AccueilAntropologia do lugar

*  *  *

Publié le jeudi 20 septembre 2012

Résumé

Como alguns autores demonstraram, a idéia de “lugar” (“lugar antropológico”, na formulação de Augé) esteve presente tanto nas construções metodológicas, como nas construções conceptuais da antropologia, embora quase nunca de forma explícita. Essa concepção inicial do “lugar” foi, nas últimas décadas, sujeita a um trabalho de desconstrução (Augé, Appadurai, Clifford, Gupta e Ferguson e Rodman, dentre outros) que pôs em causa a centralidade que o “lugar” parece ter tido na formulação do trabalho antropológico. No entanto, desde que integrado em formulações que o coloquem em articulação com outras escalas de pertinência, o “lugar” parece continuar a ter pertinência etnográfica, metodológica e conceptual.

Annonce

Organização:

  •     Izabela Tamaso (Universidade Federal de Goiás/UFG)
  •     Filomena Silvano (Universidade Nova de Lisboa)


SOCIEDADE E CULTURA, revista de pesquisas e debates em Ciências Sociais torna pública a chamada de artigos para o dossiê temático “ANTROPOLOGIA DO LUGAR”, organizado pelas profas. Izabela Tamaso (UFG) e Filomena Silvano (Universidade Nova de Lisboa). A publicação é prevista para o v. 16 n. 1, 1º semestre de 2013.

Serão aceitos artigos escritos em português, inglês ou espanhol, que estejam em conformidade com as normas da revista (disponíveis em www.revistas.ufg.br/index.php/fchf), e que digam respeito ao tema proposto pelas organizadoras, assim formulado:

Como alguns autores demonstraram, a idéia de “lugar” (“lugar antropológico”, na formulação de Augé) esteve presente tanto nas construções metodológicas, como nas construções conceptuais da antropologia, embora quase nunca de forma explícita. Essa concepção inicial do “lugar” foi, nas últimas décadas, sujeita a um trabalho de desconstrução (Augé, Appadurai, Clifford, Gupta e Ferguson e Rodman, dentre outros) que pôs em causa a centralidade que o “lugar” parece ter tido na formulação do trabalho antropológico. No entanto, desde que integrado em formulações que o coloquem em articulação com outras escalas de pertinência, o “lugar” parece continuar a ter pertinência etnográfica, metodológica e conceptual.

Prova disto é o gradativo e constante aumento de estudos e pesquisas que articulam os diferentes saberes e as diferentes formas de relação dos grupos sociais com o lugar, o espaço, o território e a paisagem cultural. Tais categorias de análise têm se revelado especialmente operacionais em estudos de caso, dos mais diversos grupos sociais (sociedades indígenas, quilombolas, camponesas, grupos urbanos, ribeirinhos, de refugiados, de deslocados) impactados por projetos de desenvolvimento, pelo processo de globalização, pelos processos de patrimonialização e gentrification, conflitos étnicos e/ou políticos, dentre outros. As intervenções arquitetônicas e urbanísticas, vinculadas ou não aos projetos de patrimonialização, que tanto alteram a forma, como a experiência dos lugares por parte das populações locais, são exemplo. Assim, tanto como categoria analítica e descritiva, quanto como conceito, o “lugar” começa a assumir uma posição de destaque em trabalhos antropológicos, uma vez que cresceu sobremaneira o interesse em pesquisas sobre migração, nação, fronteira, turismo, patrimônios culturais, identidades e segregações de classe/raça/gênero. Este Dossiê pretende publicar trabalhos que realizem uma abordagem antropológica — seja teórica, seja fruto de investigações empíricas — da categoria e/ou do conceito de 'lugar', que focalize os percursos, as circulações e as diferentes construções, representações, experiências e apropriações dos lugares na sociedade contemporânea.

As contribuições devem ser enviadas diretamente para as organizadoras, através dos e-mails: belatamaso@gmail.com e filomenasilvano@fcsh.unl.pt .

Prazo para o envio: 30 de janeiro de 2013.

Além dos artigos para o dossiê, SOCIEDADE E CULTURA também recebe, em fluxo contínuo, outras contribuições: artigos sobre temas diversos, notas de pesquisa, resenhas de livros relevantes nas ciências sociais. Tais textos devem ser enviados aos editores da revista, conforme os meios indicados nas normas para submissão (www.revistas.ufg.br/index.php/fchf).

Diretrizes para Autores

1. Apresentação

SOCIEDADE E CULTURA – Revista de Pesquisas e Debates em Ciências Sociais é uma publicação semestral da Faculdade de Ciências Sociais da Universidade Federal de Goiás e de seus programas de pós-graduação em Sociologia e em Antropologia Social.

2. Política editorial

2.1. Tipos de trabalhos publicados

Aceita trabalhos inéditos em publicações brasileiras, sob a forma de artigos, ensaios e resenhas de livros em Ciências Sociais. Excepcionalmente pode publicar também relatórios de pesquisa, resenhas bibliográficas temáticas, entrevistas e traduções de textos relevantes publicados originalmente fora do país.

