Calenda - Le calendrier des lettres et sciences humaines et sociales

Saúde mental, relações étnicas e imigração: perspectivas Globais

Mental health, Ethnic relations and Immigration

Revista "Odeere"

"Odeere" Journal

*  *  *

Publié le mardi 08 août 2017 par João Fernandes

Résumé

Since mental health is perceived as a result of ethnic relations within a societal context, the Editors of this special issue are inviting authors from diverse areas of knowledge to submit their papers on the theme “Mental health, Ethnic relations and Immigration”. The objective of this Special Issue is to offer a perspective about the aforementioned facets of the Brazilian and international contexts grounded from the experiences of researchers from multiple disciplines. This will inspire the debate about this field of research and the development of reflections about social policies.

A saúde mental é percebida como fruto das relações étnicas de uma sociedade. Portanto, este dossiê convida autores de diferentes campos do conhecimento a escrever artigos sobre a temática Saúde mental, relações étnicas e imigração. O objetivo deste dossiê é proporcionar uma perspectiva sobre estas faces do contexto brasileiro e mundial a partir das experiências de pesquisadores de várias disciplinas que inspirem o debate deste campo de pesquisa e desenvolvimento para reflexões sobre políticas sociais.

Annonce

Argument

The ODEERE Journal published by the Ethnic relations and Contemporaneity Graduate Program (Southeast University of State of Bahia [UESB]-Brazil) is a channel of scientific dissemination that innovates proposing a new perspective in Ethnic relations and Interdisciplinary approach. Since mental health is perceived as a result of ethnic relations within a societal context, the Editors of this special issue are inviting authors from diverse areas of knowledge to submit their papers on the theme “Mental health, Ethnic relations and Immigration”.

In the XXI century context, the world faces circumstances of intense political, economic, cultural, social, and religious transformations. Globalization provokes several traumatic ruptures to populations. Migratory flows never encountered since the Second World War are again protagonists of today’s reality in every corner of the globe.

Considering Brazil’s historical racial and ethnic diversity, by proposing by-laws ensuring social justice to historically discriminated populations, namely Afro-descents and Indigenous individuals, the country also participates in those migratory movements by responding with humanitarian aid and diplomatic help towards other immigrant populations settled in the country.

When observing the international context in other societies, the settlement and well-being policies reveal some capability in defining actions that target responses to the particularities of mental health conditions of those who immigrated and are hosted in a foreign territory.

For the last sixteen years, Brazil is undergoing a complex period of balancing inherent factors to the Brazilian born population in addition to the difficulties related to the massive hosting of foreign populations who moved to the country seeking new opportunities. Most recently, the Brazilian legislation updated the immigration policy with the bylaw 13.445 on May 24th, 2017. Equally, regarding innovation and otherness, Brazil also has by-laws 10639/03 and 11645/08. Both address the importance of Afro-descents and First Nations populations in the national context, and introduce the compulsory teaching of the History of Africa and Afro-Brazilian Culture, as well as the Indigenous ones in schools nationwide.

The forms of sociability in the diversity as existing in the Brazilian context are relevant dimensions for the understanding of the country as well as other contemporary international societies. Thus, the ethnic relations from different origins are at the centre of the societal components, and present themselves in the world stemming from geographic physical, social, transcultural and psychic displacements. These flows of individuals’ displacements require new analysis and understandings regarding the unexpected social, political, and economic arrangements. Such arrangements impose themselves on the human conditions and on forms of sociability that in turn impact diverse dimensions of individuals’ lives, but mainly the biopsychosocial aspects of one’s health dimension.

The objective of this Special Issue is to offer a perspective about the aforementioned facets of the Brazilian and international contexts grounded from the experiences of researchers from multiple disciplines. This will inspire the debate about this field of research and the development of reflections about social policies. We are particularly interested in manuscripts that address the studies of interdisciplinary approaches in mental health, as well as ethnic relations and immigration, already completed or in progress in Brazil or other countries. These manuscripts will clearly demonstrate the important imbrications among psyche, ethnic diversity and social relations in contemporary societies.

Type of manuscripts

Literature review, critical reflection, commentary, essays, clinical cases and practices and experiences in health, and empirical studies. The manuscript length should be 20 pages following the American Psychological Association, 6th.edition, guidelines in the Portuguese, English, French and Spanish languages.

