AccueilÉtica, ambiente e antropologia: até onde podemos ir na investigação em ciências sociais?

*  *  *

Publié le mercredi 13 mai 2015 par João Fernandes

Résumé

Existirão limites éticos nas práticas dos antropólogos? Reconhecem-se áreas de actuação e intervenção distintas assim como contextos interdisciplinares que, cada vez mais, marcam as experiências dos antropólogos. Muitos deles, ou quase sempre, são arenas políticas onde se confrontam saberes competitivos, num mundo que não é só de indivíduos humanos, de vivos, do aqui e do agora.

Annonce

Argumento e programa

16 de Maio 2015 | 10h – 14h

Roca Lisboa Gallery, Praça dos Restauradores, 46 (Lisboa)

Em mais um Fórum da Associação Portuguesa de Antropologia (APA) propomos discutir agora os limites de acção da antropologia e dos antropólogos nas suas investigações. Existirão limites éticos nas práticas dos antropólogos? Reconhecem-se áreas de actuação e intervenção distintas assim como contextos interdisciplinares que, cada vez mais, marcam as experiências dos antropólogos. Muitos deles, ou quase sempre, são arenas políticas onde se confrontam saberes competitivos, num mundo que não é só de indivíduos humanos, de vivos, do aqui e do agora. Vivemos (n)o Antropoceno (ou Capitaloceno) um tempo no qual o saber e a prática da antropologia, de toda a ciência e de todos os outros todos nossos coetâneos não podem deixar de ser reflectidos à luz das consequências sobre o devir daqueles e do que (ainda) não conseguimos antecipar.

O formato é o de mesa-redonda. Três "provocações" iniciais e um debate a partir do qual se projectam diversidades do saber e de prática e se pensa se, quando, como e com quem se poder fazer a disciplina num mundo que não é só nosso (humano e como indivíduos isoladamente) e não pode deixar de ser revelado nas suas múltiplas sombras e silenciamentos. Convidam-se, por isso, antropólogos e demais cientistas a estar presente para mais um debate essencial.

Com a presença de:

  • Eugénia Cunha – U. Coimbra – CIAS
  • Francisca Alves Cardoso – FCSH-CRIA
  • Paulo Mendes – UTAD-CRIA

Lieux

  • Fundação Roca - Praça dos Restauradores, 46
    Lisbonne, Portugal

Dates

  • samedi 16 mai 2015

Fichiers attachés

Mots-clés

  • Associação Portuguesa de Antropologia, ética, ambiente, antropologia, alterações climáticas

Contacts

  • Ana Luísa Micaelo
    courriel : analuisamicaelo [at] gmail [dot] com

Source de l'information

  • Ana Luísa Micaelo
    courriel : analuisamicaelo [at] gmail [dot] com

Pour citer cette annonce

« Ética, ambiente e antropologia: até onde podemos ir na investigação em ciências sociais? », Informations diverses, Calenda, Publié le mercredi 13 mai 2015, http://calenda.org/328176