AccueilAs boas práticas de conservação e restauro

*  *  *

Publié le mardi 28 août 2012 par Marie Pellen

Résumé

O Anuário do Património nasceu em 2012 para criar valor nesta área, com o objectivo de unir todos os intervenientes do sector, através da partilha e divulgação do melhor conhecimento. Editado em parceria pelo Grémio do Património e pela editora Canto Redondo, o Anuário do Património aposta numa base científica forte. À semelhança do anterior, este segundo número será composto por duas partes: um dossiê com artigos técnico-científicos e estudos de caso sobre o tema, previamente avaliados (segundo critérios de qualidade e editoriais) por uma comissão de arbitragem científica constituída para o efeito, (através de arbitragem cega); e uma segunda parte, com listagens detalhadas – o Directório dos Agentes do Sector, concebido como ferramenta de informação e guia de trabalho.

Annonce

Apresentação

O Anuário do Património é uma publicação periódica especializada, que nasce em 2012 com o objectivo de promover o Património cultural e criar valor nesta área.


Surge da necessidade premente de revelar e reforçar o conhecimento e a interacção entre os intervenientes do sector, dado o elevado número de agentes, empresas, profissionais e decisores com actividade. 
Reunir toda a informação de qualidade sobre o Património português é a principal directriz deste Anuário, dando a conhecer as melhores práticas, ideias e projectos.

A importância de um desenvolvimento esclarecido é central nesta obra, através de uma forte componente técnica presente nos numerosos artigos técnico-científicos, previamente arbitrados por uma comissão científica de profissionais, investigadores e especialistas.

Para além destes artigos e conteúdos relacionados, a obra integra um Directório dos Agentes do Sector, com informações relevantes em listagens de Serviços – Restauro de bens imóveis histórico-artísticos; Projecto, fiscalização e consultoria; Produtos e equipamentos, Centros de Investigação; Formação, entre outros.

EDITORA | Canto Redondo

Empresa vocacionada para a concepção, edição e produção de publicações relacionadas com a Cultura e Património.

A produção gráfica e editorial, a consultoria e gestão cultural e a produção audiovisual são as áreas centrais da empresa.

O Anuário do Património 2012 é um projecto de relevo para a empresa e de inquestionável valor nacional, onde as características canto redondo se materializam.

Na área da gestão cultural e patrimonial, o canto redondo conta com uma rede de consultores tecnicamente exigente e com eles constrói uma base de conhecimento que procura actualizar permanentemente, reconhecendo tendências, equacionando estratégias e ideias, reunindo uma experiência consistente, contextual e de acção nas áreas onde opera.

www.cantoredondo.eu

PROMOTOR | GECoRPA - Grémio do Património

Associação sem fins lucrativos, o GECoRPA celebra, em 2012, quinze anos.

Tem como associados empresas e profissionais que exercem actividade na reabilitação do edificado e da conservação do Património, agregando também outras entidades, públicas ou privadas, e cidadãos interessados. São objectivos do Grémio do Património promover a qualidade na reabilitação do edificado e da infraestrutura, a valorização dos centros históricos e das aldeias tradicionais. A associação defende a reabilitação como alternativa à construção nova e promove a qualidade das intervenções de reabilitação através da divulgação das boas práticas e da formação especializada, com vista ao aumento da qualificação dos recursos humanos. O Grémio do Património procura contribuir para a melhoria do ordenamento e da regulação do sector da construção e para a mudança do seu papel na economia e na sociedade.

Todos os artigos científicos publicados no Anuário do Património 2012 foram arbitrados por uma comissão científica de profissionais, investigadores e especialistas credenciados neste sector.
Pela vasta experiência, conhecimento e vocação, esta comissão faz parte integrante do objectivo de criar uma publicação de referência e um guia útil para todos os profissionais envolvidos e interessados em informação de qualidade na área do Património.

Comissão científica

  • Alexandre Brás Mimoso – Instituto de Gestão do Património Arquitectónico e Arqueológico (IGESPAR)
  • Amélia Dionísio – Instituto Superior Técnico (IST)
  • Aníbal Costa – Instituto da Construção da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (IC-FEUP)
  • Fernando Branco – Instituto Superior Técnico (IST)
  • Ivone Nobre – Instituto da Construção e do Imobiliário (InCI)
  • João Appleton – Ordem dos Engenheiros
  • João Coroado – Instituto Politécnico de Tomar (IPT).
  • João Mascarenhas Mateus – Centro de Estudos Sociais (CES)
  • Luís Marreiros – Instituto dos Museus e da Conservação (IMC)
  • Maria Fernandes – Comissão Nacional Portuguesa do Conselho Internacional dos Monumentos e dos Sítios (ICOMOS-PT)
  • Maria do Rosário Veiga – Laboratório Nacional de Engenharia Civil (LNEC)
  • Paulo Lourenço – Escola de Engenharia da Universidade do Minho (EE-UM)
  • Vasco Amorim Folha – Instituto da Habitação e da Reabilitação Urbana (IHRU)
  • Vasco Peixoto de Freitas – Instituto da Construção da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (IC-FEUP)
  • Victor Mestre – Ordem dos Arquitectos
  • Vincenzo Riso – Escola de Arquitectura da Universidade do Minho (EA-UM)

CHAMADA PARA ARTIGOS ANUÁRIO DO PATRIMÓNIO 2013

O Anuário do Património nasceu em 2012 para criar valor nesta área, com o objectivo de unir todos os intervenientes do sector, através da partilha e divulgação do melhor conhecimento.

