AccueilTravail, relations sociales, éducation et identité

Travail, relations sociales, éducation et identité

Trabalho, relações de trabalho, educação e identidade

Work, social relations, education and identity

SITRE - Colloque international

SITRE - Simpósio internacional

SITRE - international conference

*  *  *

Publié le jeudi 05 décembre 2013 par Marie Pellen

Résumé

A produção científica promovida por instituições e pesquisadores dedicados às diversas áreas do conhecimento tem congestionado o calendário acadêmico brasileiro e internacional com inúmeros eventos; muitos deles dimensionados para reunir milhares de pesquisadores, professores e estudantes, que procuram apresentar e discutir seus trabalhos, assim como os de seus colegas pesquisadores. Frequentemente esses eventos são, também, pensados para tratar de temas dentro de áreas de conhecimento muito específicas. O SITRE é o lugar onde se encontram e se recobrem em suas interfaces as Ciências Humanas e Sociais Aplicadas, as Ciências Exatas, a Educação, as Engenharias, a Filosofia. Onde se encontram pesquisadores, mas também docentes dedicados ao estudo da educação, do trabalho e da identidade e questões relacionadas ao gênero e ergologia.

Annonce

Apresentação

O aumento, em todo mundo, da produção científica promovida por instituições e pesquisadores dedicados às diversas áreas do conhecimento tem congestionado o calendário acadêmico brasileiro e internacional com inúmeros eventos; muitos deles dimensionados para reunir milhares de pesquisadores, professores e estudantes, que procuram apresentar e discutir seus trabalhos, assim como os de seus colegas pesquisadores. Frequentemente esses eventos são, também, pensados para tratar de temas dentro de áreas de conhecimento muito específicas.

Não obstante a importância das iniciativas para o desenvolvimento das ciências em todo mundo observa-se que, eventos com essa magnitude e especificidade, pela própria dinâmica que são obrigados a engendrar para se realizarem, dificultam, por vezes, a aproximação e a troca de experiência entre os participantes. E, ainda, excluem ou colocam à margem, muitos outros, cujos objetos de estudo não se colocam precisamente dentro da área do conhecimento que trata o evento.

O Simpósio Internacional Trabalho, Relações de Trabalho, Educação e Identidade - SITRE, ao contrário e como é pensado por seus idealizadores e promotores, procura focar sua atenção na interface de áreas tradicionais do conhecimento e de pesquisa, abrigar-se em campos teóricos e metodológicos diversos, e tem no trabalho, na educação, na identidade e suas relações, seu objeto de estudo. Por força dessa atenção, reúne-se no evento um número menor de participantes, medidos em poucas centenas deles, todavia, bastante identificados em seus trabalhos, não obstante possam ter origem em diferentes disciplinas. Espera-se que o número reduzido de participantes e a dinâmica organizacional mais intimista do evento possam facilitar a aproximação entre pesquisadores e instituições, favorecendo toda sorte de parceria acadêmica. Marca-se o evento, portanto, como um espaço de encontros, de trocas, mas também de comemoração entre profissionais e instituições de diferentes campos do conhecimento, brasileiros e estrangeiros, em torno de suas realizações e projetos.

SITRE é o lugar, então, onde se encontram e se recobrem em suas interfaces as Ciências Humanas e Sociais Aplicadas, as Ciências Exatas, a Educação, as Engenharias, a Filosofia. Onde se encontram pesquisadores, mas também docentes dedicados ao estudo da Educação, do Trabalho e da Identidade.

Normas para apresentação e envio de trabalhos 

A submissão de trabalhos para avaliação está condicionada à inscrição no evento.

Em nenhuma hipótese haverá devolução da taxa de inscrição.

Cada autor poderá submeter no máximo dois trabalhos, sendo um na categoria Pôster e outro na categoria Trabalho completo para exposição oral nos Grupos de Trabalho – GTs

O autor deve escolher atentamente o GT ao qual submeterá o seu trabalho. Caso os pareceristas julguem pertinente poderão remanejar o trabalho para outro GT.

Os trabalhos que não apresentarem a formatação indicada abaixo serão automaticamente recusados.

Pôster

Exposição de experiência ou pesquisa em andamento. Os proponentes que encaminharem Pôsteres deverão, necessariamente, enviar também um texto de acordo com as instruções para Trabalhos Completos, salvo o número de laudas que não deverá ultrapassar a 10.

