Página inicialCidades desaparecidas e transformadas: uma perspectiva digital

Cidades desaparecidas e transformadas: uma perspectiva digital

Lost and Transformed Cities: a digital perspective

*  *  *

Publicado Quarta, 18 de Maio de 2016 por João Fernandes

Resumo

Por definição, a cidade é uma entidade viva que traduz um coletivo de indivíduos que partilha e atua num determinado contexto material, social e cultural. A sua história constrói-se de sonhos, conquistas e perdas, pelo que é também uma história de identidade. Conhecer a história das cidades é compreender o nosso lugar na contemporaneidade. O passado é sempre observado a partir do olhar do presente e apenas poderá ser compreendido enquanto tal. Por ocasião do 261º aniversário do Terramoto de Lisboa de 1755, convidam-se os investigadores e especialistas no campo dos estudos do património, das humanidades digitais, história, história da arte e tecnologias da informação a partilhar e debater a sua experiência e conhecimento sobre o património digital. 

Anúncio

Argumento

Por definição, a cidade é uma entidade viva que traduz um coletivo de indivíduos que partilha e atua num determinado contexto material, social e cultural. A sua história constrói-se de sonhos, conquistas e perdas, pelo que é também uma história de identidade.

Conhecer a história das cidades é compreender o nosso lugar na contemporaneidade. O passado é sempre observado a partir do olhar do presente e apenas poderá ser compreendido enquanto tal.

O tempo, através do desenvolvimento e da catástrofe, apaga a memória. As cidades podem simplesmente desaparecer porque perdem o seu estatuto na sociedade, são vítimas de terríveis catástrofes ou se transformam tão radicalmente que a sua história deixa de ser materialmente percetível. Também o seu património cultural e arquitetónico pode ser absorvido através da reabilitação e da requalificação. Arqueólogos, historiadores, historiadores de arte, geógrafos, antropólogos ou sociólogos tentam decifrar e interpretar um conjunto diversificado, mas comparável, de dados por forma a traduzir realidades remotas num discurso contemporâneo. Quanto mais interligada estiver a investigação, mais eficiente esta se torna.

A tecnologia digital tem um papel cada vez mais preponderante no estudo da cidade e na preservação do seu património cultural e arquitetónico. Permite a recolha, processamento e experimentação de um conjunto significativo de dados, de um modo rápido e eficaz. Também permite que equipas multidisciplinares trabalhem de forma colaborativa, geralmente em tempo real. A aplicação da tecnologia digital ao estudo das cidades e do seu património cultural não só alarga o âmbito da investigação, como também contribui para a sua disseminação de um modo interativo para um público mais alargado e diversificado.

Através do cruzamento da tecnologia digital com a prática histórica, é possível transmitir uma perspetiva do passado enquanto realidade percetivo-sensorial. O conhecimento resultante faz avançar o entendimento da cidade de hoje e o planeamento da cidade do futuro. Assim, as cidades no domínio digital são apresentadas no seu continuum histórico, na sua realidade compreensiva e complexa, abrindo-se à interação com o contexto social contemporâneo.

Por ocasião do 261º aniversário do Terramoto de Lisboa de 1755, convidam-se os investigadores e especialistas no campo dos estudos do património, das humanidades digitais, história, história da arte e tecnologias da informação a partilhar e debater a sua experiência e conhecimento sobre o património digital. Sugere-se uma abordagem das realidades urbanas perdidas ou transformadas, sublinhando o seu caráter multidisciplinar e o impacto do digital nesta problemática.

Eixos temáticos

São especialmente bem-vindos artigos centrados (mas não necessariamente limitados a) nos seguintes temas:

  • A cidade histórica: do 2D à realidade virtual e aumentada;
  • Cidades enquanto museus virtuais;
  • Cidades, turismo e património digital;
  • Património Digital: desafios metodológicos e epistemológicos;
  • A cidade contemporânea e a cidadania digital.

Keynote speakers

  • António Câmara (CENSE/FCT- UNL, Portugal)
  • Catherine Clarke (University of Southampton, UK)
  • Maurizio Forte (Duke University, US).

Comissão científica

  • Alexandra Gago da Câmara (UAberta, CHAIA/UÉvora)
  • Amélia Aguiar Andrade (Instituto de Estudos Medievais/FCSH-UNL)
  • Ana Maria Ferreira (CIDEHUS/UÉvora)
  • Daniel Alves (IHC/FCSH -UNL)
  • Helena Murteira (CHAIA/UÉvora)
  • Luís Gonzaga Magalhães (ALGORITMI/UMinho)
  • Maria Leonor Botelho (CITCEM/FLUP)
  • Maria Manuela Martins (Laboratório de Paisagens, Património e Território, Lab2PT/UMinho)
  • Maria Teresa Cordeiro de Moura Soeiro (CITCEM/ FLUP-DCTP)
  • Mário Jorge Lopes Neto Barroca (CITCEM/ FLUP-DCTP)
  • Paulo Simões Rodrigues (CHAIA/UÉvora)
  • Pedro Miguel Barbosa Alves (CITCEM/UCP)

Comissão executiva

  • Alexandra Gago da Câmara (UAberta, CHAIA/UÉvora)
  • Carlo Bottaini (CIDEHUS/UÉvora)
  • Daniel Alves (IHC/FCSH-UNL)
  • Guida Casella (IHC/FCSH-UNL)
  • Helena Murteira (CHAIA/UÉvora)
  • Maria Leonor Botelho (CITCEM/FLUP)

Submissão de propostas

Abstracts: Paper title, abstract (maximum 350 words), 5 keywords, author(s), affiliation (s).

Length: 350 words

Language of submission: English

Abstracts Submission limit: only 1 paper submission per author

Deadline: June 30, 2016

Notification of acceptance: July 31, 2016

Submission linklostcitiesconference@gmail.com

lostcitiesconference@gmail.com
https://lostcitiesconference2016.wordpress.com/
https://www.facebook.com/Lost-Cities-Conference-557561391087200/

Locais

  • Room Multiusos 3, I&D building, 4th floor - Avenida de Berna, 26-C
    Lisbon, Portugal (1069-061 Lisboa)

Datas

  • Quinta, 30 de Junho de 2016

Ficheiros anexos

Palavras-chave

  • digital heritage, urban history, digital archaeology, cities, architectural history, digital humanities

Contactos

  • Helena Murteira
    courriel : hmurteira54 [at] gmail [dot] com
  • Paulo Rodrigues
    courriel : psr [at] uevora [dot] pt

Fonte da informação

  • Helena Murteira
    courriel : hmurteira54 [at] gmail [dot] com

Para citar este anúncio

« Cidades desaparecidas e transformadas: uma perspectiva digital », Chamadas de trabalhos, Calenda, Publicado Quarta, 18 de Maio de 2016, http://calenda.org/366786