SOCIEDADE E CULTURA poderá publicar trabalhos em espanhol ou inglês, desde que apresentados originalmente à revista.

2.2. Avaliação dos trabalhos

A decisão sobre a publicação cabe à Comissão Editorial, que recusará preliminarmente os trabalhos que não se adequarem ao escopo e às normas da revista. Os que atenderem a tais requisitos serão enviados a dois pareceristas externos, seguindo o sistema blind review, em que as identidades do autor e dos pareceristas são mutuamente omitidas.

Os pareceristas podem indicar:

a) a publicação do trabalho em sua forma atual;

b) a publicação com modificações pontualmente sugeridas;

c) a reapresentação do trabalho para nova avaliação após a realização de modificações substanciais, ou

d) a recusa da publicação.

Não serão admitidos acréscimos ou modificações depois que os trabalhos forem entregues para composição.

2.3. Direitos e responsabilidade autorais

Com o envio de seus trabalhos, os autores cedem integralmente seus direitos autorais à SOCIEDADE E CULTURA. A revista não está obrigada a devolver os originais recebidos. As afirmações e conceitos emitidos nos trabalhos assinados são de responsabilidade dos seus autores.

3. Envio dos trabalhos

Há dois caminhos para o envio de colaborações:

3.1. Por e-mail (cultura@cienciassociais.ufg.br). Neste caso, os dados pessoais (nome, titulação acadêmica, filiação institucional, áreas de interesse, principais publicações, endereço e e-mail para correspondência) devem ser retirados do texto e inseridos em página à parte, posicionada no fim do artigo.

3.2. Pelo sítio da Revista (http://revistas.ufg.br/index.php/fchf). Neste caso, o autor deve seguir as instruções contidas nos “Itens de Verificação para Submissão”.

4. Formatação dos trabalhos

4.1. Dimensões dos textos

Colaborações devem ser digitadas em Word ou programa compatível.

Artigos e ensaios devem conter até 7 mil palavras e vir acompanhados de resumo em português com até 150 palavras, bem como 5 palavras-chave. É obrigatório apresentar o título, o resumo e as palavras-chave traduzidos para o inglês e espanhol.

Resenhas de livros devem ter até 1.500 palavras. As demais contribuições não devem ultrapassar 3.500 palavras.

4.2 Notas de rodapé e citações

As notas deverão ser de natureza substantiva, aparecendo no rodapé, preferencialmente sem ultrapassar 3 linhas e restringindo-se a comentários adicionais ao texto. Citações bibliográficas no próprio texto deverão seguir a forma (Autor, data, página).

4.3. Referências bibliográficas

Ao final do artigo deverão ser listadas as referências bibliográficas, em ordem alfabética, observando-se as regras da ABNT (NBR 6023:2002), exemplificadas nos modelos abaixo:

Livro:

LÉVI-STRAUSS, Claude. As estruturas elementares do parentesco. Petrópolis: Vozes, 1982.

PRZEWORSKI, Adam; STOKES, Susan C.; MANIN, Bernard (Eds.). Democracy, accountability, and representation. New York: Cambridge University Press, 1999.

CALHOUN, Craig et al. (Eds.). Classical sociological theory. 2 ed. Malden, MA: Blackwell, 2007.

Capítulo de livro:

WOLF, Eric. Etnicidade e nacionalidade. In: FELDMAN-BIANCO, Bela; RIBEIRO, Gustavo Lins (Orgs). Antropologia e poder: contribuições de Eric Wolf. Brasília/São Paulo: Ed.UnB/Imprensa Oficial, 2003.

LANZARO, Jorge. Tipos de presidencialismo y modos de gobierno en América Latina. In: _______ (Comp.). Tipos de presidencialismo y coaliciones políticas en América Latina. Buenos Aires: Clacso, 2003.

Artigo em periódico:

BONELLI, Maria da Gloria; BARBALHO, Rennê Martins. O profissionalismo e a construção do gênero na advocacia paulista. Sociedade e Cultura, v. 11, n. 2, p. 275-284, 2008.

Tese ou dissertação:

TAMASO, Izabela Maria. Em nome do patrimônio: representações e apropriações da cultura na cidade de Goiás. Brasília, 2007. Tese (Doutorado em Antropologia) – Universidade de Brasília.

Trabalhos apresentados em eventos:

BAQUERO, Marcelo. A democracia e capital social na América Latina: Brasil para além do debate acadêmico. In: CONGRESO LATINOAMERICANO DE CIENCIA POLÍTICA, 1, 2002, Salamanca. Política en América Latina: I Congreso Latinoamericano de Ciencia Política. Salamanca: Ediciones Universidad Salamanca, 2002. p. 837-858.