Note: For the manuscripts in Portuguese, the technical norms to be followed are available at the Revista Cientifica Odeere (ISSN 25254715) website: www. periódicos.uesb.br/index.php/

Submission

1 – Manuscripts in Spanish, French and English should be submitted by email to: odeerescientificnewspaper@gmail.com.
2 – Manuscripts in Portuguese should be submitted on the journal website www. periódicos.uesb.br/index.php/ or by email: odeerescientificnewspaper@gmail.com

Submission deadline: October 15th, 2017

Editors

Questions should be addressed to the issue Editors:

  • Prof. Dr. Regina Marques (Universidade Federal do Recôncavo da Bahia/Brasil): marquesregina@uol.com.br or regina@ufrb.edu.br

  • Prof. Dr. Margareth Zanchetta (Ryerson University, Daphne Cockwell School of Nursing, Canadá): mzanchet@ryerson.ca or margareth.zanchetta@yahoo.ca
  • 
Prof. Ms. Tereza Mara Pontes (Centro Minkowska, Paris/França): teresamarapontes@hotmail.com

Editorial board

Editors

  • Raquel Souzas, Universidade Federal da Bahia(UFBA)
  • Natalino Perovano Filho, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia, Brasil
  • Washington Santos Nascimento, Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ)

Executive editorial board

  • Edson Dias Ferreira, Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS)
  • Marise de Santana, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB)
  • Washington Santos Nascimento, Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ)

Internal editorial board

  • Ana Angélica Leal Barbosa, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB)
  • Benedito G. Eugênio, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia
  • Danilo César Souza Pinto, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB)
  • Itamar Pereira de Aguiar, UESB
  • José Valdir Jesus de Santana, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia, Brasil
  • Marcos Lopes de Souza, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB)
  • Maria de Fátima Araújo Di Gregorio, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB) e Universidade do Estado da Bahia (UNEB)
  • Marise de Santana, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB)
  • Natalino Perovano Filho, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia, Brasil
  • Reginaldo Santos Pereira, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB)

Argumento

A Revista ODEERE do Programa de Estudos Pós-Graduados em Relações Étnicas e Contemporaneidade da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB), é um canal de divulgação científica que inova na proposta de uma perspectiva das Relações Étnicas e a Interdisciplinaridade. A Saúde Mental é percebida como fruto das relações étnicas de uma sociedade. Portanto, este dossiê convida autores de diferentes campos do conhecimento a escrever artigos sobre a temática Saúde Mental, Relações Étnicas e Imigração.

No contexto do século XXI o mundo vive circunstâncias de transformações políticas, econômicas, culturais, sociais e religiosas intensas. A mundialização provoca inúmeras rupturas traumáticas às populações humanas. Fluxos migratórios nunca vistos, desde a segunda guerra mundial, hoje voltam a ser protagonistas desta realidade em todos os cantos do globo.

O Brasil, com sua história de diversidade étnica e racial, seja a partir de leis que asseguram justiça social às populações historicamente discriminadas representadas por negros e indígenas também participa destes movimentos com respostas de ordem de ajuda humanitária e diplomática a outras populações imigrantes estabelecidas no país.

Pensando o contexto internacional de outras sociedades, as políticas de acolhimento e bem- estar social revelam certa capacidade em definir ações que objetivam responder as especificidades ligadas à saúde mental de quem imigra e é acolhido em território estrangeiro.

Nos últimos dezesseis anos o Brasil vive um momento complexo de ter que aliar fatores inerentes a sua população originária (os brasileiros) somados às dificuldades de acolhimento massivo de populações estrangeiras que se deslocam para o país em busca de novas oportunidades.

Recentemente a legislação brasileira atualizou a política de acolhimento ao imigrante com a lei n o 13.445 de 24 de maio de 2017 que trata sobre a migração. No mesmo sentido, em termos de inovação e alteridade o Brasil possui também as leis n. 10639/03 e 11645/08, as quais dispõe sobre a importância da população negra e indígena no contexto brasileiro e institui a obrigatoriedade do ensino de História da África e Cultura Afro brasileira, bem como a Indígena nas escolas brasileiras. As formas de sociabilidades na diversidade do contexto brasileiro são dimensões importantes para a compreensão do Brasil e das sociedades contemporâneas no cenário mundial. Pois as relações étnicas de diferentes origens encontram-se no contexto formador desta sociedade, além de se apresentarem no mundo a partir de deslocamentos físicos geográficos, mas também, sociais, transculturais e psíquicos. Estes fluxos de corpos humanos requerem novas análises e compreensões diante de inusitados arranjos sociais, políticos e econômicos que se impõem na ordem da condição humana e formas de sociabilidades que impactam necessariamente em diferentes campos da vida das pessoas, mas sobretudo na dimensão da saúde em termos biopsicossociais.