Os textos enviados que acompanhem os Pôsteres aprovados, serão publicados como Trabalhos Completos nos anais do evento.

Instruções para a preparação do pôster 

Trabalho completo 

Exposição de experiência ou pesquisa concluída ou que apresente resultados significativos. Os trabalhos aprovados nessa modalidade serão objeto de exposição oral nos Grupos de Trabalho e serão publicados nos anais do evento.

Instruções para a preparação e submissão de Trabalhos Completos

GT01 - Formação de Adultos

Coordenadores:

  • Profª.Vera Brito (UEMG),
  • Prof. José Peixoto Filho(UEMG)

Ementa: Formação e mudança profissional; Trajetória de vida e formação na vida adulta; Escolhas profissionais no contexto do mundo do trabalho; Conflito de gerações no ambiente de trabalho; Implicações das transformações tecnológicas na formação de adultos.

GT02 - Identidade Profissional

Coordenadores:

  • Profª Vanessa de Andrade Barros (UFMG),
  • Prof. José Newton Garcia de Araujo,
  • Profª Fabiana Goulart

Ementa: Processos subjetivos da formação da identidade profissional; Reconhecimento e ambiente de trabalho na formação da identidade profissional; Impactos da formação inicial e continuada sobre a identidade profissional; Informação, tecnologias da informática e os efeitos sobre a identidade profissional.

GT03 - Jovens rurais e oportunidades de trabalho no campo multifuncional

Coordenadores:

  • Profª Sheila Maria Doula (UFV),
  • Prof. Luciano Rodrigues Costa (UFV),
  • Prof. José Ambrósio Ferreira Neto (UFV)

Ementa: Os processos de modernização, industrialização e urbanização dos espaços rurais são fatores que resultam no trânsito mais acentuado entre campo e cidade, alterando estilos e projetos de vida. Dessa interação surgem para o espaço rural novos significados que ultrapassam a esfera tradicional da produção agropecuária e da segurança alimentar, incorporando demandas ligadas não só à expansão urbana e industrial, mas também à preservação dos recursos naturais, às alternativas bioenergéticas, ao turismo, esportes e lazer, dentre outras. Essa multifuncionalidade, ao criar chances maiores de realização pessoal e profissional para os jovens rurais, coloca aos pesquisadores alguns eixos importantes de investigação: as configurações e ressignificações do trabalho agrícola e não agrícola; os aparatos institucionais direcionados à capacitação (formal e não formal) dos jovens para novas atividades profissionais e as políticas de desenvolvimento rural. O objetivo do GT é mapear as circunstâncias nas quais as transformações no mundo rural contemporâneo implicam em inclusão ou exclusão laboral dos jovens rurais.

GT04 - Trabalho, Saberes e Experiência

Coordenadores:

  • Profª. Dayse Cunha (UFMG),

Ementa: Trabalho, atividade, praxis, experiência. Identidades, valores e culturas profissionais. Política, trabalho e mémoria. Transmissão, aprendizagens, técnicas e trabalho. Trabalho e diversidade - gênero, geração, necessidades especiais, etnias. Saúde, trabalho e política. Ações coletivas e trabalho. Experiência, linguagem e trabalho. Análise do trabalho, análise da atividade.

GT05 - Economia social e solidaria nas suas intersecções

Coordenadores:

  • Profª IsabelGeorges (IRD-França),
  • Profª Bianca Lima Costa (UFV),
  • Profª Fernanda Cupertino Alcântara (UFJF)

Ementa: Economia social e solidária: conceitos e experiências. Economia social e solidaria: uma alternativa para a população de baixa renda pouco escolarizada? Economia social e solidária e crise do trabalho. Economia social e solidária como política de trabalho e renda. A emergência da Economia social e solidária numa perspectiva histórica. A construção do campo político da Economia social e solidária. Economia social e solidaria e empreendedorismo popular. Economia social e solidaria e democracia participativa: alcances e limites. Economia social e solidária e desigualdades de gênero. Políticas Públicas e legislação: sentidos e perspectivas de ações públicas inspiradas nessa temática. Problemas e potencialidades dos empreendimentos econômicos solidários, cooperativas, associações, bancos comunitários, empresas sociais, organizações mutuais, empresas autogestionárias e etc. As cooperativas de trabalho após a Lei 12690/2012. Divergências e convergências entre Cooperativismo Tradicional e Economia Solidária. Direito do Trabalho e Cooperativismo. Terceirização e Cooperativismo. Economia social e solidária e suas intersecções: economia popular, economia do trabalho, economia plural, empreendedorismo popular.

