor Miguel Barros De Carvalho – A Posse De Terras Durante O Período Neerlandês: Elucidando Questionamentos

05/09/2010

1. Mariana Mina Shiosaki – A Militarização Indígena No Período Holandês: Os       Aspectos Étnicos, Táticos E As Conseqüências Da Guerra De Restauração.
2. Lodewijk A.H.C. Hulsman – Alianças Indígenas Com Holandeses Como Fonte Para O Estudo Do Desenvolvimento Colonial No Brasil Portugues (1600-1650).
3. Leandro Nascimento De Souza – Angola Como Ascensão Militar Para Os Pernambucanos Entre 1658 A 1666.
4. Hugo Coelho Vieira - Homens De Guerra: Entre Os Labirintos Do Período Filipino E Do Brasil Holandês
5. Rômulo Luiz Xavier Nascimento – “Guerra Surda’’: Os Bosnegers Nas Matas Do Pernambuco Holandês

06/09/2010

1. Daniel De Souza Leão Vieira - Corografia, Etnocentrismo E Geopolítica No Mapa Mural "Brasilia Qua Parte Paret Belgis", 1643-1648
2. Josué Lopes Dos Santos & Ana Lúcia Do Nascimento Oliveira – A Lógica No Urbanismo De Origem Português: Analise Morfológica Das Estruturas Urbanas Da Ilha De Itamaracá-Pe Do Século XVII.
3. André Luiz Gomes Soares – Modelos Citadinos Do Brasil Nos Séculos XVI-XVII: Da Vila Nossa Senhora Da Conceição A Vila Schkoppe.
4. Bianca Machado Muniz – O Registro Holandês E A Requalificação Histórica Da Paisagem: A Cidade De Penedo E O Antigo Forte Maurício
5. Gabriel Cordeiro Silva - O “Outro” Europeu No Brasil Holandês

07/09/2010

1. Lúcia Chueire Lopes – As Diferentes Motivações Expansionistas De Portugal E Países Baixos: Um Confronto Jurídico Entre Serafim De Freitas E Hugo Grotius
2. Thiago Groh De Mello Cesar – Brasil, Portugal E Holanda: As Negociações Em Haia E O Futuro Dos Impérios Portugueses E Holandês
3. Daniel Breda – De Naus E Desejos Dos Mercadores: O Recife Neerlandês Como Entreposto Atlântico (1630-54)
4. Ariane Carvalho Da Cruz – Cor E Hierarquia Social No Reino De Angola (Finais Do Século XVIII)
5. Regina De Carvalho Ribeiro – Calabar: Historiografia E Mito
6.Milton Araújo Moura – Poética Da Geografia E História Política E Econômica: O Nome Da Baía

11. Inquisição e História Social.

Bruno Guilherme Feitler - UNIFESP
Ronaldo Vainfas - UFF

OBS: O simpósio 11 ficou junto ao simpósio 4 (ver acima)

12. Jesuítas na América Portuguesa.

Marcia Amantino - PPGH UNIVERSO – RJ
Maria de Deus Manso - Universidade de Évora

04/09/2010

1. Ana Maria Koch - Jesuítas E Grupos Sociais No Piauí Colonial
2. Maria Odileiz Sousa Cruz – Da 'Crônica Dos Padres Da Companhia De Jesus No Estado Do Maranhão' À Construção De Uma Toponímia Indígena
3. Leonardo Silva Dias – Das Ordens Celestiais Às Missões Temporais: Virtude Institucional De Um Discurso Jesuítico
4. Claudia Rocha De Sousa – Os “Serviços De Saúde” Dos Jesuítas No Estado Do Maranhão E Grão-Pará Na Primeira Metade Do Século XVIII (1707 A 1750).
5. Camila Corrêa E Silva De Freitas – As "Vidas" De Santos Jesuítas: Elementos De Um Conflito Político Na América Portuguesa Seiscentista
6. Roberta Lobão Carvalho – Cotidiano E Missão: A Companhia De Jesus No Maranhão Do Séc. XVIII
7. Alfredo Cordiviola – Uma Épica Da Derrota. O Diário De Manuel Uriarte