Editado em parceria pelo Grémio do Património e pela editora Canto Redondo, o Anuário do Património aposta numa base científica forte.

À semelhança do anterior, este segundo número será composto por duas partes: um dossiê com artigos técnico-científicos e estudos de caso sobre o tema, previamente avaliados (segundo critérios de qualidade e editoriais) por uma comissão de arbitragem científica constituída para o efeito, (através de arbitragem cega); e uma segunda parte, com listagens detalhadas – o Directório dos Agentes do Sector, concebido como ferramenta de informação e guia de trabalho.

SUBMISSÃO DE ARTIGOS

Neste segundo número, «As Boas Práticas de Conservação e Restauro» continuam a constituir a base editorial da revista, sempre

transversal aos temas escolhidos.

Os autores são convidados a submeter artigos originais não publicados, que apresentem uma contribuição para o desenvolvimento

da investigação em Património, e/ou intervenções relevantes nesta área.

SUGESTÃO DE TEMAS

  • Boas Práticas de Conservação e Restauro – intervenções paradigmáticas
  • Arquitectura rural e urbana – intervenções na Paisagem
  • Arquitectura vernácula
  • Turismo Cultural e Património
  • Património como vector de desenvolvimento local e económico
  • Património como motor do desenvolvimento sustentável
  • Processos e materiais tradicionais de construção
  • Arqueologia e Ordenamento do Território
  • História da Construção e Arqueologia da Arquitectura
  • História da Arte de Património construído
  • Património integrado e móvel
  • Gestão do Património
  • Património imaterial
  • Património industrial
  • Património de betão
  • Pontes, barragens e outras estruturas especiais.
  • Prevenção do risco sísmico nos edifícios e no Património
  • Qualificação dos agentes para uma reabilitação com qualidade

DATAS IMPORTANTES

O prazo de entrega para a submissão de artigos é dia 10 de Outubro de 2012.

As propostas devem ser enviadas para conservacao@anuariodopatrimonio.com

  • 1 de Julho a 10 de Outubro – Chamada para Artigos
  • 11 de Outubro a 30 de Novembro – Período de Avaliação
  • 10 de Dezembro – Confirmação de Aceitação

NORMAS DE SUBMISSÃO

Os artigos deverão ser escritos em língua portuguesa e enviados em formato Word ou Openoffice.

Os artigos não deverão exceder os 20 000 caracteres (incluindo espaços) e deverão ser apresentados com resumo (máximo 1 000 caracteres com espaços) e até cinco palavras-chave.

As referências bibliográficas devem constar utilizando o método Autor, ano, página e a referência completa deve figurar no fim do artigo.

As imagens deverão ter qualidade para publicação (mínimo 300 dpi) e incluir os respectivos créditos, assim como informação destinada à legenda.

O nome do autor e as referências honoríficas a publicar deverão estar devidamente identificadas no artigo.

Qualquer dúvida sobre a submissão de artigos, deverá esclarecida através do endereço

conservacao@anuariodopatrimonio.com

POLÍTICA EDITORIAL

Os autores com artigos aceites para publicação no Anuário do Património serão legalmente responsáveis pelo seu conteúdo e as opiniões nele emitidas serão única e exclusivamente da responsabilidade dos mesmos.

A publicação de um artigo no Anuário do Património pressupõe:

  • o consentimento e aceitação da publicação do artigo e respectiva disponibilização pelos meios normais (cópias físicas, cópias digitais e edição online) pelo Canto Redondo – Edição e Produção, Lda.;
  • a originalidade do artigo e a não infracção dos direitos de qualquer outro autor;
  • o autor está na posse das devidas permissões na eventualidade do artigo incluir textos e/ou imagens anteriormente publicados por outras entidades;
  • a isenção de responsabilidade do Canto Redondo – Edição e Produção, Lda. sobre qualquer acto ilícito que inadvertidamente advenha do artigo publicado.

Lieux

  • Rua Ramalho Ortigão, n.º 3 r/c (GECoRPA)
    Lisbonne, Portugal

Dates

  • mercredi 10 octobre 2012

Contacts

  • Anuário do Património
    courriel : conservacao [at] anuariodopatrimonio [dot] com

URLS de référence

Source de l'information

  • Marta Maia
    courriel : martamaia72 [at] yahoo [dot] fr

Pour citer cette annonce

« As boas práticas de conservação e restauro », Appel à contribution, Calenda, Publié le mardi 28 août 2012, http://calenda.org/209486