Artigos em jornais:

BURITY, Joanildo A. Confronto de discursos. O Povo, Fortaleza, p. 6-7, 22 mar. 2008.

Texto disponível na internet:

MALINOWSKI, Bronislaw. The primitive economics of the Trobriand islanders. Economic Journal, vol. 31, p. 97-123, 1921. Disponível em: . Acesso em: 08 jun. 2008.

Ocorrências do mesmo autor:

Obras do mesmo autor referenciadas sucessivamente na mesma página devem ser substituídas, nas referências posteriores à primeira, por um espaço sublinear (equivalente a seis espaços) e ponto. Exemplo:

GARZA, Enrique de la (Coord). Tratado latinoamericano de sociología del trabajo. México: Fondo de Cultura Económica/Universidad Autónoma Metropolitana, 2000.

______ (Comp.). Los sindicatos frente a los procesos de transición política. Buenos Aires: Clacso, 2001.

Obras do mesmo autor publicadas no mesmo ano devem ser diferenciadas com o uso de letras logo após a data, sem espaço. Exemplo:

REIS, Fábio Wanderley. Mercado e utopia: teoria política e sociedade brasileira. São Paulo: Ed.USP, 2000a

______. Política e racionalidade: problemas de teoria e método de uma sociologia ‘crítica’ da política. 2. ed. Belo Horizonte: Ed.UFMG, 2000b.

4.4 Complementos

Figuras, desenhos, gráficos, mapas e tabelas devem ser confeccionados eletronicamente e encaminhados em arquivo separado, com indicações claras, ao longo do texto, dos locais em que devem ser incluídos.

5. Envio de exemplares aos colaboradores

Os autores de trabalhos publicados receberão dois exemplares da revista. Os pareceristas receberão um exemplar.

Condições para submissão

Como parte do processo de submissão, os autores são obrigados a verificar a conformidade da submissão em relação a todos os itens listados a seguir. As submissões que não estiverem de acordo com as normas serão devolvidas aos autores.

  1. A contribuição é original e inédita, e não está sendo avaliada para publicação por outra revista;
  2. Os arquivos para submissão estão em formato Microsoft Word, OpenOffice ou RTF;
  3. O texto está em formato A4; espaço 1,5; fonte times new roman de 12-pontos; com figuras e tabelas inseridas no texto, e em arquivo separado; não utilizar espaços para alinhar tabelas, somente o tabulador;
  4. Artigos deverão ter até 7 mil palavras e resenhas até 1.500 palavras;
  5. Citações deverão estar em corpo 10, com recuo de 1,5 cm; abstract e resumo em corpo 9; notas e referências bibliográficas, corpo 10; título, corpo 16 e subtítulo, corpo 14;
  6. A identificação de autoria deste trabalho foi removida do arquivo e da opção Propriedades no Word, garantindo desta forma o critério de sigilo da revista, caso submetido para avaliação por pares (ex.: artigos). Caso o próprio autor seja citado, "Autor" e ano são usados na bibliografia e notas de rodapé, ao invés de Nome do autor, título do documento, etc.

Declaração de Direito Autoral

Autores que publicam nesta revista concordam com os seguintes termos:

  1. Autores mantém os direitos autorais e concedem à revista o direito de primeira publicação, sendo o trabalho simultaneamente licenciado sob a Creative Commons Attribution License o que permite o compartilhamento do trabalho com reconhecimento da autoria do trabalho e publicação inicial nesta revista.
  2. Autores têm autorização para assumir contratos adicionais separadamente, para distribuição não-exclusiva da versão do trabalho publicada nesta revista (ex.: publicar em repositório institucional ou como capítulo de livro), com reconhecimento de autoria e publicação inicial nesta revista.
  3. Autores têm permissão e são estimulados a publicar e distribuir seu trabalho online (ex.: em repositórios institucionais ou na sua página pessoal) a qualquer ponto antes ou durante o processo editorial, já que isso pode gerar alterações produtivas, bem como aumentar o impacto e a citação do trabalho publicado (Veja O Efeito do Acesso Livre).

Política de Privacidade

Os nomes e endereços informados neste site serão usados exclusivamente para os serviços prestados por esta publicação, não sendo disponibilizados para outras finalidades ou a terceiros. 

 

Lieux

  • Câmpus Samambaia, Faculdade de Ciências Sociais, Universidade Federal de Goiás
    Goiás, Brésil (74001-970)

Dates

  • jeudi 31 janvier 2013

Contacts

  • Izabela Tamaso
    courriel : belatamaso [at] gmail [dot] com
  • Silvano Filomena
    courriel : filomenasilvano [at] fcsh [dot] unl [dot] pt

URLS de référence

Source de l'information

  • Marta Maia
    courriel : martamaia72 [at] yahoo [dot] fr

Pour citer cette annonce

« Antropologia do lugar », Appel à contribution, Calenda, Publié le jeudi 20 septembre 2012, http://calenda.org/220223