05/09/2010

1. Maria De Deus Manso Bentes – A Companhia De Jesus E As Missões
2. Maria Ortelia Moraes Oliveira – As Permanências E A Rupturas Da Administração Jesuíta Na Fazenda De Santa Cruz Entre 1759 Á 1791
3. Raimundo Moreira Das Neves Neto – Significados Dos Embates Em Torno Do Patrimônio Material Jesuítico Na Amazônia Colonial Portuguesa
4. Vinicius Maia Cardoso – Fazenda De Padres, Engenho De Pretos
5. José Alves De Souza Junior – O Patrimônio E Os Negócios Da Companhia De Jesus No Grão-Pará
6. Carlos Engemann – Entre Punições E Benesses: Estratégias De Administração E População Escrava De Fazendas De Administração Jesuítica
7. Guilherme Amaral Luz - Elogio Do Açúcar: Os Jesuítas, A Economia E A Moral (Bahia, C.1711).

06/09/2010

1. Érika Silva Quites Machado – A História Portuguesa E A Condução Da Humanidade À Salvação Em Sermões De Antônio Vieira
2. Ângela Sánchez Leão - O Plano De Antônio Vieira Para O Estado Do Grão-Pará E Maranhão: Liberdade Tutelada, Escravidão Velada.
3. João Aurélio Travassos Pires Júnior – Vieira E Paraupaba: Uma Análise Comparativa Dos Discursos Acerca Dos Povos Indígenas.
4. Beatriz Helena Domingues – Ócio Ou Negocio: Católicos E/Ou Protestantes Em Pernambuco No Século Xvii
5. João Nelson Veríssimo - Catequizar E Instruir: O Perfil Dos Pescadores De Almas, Segundo O Padre António Vieira
6. Marcelo Tadeu Dos Santos – A Construção Do Monarca Nos Sermões De Antonio Vieira - 1653/1662

07/09/2010

1. Renata Maria De Almeida Martins – Tintas Da Terra, Tintas Do Reino: Os Jesuítas, Os Índios E As Artes No Grão-Pará, Séculos XVII-XVIII.
2. Luisa Tombini Wittmann - A Arte Missionária No Diálogo Do Contato
3. Fabricio Lyrio Santos – Jesuítas, Civilidade E Civilização No Século XVIII
4. Eunícia Barros Barcelos Fernandes – A Companhia De Jesus E Os Índios Na Capitania Do Rio De Janeiro: Sumário De Uma Pesquisa
5. Luiz Fernando Medeiros Rodrigues – Densas Nuvens De Tempestade Sobre A Amazônia: Tensões Entre Jesuítas E Episcopado, Na Segunda Metade Do Séc. XVIII.
6. Karl Heinz Arenz - Entre Supressão E Consolidação: Os Aldeamentos Jesuíticos Na Amazônia Portuguesa (1661-1693)
7. Eliane Cristina Deckmann Fleck – “Sobre Aqueles Que Não Têm Nenhum Conhecimento Da Verdade Nem Sabem Mais Senão Que Viver E Morrer“ – Um Ensaio Sobre Virtudes E Vícios Indígenas Na Documentação Jesuítica (América Portuguesa, Séculos XVI-XVII).
8. Marcia Amantino- A Chegada Dos Jesuítas Na Capitania Do Rio De Janeiro

13. Poder e elites: administração, economia e sociedade nas partes do Brasil.

Rodrigo Ricupero - USP

04/09/2010

1. Camila Teixeira Amaral –Uma Questão De Alçadas E Juridições: O Abastecimento Da Cidade De Salvador E O Conflito Do Açougue Eclesiástico (1705-1718)
2. Daniele Ferreira Da Silva - Reformas No Setor Tributário Brasileiro Na Segunda Metade Do Século XVIII
3. Érica Lôpo De Araújo -  O Retorno Do Tribunal Da Relação E O Governo Do Conde De Óbidos: Um Relacionamento Conflituoso (Bahia, 1663-1666)
4. Caio Figueiredo Fernandes Adan –Ouvidores De Comarca Na América Portuguesa: Um Estudo Sobre A Ouvidoria Dos Ilhéus, 1763-1808
5. Jonas Wilson Pegoraro – Políticas Administrativas Imperiais: O Caso Da Ouvidoria De Paranaguá (1723-1812)