O objetivo deste dossiê é proporcionar uma perspectiva sobre estas faces do contexto brasileiro e mundial a partir das experiências de pesquisadores de várias disciplinas que inspirem o debate deste campo de pesquisa e desenvolvimento para reflexões sobre políticas sociais.

Estamos particularmente interessados em artigos que abordem sobre estudos referentes à interdisciplinaridade em Saúde Mental, Relações Étnicas e Migração, já realizados ou em curso no Brasil e contextos internacionais que demonstrem claramente as imbricações importantes entre psiquismo, diversidade étnica e relações sociais na contemporaneidade.

Artigos do tipo

Revisão de literatura, reflexão crítica, comentários, ensaios, casos clínicos, práticas e experiências em saúde, estudos empíricos, são benvindos. Os artigos devem ser escritos em no máximo 20 páginas conforme as normas técnicas American Psychological Association, sexta edição, nos idiomas português, inglês, francês e espanhol.

Observação: Para os artigos em português as normas técnicas a seguir estão especificadas no site da Revista Cientifica Odeere (ISSN 25254715), www. periódicos.uesb.br/index.php/

Submissão

1 - Os artigos em espanhol, francês e inglês, devem ser encaminhados ao e-mail: odeerescientificnewspaper@gmail.com aos cuidados dos editores.

2 – Os artigos em português podem ser submetidos através do site www. periódicos.uesb.br/index.php/ ou, se preferirem, também podem ser enviados para o mesmo endereço eletrônico dos artigos em outros idiomas ou seja: odeerescientificnewspaper@gmail.com

Data limite: 15 de outubro de 2017

Editores do número

Perguntas e dúvidas devem ser encaminhadas aos editores deste dossiê:


  • Profa. Dra. Regina Marques (Universidade Federal do Recôncavo da Bahia/Brasil): marquesregina@uol.com.br ou regina@ufrb.edu.br
  • Profa. Dra. Margareth Zanchetta (Ryerson University, Daphne Cockwell School of Nursing, Canadá): mzanchet@ryerson.ca ou margareth.zanchetta@yahoo.ca
  • Profa. Ms. Tereza Mara Pontes (Centro Minkowska, Paris/França): teresamarapontes@hotmail.com

Equipe Editorial

Editoras/es

  • Raquel Souzas, Universidade Federal da Bahia(UFBA)
  • Natalino Perovano Filho, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia, Brasil
  • Washington Santos Nascimento, Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ)

Comitê editorial Executivo

  • Edson Dias Ferreira, Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS)
  • Marise de Santana, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB)
  • Washington Santos Nascimento, Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ)

Conselho Editorial Interno

  • Ana Angélica Leal Barbosa, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB)
  • Benedito G. Eugênio, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia
  • Danilo César Souza Pinto, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB)
  • Itamar Pereira de Aguiar, UESB
  • José Valdir Jesus de Santana, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia, Brasil
  • Marcos Lopes de Souza, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB)
  • Maria de Fátima Araújo Di Gregorio, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB) e Universidade do Estado da Bahia (UNEB)
  • Marise de Santana, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB)
  • Natalino Perovano Filho, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia, Brasil
  • Reginaldo Santos Pereira, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB)

Lieux

  • Rua Joao Rosa, s/n. Pau Ferro, Jequié/BA
    Jequié, Brésil (45208-563)

Dates

  • dimanche 15 octobre 2017

Mots-clés

  • santé mentale, relation éthnique, migration, perspective mondiale

Contacts

  • Regina Oliveira
    courriel : marquesregina [at] uol [dot] com [dot] br

URLS de référence

Source de l'information

  • Regina Oliveira
    courriel : marquesregina [at] uol [dot] com [dot] br

Pour citer cette annonce

« Mental health, Ethnic relations and Immigration », Appel à contribution, Calenda, Publié le mardi 08 août 2017, http://calenda.org/413404