AccueilAs cores da ritualidade

*  *  *

Publié le mardi 24 mai 2011 par Marie Pellen

Résumé

A jornada de estudo propõe-se promover uma reflexão sobre o tema da ritualidade civil e religiosa. O culto, as devoções, as cerimónias religiosas e civis, são indicativos, do modo pelo qual em Itália e em Portugal, a religião católica vai assumindo, no decorrer do século XX, o aspecto de uma “religião civil” marcando de modo significativo, em ambos os países as diversas fases da ditadura e o percurso de transição para a democracia.

Annonce

26 de Maio, 2011

FCSH-UNL - Sala Multiusos 2 – 4º andar do edifício do ex-DRM

Coordenação: Dra. Elisabetta Girotto (IHC/UNL). 

Programa:

10.15: Apresentação da jornada pelo Presidente do IHC, Prof. Doutor Fernando Rosas.

10.30:  Prof. Doutor Fernando Rosas (IHC/UNL)
«A questão religiosa nas origens do Estado Novo».

11.00: Doutora Rita Carvalho (ICS/UL) 
«Casamento e Divórcio no Salazarismo».

11.30: Prof. Doutor. Luís Salgado de Matos (ICS/UL)
«Rituais de Casamento católico  e civil na organização política portuguesa contemporânea».

12.00: Dr. João Almeida (IHC/UNL)
«A oposição católica ao Estado Novo (1958-1974)».

12.30: Debate

13.15: Almoço

14:30: Dra. Paula Borges Santos (IHC/UNL) 
«Liberdade religiosa em Portugal: do 25 de Abril de 1974 ao 25 de Novembro de 1975».

15.00: Prof. Doutor António Matos Ferreira (CEHR/UCP)
«Rito e ritualidade: limites e perspectivas do agir simbólico como gerador de cidadania e como construção do espaço público».

15.30: Doutora Elisabetta Girotto (IHC/UNL)
«Partidos-família em confronto. Ritos e ritualidade na representação audio-visual do PCI e da DC na Itália dos anos Cinquenta e em perspectiva comparada».

16:00 Conclusões e debate.

Objectivo do Seminário:

A jornada de estudo propõe-se promover uma reflexão sobre o tema da ritualidade civil e religiosa. O culto, as devoções, as cerimónias religiosas e civis, são indicativos, do modo  pelo qual em Itália e em Portugal, a religião católica vai assumindo, no decorrer do século XX, o aspecto de uma “religião civil” marcando de modo significativo, em ambos os países as diversas fases da ditadura e o percurso de transição para a democracia.

Neste âmbito torna-se central a análise da linguagem simbólica que permite descodificar os dispositivos através dos quais se define o espaço público da política e do religioso. Imagens, gestos, e emblemas concorrem ao

articular um universo de símbolos que condensam funções pragmáticas e significados semânticos, projectos racionalistas de utopias igualitárias e manifestações rituais. Tudo isso reenvia às religiões secularizadas e às suas transformações, segundo uma complexa interacção entre as tradições e os agentes da politização na sociedade de massas.

Entrada livre:

Horário: 10.15

FCSH da UNL, Av. de Berna 26 c, edifício do ex-

DRE, 4.º piso, sala multi-usos 2

Lieux

  • Av. de Berna 26 c
    Lisbonne, Portugal

Dates

  • jeudi 26 mai 2011

Source de l'information

  • Marie Pellen
    courriel : marie [dot] pellen [at] openedition [dot] org

Pour citer cette annonce

« As cores da ritualidade », Séminaire, Calenda, Publié le mardi 24 mai 2011, http://calenda.org/204520