05/09/2010

1. Adriana Angelita Da Conceição – “No Pouco Que Pode Hum Vice Rey Do Brazil…” Indeterminações Do Poder No Governo Vice-Reinal Na América Portuguesa Setecentista
2. Mozart Vergetti De Menezes & Antônio Fernando Cordeiro Guedes Junior - A Ordem De Cristo E A Construção Da Elite Luso-Brasileira Nas Relações De Poder Da Paraíba Colonial (1654-1700)
3. Maria José Rapassi Mascarenhas -  Do Botão De Ouro À Casa Nobre De Sobrado: A Mor Qualidade Na Sociedade Baiana Setecentista
4. Rodrigo Ricupero - Temporalidades Coloniais

06/09/2010

1. Rafael Dias Da Silva Campos – O Iluminismo Arrojado: O Arco Do Cego E A Divulgação Das Ciências Na América Portuguesa Do Século XVIII
2. Mairton Celestino Da Silva –“Sertão De Dentro”: Cultura, Poder E Escravidão Na Capitania De São José Do Piauí, 1761-1808
3. Antonio José De Oliveira –Um Estudo Panorâmico Sobre Poder, Opulência E Riqueza Dos Senhores De Engenho Na Região Sul Da Capitania Do Ceará Grande-1750-1850
4. Milena Fernandes Maranho –Palavras Ao Vento: As Influências Dos Sermões Do Padre Antônio Vieira Nas Percepções Sobre A Colonização. Bahia, Século XVII.
5. Flavio José Gomes Cabral – Cotidiano De Um Governador Colonial: Entre As Práticas De Servir Ao Rei E A Convivência Entre Os Governados
6. Antonia Da Silva Mota – Senhores E Escravos, Estratégias De Mando Das Elites Proprietárias No Maranhão

07/09/2010

1. Luiz Alberto Ornellas Rezende – As Rotinas Administrativas Do Senado Da Câmara De Vila Rica Nos Seus Primeiros Anos  De Funcionamento, 1711-1715
2. Janice Correa Da Silva & Mayara Millena Moreira Formiga – Entre Acordos E Negócios: Traços Da Administração Colonial No Sertão De Rio Piranhas (1725-1750).
3. Carmem Marques Rodrigues – A Cartografia Do Distrito Diamantino: O Desenho Da Dinâmica Entre O Sertão Das Minas E A Coroa
4. Águida Gabriela Belchior Da Silva – A Economia Moral Do Seridó Do Século XVIII: O Embate Entre A Administração Colonial E As Formas De Transmissão De Direito À Terra
5. Alex Rolim – Os Eclesiásticos E A Administração Alagoana: Estratégias E Mecanismos De Sobrevivência Em Uma Conquista Colonial.
6. Dimas Bezerra Marques – Cargos E Heranças: A Manutenção Das Elites Alagoanas Através Dos Testamentos (Séculos XVII E XVIII).
7. Vanda Da Silva – Os Governadores E A Política De Controle De Acesso A Terra Na Capitania De Mato Grosso

14. Poderes, Instituições e sociedade na Amazônia portuguesa.

Marcia Eliane Alves de Souza Mello – UFAM
Leila Mourão - UFPA

04/09/2010

1. Luiz Alexandre Da Silva Barbosa – “Inimigos Capitais Do Nome Português”: Inquietações Lusas E A Ameaça De Invasão Holandesa Ao Estado Do Maranhão (1623-1647)
2. Isabella Alves Silva – Fort Saint Louis: Relação E Cotidiano Em Uma “Colônia” Francesa
3. Maria Luiza Fernandes –– A Região Do Rio Branco No Olhar Do Viajante
4. Fernanda Aires Bombardi – “Para O Serviço Dos Moradores”: Descimentos Particulares Na Amazônia Colonial
5. Cecilia Cunha Dos Santos Patello – Uma Disputa De Limites: As Relações Entre Portugal E França Após O Tratado De Utrecht (1713 A 1727).
6. Wania Alexandrino Viana – O Ônus Da Defesa: Uma Abordagem Sobre As Tropas E O Recrutamento Militar No Estado Do Maranhão E Pará (Primeira Metade Do Século XVIII)
7. Marcio Ramon Campelo Ramos – A Exploração Das Riquezas: Uma Análise Acerca Do Comercio E Mão-De-Obra No Estado Do Maranhão E Pará (Primeira Metade Do Século XVIII)