GT06 - Argumentação em contextos de ciência e tecnologia

Coordenadores:

  • Prof. Fábio Wellington Orlando da Silva (CEFET-MG),
  • Prof. Anderson Fabian Ferreira Higino (DFM/CEFET-MG),

Ementa: A argumentação no ensino e na produção da ciência e da tecnologia. A argumentação em âmbitos relacionados a pesquisa e inovação e suas implicações no trabalho dos pesquisadores. O discurso sobre ciência e tecnologia na mídia em geral e em publicações especializadas.

GT07 - Novas Configurações do Trabalho Rural e Urbano

Coordenadores:

  • Profª Ângela Araújo (UNICAMP),
  • Prof. Luciano Rodrigues Costa (UFV),
  • Prof. Claudio Roberto de Jesus (UNIFAL)

Ementa: Flexibilização do trabalho; informalidade e desregulamentação das leis do trabalho; reestruturação produtiva; terceirização, novas configurações do trabalho rural e urbano; trabalho informal e suas interfaces com o ilegal e o ilícito; relações de trabalho e emprego; trabalho doméstico; trabalho e gênero e trabalho e migrações.

GT08 - Trabalho, Políticas e Lutas Sociais

Coordenadores:

  • Profª. Patrícia Vieira Trópia (UFU),
  • Prof. Davisson C. C. de Souza (UNIFESP)

Ementa: O objetivo do GT é estimular debates entre pesquisadores latino-americanos de diferentes áreas do conhecimento interessados em discutir o trabalho em suas mais variadas formas (trabalho formal, informal, precário, terceirizado), o desemprego e a política. As organizações políticas dos trabalhadores, suas formas, instrumentos de luta e reivindicações são temas bem vindos. Também seriam temáticas relevantes para o presente GT: o impacto das políticas governamentais na luta e nos direitos dos trabalhadores, o impacto das mudanças econômicas e políticas nas organizações dos trabalhadores (sobretudo nos sindicatos), a questão do desemprego e do movimento de desempregados, e a relação entre o movimento sindical e demais movimentos sociais. Interessa-nos atrair pesquisas que investiguem as lutas políticas das trabalhadoras no Brasil e na América Latina.

GT09 Americanismo, Trabalho e Educação

Coordenadores:

  • Prof. José Geraldo Pedrosa (CEFET-MG)

Ementa: Abordagens teóricas ou empíricas sobre modernidade, modernismos e modernização (Europa) versus americanidade, americanismos e americanização (Estados Unidos da América): diferenças culturais, econômicas, políticas, sociais entre o velho e o novo mundo. Repercussões do americanismo no Brasil: na industrialização do século XX, na cultura de massas, na religião e na religiosidade, nas instituições educativas, nos meios de comunicação, na cultura empresarial, na ciência, nos comportamentos sociais e individuais, nos hábitos alimentares, no vestuário, na arquitetura e outros. Relações tácitas e contratuais entre os Estados Unidos da América e a República Federativa do Brasil. Presenças do americanismo na educação escolar brasileira. Americanismo e Educação Profissional e Tecnológica no Brasil.

GT10 Ofícios e Profissões

Coordenadores:

  • Prof. Maria Ligia de Oliveira Barbosa (UFRJ),
  • Prof. Rosa Prédes (UFAL),
  • Prof. Glicia Gripp (UFOP)

Ementa: Artes, ofícios e profissionalização em ambientes diversos; Escolarização e práticas escolares das atividades manuais; O ensino de ofícios e profissões via educação a distância; História da educação profissional; Políticas públicas para a educação profissional.

GT11 - Saúde, Trabalho e Formação Humana

Coordenadores:

  • Prof. Davidson Passos Mendes (UNIFEI),
  • Prof. Luiz Felipe Silva (UNIFEI),
  • Profª. Eliza Helena de Oliveira Echternacht (UFMG)

Ementa: Aspectos históricos e conceituais da Patologia do Trabalho/Saúde do Trabalhador. Detecção dos Agravos à Saúde relacionados com o Trabalho. Processo saúde-agravo e os principais modelos de causalidade. Condições de risco de natureza ergonômica e da organização do trabalho e suas relações com saúde do trabalhador. Redução e eliminação da nocividade do trabalho: políticas públicas em saúde e segurança no trabalho. Estratégias de prevenção, gerenciamento de risco e mudanças tecnológicas. Contribuições da engenharia de segurança e da ergonomia para a redução e eliminação da nocividade no trabalho. Participação dos trabalhadores no saneamento do ambiente e condições do trabalho. Educação profissional. Formação humana e competências. Estratégias de gerenciamento de risco.