05/09/2010

1. Leila Mezan Algranti - As Especiarias Na Cozinha E Na Botica: Notas Sobre O Intercâmbio De Plantas E Sementes Com Fins Alimentares E Medicinais  No Império Português
2. Frederik Luizi Andrade De Matos – “Soberanos, Despóticos E Detentores Do Comércio Por Meios Estranhos E Iníquos”: As Denúncias De Mendonça Furtado Contra Os Capuchos Da Piedade
3. Rafael Ale Rocha - A Formação Da Nobreza Camarária Em Belém No Século Xviii
4. Fabiano Vilaça Dos Santos - "Muito Mais Cadáver Do Que Estado" - Trajetórias Administrativas No Grão-Pará E Maranhão (Século XVIII)
5. Rhuan Carlos Dos Santos Lopes – Novas Vilas, Antigas Aldeias: O Sentido Da Urbanização Na Amazônia Colonial
6. Nivaldo Germano Dos Santos – "A Família De V. Excia Seja A Coisa Mais Importante E Escolhida
7. Yure Lee Almeida Martins - Povoamento No Grão Pará: Vila Nova De Mazagão (Segunda Metade Do Seculo XVIII)

06/09/2010

1. Robeilton De Souza Gomes – Escravidão Indígena No Grão-Pará: “Um Vício De Muitos Anos”. Reflexos E Reflexões Sobre A Lei De Liberdade De 1755.
2. Rafael Rogério Nascimento Dos Santos &  Mauro Cezar Coelho –- O Diretório Dos Índios No Discurso Dos Agentes Administrativos Coloniais (1757-1798)
3. Sylvana Maria Brandão De Aguiar – Desescravizações Indígenas E Africanas No Brasil Colonial E Imperial – Séculos XVIII e XIX
4. Patricia Alexandra Ramalho De Almeida Alves –– A Justiça No Brasil Colonial (1808-1812): O Príncipe Do Brasil E A Criação Do Tribunal Da Relação De São Luís Do Maranhão
5. Marinelma Costa Meireels – Aqui, Ali E No Além-Mar:  A Trajetória Do Escravo Gonçalo Marinho Queirós Para Conseguir Sua Liberdade No Maranhão
6. Jaciara Fonsêca Dos Santos – Prata E Ouro De Santo Na Devassa: Os Furtos De Objetos Sacros Enquanto Atitudes Perante O Sagrado
7. Ana Rita Oliveira Ramos & Iara Walena Freitas Da Silva – Guia De Fontes Demográficas Para A História Da Amazônia (1649-1850)

15. Poderes, riquezas e saberes: elites plurais num império multifacetado.

George F. Cabral de Souza – UFPE
Maria Fernanda Bicalho - UFF

04/09/2010

1. Laura De Mello E Souza: O Contratador Queiroga, Seus Cavalos E Sua Biblioteca Entre Finais Do Século XVIII e Inícios Do Século XIX.
2. Nívia Pombo Cirne Dos Santos: Tradição E Mérito: D. Rodrigo De Sousa Coutinho E Os Governadores Para A América Portuguesa (1796-1803)
3. Hugo Demétrio Nunes T. Bonifácio: Elite Mercantil E Abastecimento: Comércio Interno Entre Pernambuco E Minas Gerais No Século XVIII
4. Gabriel Parente Nogueira: De Terra De “Senhores” A Terra De “Mascates”: Conflitos Entre Elites Tradicionais E Mercantis Na Vila Do Aracati (1760-1806)
5. Poliana Priscila Da Silva e Alex Da Silva Moura: A Atuação Dos Homens De Negócio Do Recife No Contexto Atlântico
6. Maria Berthilde Moura Filha: Da Conquista À Formação De Uma Elite: Um Olhar Sobre A População Da Cidade Da Filipéia De Nossa Senhora Das Neves Nos Séculos XVI e XVII

05/09/2010

1. Evergton Sales Souza: Notas Sobre O Episcopado Setecentista Na América Portuguesa
2. Mauro Cezar Coelho: Subversão E Submissão: Relações De Poder E Constituição De Novas Elites No Âmbito Do Diretório Dos Índios
3. Roberta Giannubilo Stumpf: As Nobrezas Coloniais. O Caso Da Capitania Das Minas Gerais
4. Reinaldo Forte Carvalho: Nas Tramas Da Justiça: Os Ouvidores Régios E A Política Adminitrativa Na Capitania Do Ceará No Século XVIII (1722-1799)
5. Luciana De Carvalho Barbalho: Poder Na Capitania De Itamaracá: A Formação Da Elite Camarária
6. Breno Almeida Vaz Lisboa: Uma Elite Em Crise: A Câmara Municipal De Olinda Na Primeira Metade Do Século XVIII

06/09/2010

1. Rodrigo Ceballos: Descaminhos No Porto: Elite E Comércio Lusitanos Na Buenos Aires Colonial (Século XVII)
2. Denise Vieira Demetrio: Martim Correia Vasques: Trajetória Política E Redes Clientelares De Um Governo Interino No Século XVII.
3. Ludmila Gomides Freitas: Paulistas Em Busca De Índios E Mercês: As Mediações Da Câmara Municipal Da Vila De São Paulo Em Meados Do Século XVII
4. Márcio Pimentel Rocha: O Adeus À Idolatria: Evangelização E Educação Aos Filhos Da Elite Indígena No "Colégio Do Príncipe", Vice-Reinado Do Peru, Século XVII
5. Ingrid Silva De Oliveira: Os “Principais” De Angola: Portugueses E Administração Em Angola A Partir Do Cronista Cadornega (Século XVII)
6. Arlindyane Dos Anjos Santos: A “Nobreza Da Cidade” No Maranhão Do Século XVII

07/09/2010

1. Augusto Da Silva: Nobres Governadores Na Vila Do Desterro (1738-1807)
2. Ângelo Emílio Da Silva Pessoa: Perdido No Maranhão? O Governo De André Vidal De Negreiros
3. José Eudes Arrais Barroso Gomes: Os Coronéis Do Sertão: Trajetórias Individuais E Perfis Sociais Dos Coronéis De Milícias No Ceará Setecentista
4. Cláudia Coimbra Do Espírito Santo: A Alma E O Crédito: Religião E Economia No Império Português (Lisboa, Vila Rica E São Luís).
5. Helidacy Maria Muniz Correa: Prestação De Serviços, Riqueza E Nobilitação Na Câmara De São Luís Do Maranhão, Durante O Século XVII.
6. Marize Helena De Campos: As Donas Do Poder: Práticas Testamentárias De Mulheres No Maranhão Oitocentista (1800-1822)

16. Conflitos, Revoltas e Insurreições na América Portuguesa (XVI-XIX).

Antonio Filipe Pereira Caetano - UFAL

04/09/2010

1. Helaine de Moura Cavalcanti – Do Flamengo ao Bárbaro: O Processo de Restauração da Capitania do Rio Grande (1654-1687)
2. Antonio Filipe Pereira Caetano – Em Busca de Apoio para Ampliação de seus Clamores: Maranhenses e Fluminenses na Tessitura Política Regional para construção de seus Movimentos Sociais (1660-1685).
3. Bruno Rafael Véras de Morais e Silva – Armas Afiadas, Pena Precisa: O Discurso Bandeirante e as Mercês Reais sob as Cinzas dos Palmares
4. Eliana Vieira Sales – Considerações Sobre o Álcool no Brasil Colonial.

05/09/2010

1. Lanúza Maria Carnaúba Pedrosa – Conflito na Comarca das Alagoas: O Impasse Político entre João Vilela do Amaral e Manuel de Almeida Matoso (1709-1727)
2. Zoroastro Ramos Cardoso – Negócios do Céu e Terra: Clérigos e Mercadores Urbanos
3. Alexandre Rodrigues de Souza – Mulheres e Motins na América Portuguesa
4. Thiago Breda – Sesmaria e conflitos de terra: uma expressão de poder na colônia
5. Adeilson Matias de Azevedo – De como Joaquim Silvério dos Reis se fez conspirador e delator: entre sabores e dissabores de um súdito (des)prestigiado