GT12 - Juventude e Mercado de Trabalho: a Transição da Escola ao Trabalho e suas Consequências para a Reprodução Social

Coordenadores:

  • Profª. Danielle Cireno Fernandes (UFMG),
  • Prof. Diogo Henrique Helal (FUNDAJ),
  • Prof. Cláudio Santiago Dias Júnior (UFMG)

Ementa: A desigualdade social brasileira é vítima de um processo que se perpetua entre gerações, qual seja: a entrada precoce no mercado de trabalho a qual alija as chances de realização educacional e a mesma restringe o acesso digno ao mercado de trabalho compondo-se assim em um círculo vicioso. O investimento em educação, antes de qualquer interpretação, deve ser entendido como tendo um fim em si mesmo, qual seja: o aprendizado. Entretanto, para a literatura acadêmica e para os gestores públicos, anos de escolarização e a qualidade dos mesmos tem sido compreendido quase que exclusivamente como fonte de acesso ao mercado de trabalho. Este grupo de trabalho tem como foco exatamente no estudo do contexto da transição da escola para o mercado de trabalho aqui entendido como feito em qualquer etapa do sistema escolar mesmo concomitantemente.

GT13 - Relações de Gênero no Mundo do Trabalho: os paradoxos da formalidade e da informalidade na cidade e no campo.

Coordenadores:

  • Profª. Ana Louise Carvalho Fiúza (UFV),
  • Profª. Neide Pinto (UFV),
  • Profª. Yumi Garcia dos Santos (UFMG)

Ementa: Este GT procura reunir trabalhos que investiguem questões relacionadas ao trabalho feminino e masculino no campo e na cidade no Brasil contemporâneo, destacando o paradoxo entre o crescimento do emprego formal e a persistência do emprego informal e precário para os setores menos qualificados da população. Contempla, ainda, as discussões voltadas para o surgimento de novas formas de inserção no mercado de trabalho dos segmentos minoritários na sociedade, por meio dos programas de governo (ex: Estratégia Saúde Família, Programa de Aquisição de Alimentos, e outros programas sociais), e de alternativas como a economia solidária. Propostas focadas nos trabalhos do/as "novo/as imigrantes" (ex: boliviano/as, haitiano/as), assim como estudos comparativos internacionais são igualmente bem vindas.

Comissão Científica

  • Prof. Dr. Antônio Tomasi (CEFET-MG) – Coordenador Geral
  • Pofa. Dra. Daisy Cunha (UFMG)
  • Prof. Dr. José Peixoto (UEMG)
  • Prof. Dra. Maria da Consolação Rocha (UEMG)
  • Prof. Dr. Luciano Rodrigues Costa (UFV)

Programa

26/05/2014

Conferência de Abertura : 20:00 - Patrus Ananias

Credenciamento - 12: 00 as 14:00
Minicurso 01 a 04 - 14:00 às 18:00

Credenciamento - 17:00 as 19:00

Abertura do Simpósio : 19:00

Conferência de Abertura : 20:00

Coquetel : 21:30

27/05/2014

Mesa 01 - 08: 00 as 10:00

Mesa 02 - 10:00 às 12:00

Realização de apresentação dos Grupos de Trabalho: 14:00 as 18:00

28/05/2014

Mesa 03 - 08: 00 as 10:00

Mesa 04 - 10:00 às 12:00

Mesa 05 - 14: 00 as 16:00

Mesa 06 - 16:00 às 18:00

 

 

Lieux

  • UFMG - FAE Faculdade de Educação. - Av. Antônio Carlos, 6627 - Pampulha - Belo Horizonte
    Belo Horizonte, Brésil (31270-901)

Dates

  • dimanche 15 décembre 2013

Mots-clés

  • trabalho, educação, identidade, gênero,ergologia

Contacts

  • Neusa Neusa
    courriel : inscricaositre [at] gmail [dot] com

URLS de référence

Source de l'information

  • Neusa Neusa
    courriel : inscricaositre [at] gmail [dot] com

Pour citer cette annonce

« Travail, relations sociales, éducation et identité », Appel à contribution, Calenda, Publié le jeudi 05 décembre 2013, http://calenda.org/269444