06/09/2010

1. Josemir Camilo de Melo & Gilmara Tavares Batista – O ‘Projeto dos Negros do Congo’: Reações e Levantes a partir da Lei do fim do Cativeiro de 1773 (Paraíba)
2. Rosângela de Souza Santos – O Cotidiano Antecedente a Revolta dos Alfaiates: Transgressões Descritas no “Vai e Vem” das Correspondências Luso-Brasileiras (1780-1798)
3. Santiago Silva de Andrade – Identidades, Conflitos e Convergências: Ordem Doméstica Régia e Ordem Urbana no Rio de Janeiro Joanino (1808-1821)
4. Cláudio Roberto de Souza – Economia Algodoeira e Elites Políticas da Zona da Mata Norte de Pernambuco (1820-1860)

17. Ritos y costumbres en la América colonial.

Jaime Collazo Odriozola - Universidad Autónoma del Estado de México
Georgina Flores García - Universidad Autónoma del Estado de México

04/09/2010

1. Ediana Ferreira Mendes – A procissão de Corpus Christi na cidade da Bahia Setecentista
2. Juliana Da Cunha Sampaio – Vacaciones En Los Ritos De Recife Las Cofradías Del Siglo XVIII. Ritos Festivos nas Irmandades Leigas do Recife Setecentista
3. Priscilla Soares Gonçalves – As Festas e as Cerimônias na Corte de D. João VI

05/09/2010

1. Andrea Simone Barreto Dias – Vontade Régia Versus Interesses Locais: A Câmara da Paraíba e a Festa para São Francisco de Borja
2. Welber Carlos Andrade Da Silva – Festas e Sociabilidade na Irmandade do Santíssimo Sacramento de Santo Antonio do Recife (Século XVIII): Os Atores do Poder no Cenário das Representações
3. Clara Rodrigues Couto – Os Balés Nas Festas Coloniais: A Dança a a Reafirmação dos Pactos Políticos na América Portuguesa (Séculos XVII E XVIII)
4. Raquel Cristiane Muniz Florêncio – Normatizar E Conviver: O Cotidiano Da Irmandade De Nossa Senhora Do Rosário Dos Homens Pretos Da Vila Do Recife No Século XVIII.

06/09/2010

1. María Elena Bribiesca Sumano & Maribel Reyna Rubio – Manifestaciones Religiosas A Través De Los Testamentos Del Valle De Toluca 1565-1623
2. Myziara Miranda Da Silva Vasconcelos – A Morte Ritual: Representações E Práticas Do Bem Morrer Nas Irmandades De Pretos
3. Georgina Flores García & Belén Benhumea Bahena - Los Negros Esclavos Como Bienes Heredables, Según Los Testamentos De Toluca En El Siglo XVII.

07/09/2010

1. Mauricio Fogli Cruzeiro Machado – A Aparição De Maria No México Por Francisco De Florência E Suas Expectativas De Catequese (Séc. XVII)
2. Sebastião Leal Ferreira Vargas Netto – Um Estudo Comparado Do Papel Da Religião Nas Resistências Indígenas Na América Portuguesa E Na Nova Espanha (Séculos XVI-XVIII)
3. Camila Alves Duarte & João Gilberto Saraiva – A Construção E O Desague Do Mito De Xarayes - O Pantanal Entre Os Séculos XVI e XVIII
4. Lorena Gouvea De Araújo - Inca Garcilaso De La Veja: O Intelectual Mestizo E Invencao Do Passado Indígena Incaico (S. XVII)

Lieux

  • Recife, Brésil

Dates

  • samedi 04 septembre 2010
  • dimanche 05 septembre 2010
  • lundi 06 septembre 2010
  • mardi 07 septembre 2010

Contacts

  • Coordenação do evento
    courriel : contato [at] eihc2010 [dot] com [dot] br

Source de l'information

  • Marie Pellen
    courriel : marie [dot] pellen [at] openedition [dot] org

Pour citer cette annonce

« Cultura, poderes e sociabilidades no mundo Atlâtico, Séc. XV-XVIII », Colloque, Calenda, Publié le vendredi 18 juin 2010, http://calenda.org/201474