HomePublic Art: Place, Context, Participation

Calenda - The calendar for arts, humanities and social sciences

Public Art: Place, Context, Participation

Arte pública: lugar, contexto, participação

*  *  *

Published on Friday, June 05, 2015 by Céline Guilleux

Summary

The Instituto de história da arte, Faculdade de ciências sociais e humanas, universidade Nova de Lisboa is organising the International conference « Public Art: Place, Context, Participation », taking place on 23 and 24 October 2015 at Fabrica Santo Thyrso, in Santo Tirso, based on a proposal by the city council of Santo Tirso. The conference is linked to a reflection on the works developed since 1991 by the international symposia on contemporary sculpture, headed by sculptor Alberto Carneiro and professor and art critic Gérard Xuriguera, whose tenth and final edition, currently ongoing, will allow the conclusion of the International museum of contemporary sculpture of Santo Tirso.

Announcement

Argument

Although the concept of “Public Art” is traditionally associated with a monumental, celebratory or even a figurative expression, for the past few decades – following the dynamics that shaped the second half of the 20th century –, this term has represented an exercise in constant redefinition.

In fact, within a context of consecutive unfoldings – and closely considering the known expansion of the sculpture field (Krauss, 1979) –, Public Art has been addressed through many and different operating strategies which, rather than following an abstract notion of space, favour concepts such as “site” or “place” (Yi-Fu Tuan, 1977/ Norberg-Schulz, 1980 / Certeau, 1984).

Moreover, drawing from the specific features of a given location, the interventions in public space have pointedly questioned the connection between the work and the space that hosts it – a connection that goes beyond an artistic trait and reaches an urban, architectural, political, economic and social dimension – while sometimes triggering extensive discussions among the populations, acknowledging the various levels of impact – significative and spatial – it may raise.

It is within these coordinates, following a framework of spatial specificity, that Public Art has been explored from a social or relational dimension that often leads to ephemeral processes of interaction between artists and local communities. This aspect has lead authors, like Miwon Kwon, to identify “new genres” of Public Art (Kwon, 2002), referring to a renewal of the approaches to this field.

Based on a proposal by the City Council of Santo Tirso, the Instituto de História da Arte / Faculdade de Ciências Sociais e Humanas / Universidade Nova de Lisboa is organising the International Conference “Public Art: Place, Context, Participation”, taking place on 23 and 24 October 2015 at Fabrica Santo Thyrso, in Santo Tirso. The conference is linked to a reflection on the works developed since 1991 by the International Symposia on Contemporary Sculpture, headed by sculptor Alberto Carneiro and professor and art critic Gérard Xuriguera, whose tenth and final edition, currently ongoing, will allow the conclusion of the International Museum of Contemporary Sculpture of Santo Tirso. 

Papers, without being limited to these subjects, may address the following:

  • Problematics of the notion of “Public Art”
  • Public Art: Case studies
  • Relations between Sculpture and Architecture
  • Urban Rehabilitation and Public Art
  • Public Art / Context
  • Space vs Place
  • Memory, City and Monuments
  • Public Art and Interaction / Participation
  • The audiences of Public Art
  • New forms of artistic intervention on public space
  • Ephemeral artistic manifestations on public space

Submission guidelines

Papers should be structured for a 20-minute presentation and must include an abstract (300-500 words excluding references) and the author’s short bio, including his/her affiliated institution and contacts. All elements must be written in Portuguese or English

and sent until 10 July 2015

to publicart.st@gmail.com.

Authors of accepted papers will be notified until 31 July 2015.

Accepted papers must be sent to the organising committee until 12 October 2015, although, in light of the conference discussions, these may be revised until 4 November 2015. A selection of papers presented at the conference will be published in late 2015. 

Scientific Committee

  • Alberto Carneiro (artist)
  • Bernardo Pinto de Almeida (FBAUP)
  • Catarina Rosendo (IHA/ FCSH-UNL)
  • Gérard Xuriguera (art critic/ independent curator)
  • Jorge Figueira (CES/ DA-FCTUC)
  • José Jiménez (Universidad Autónoma de Madrid)
  • Margarida Brito Alves (IHA/ FCSH-UNL)
  • Nuno Crespo (IHA/ FCSH-UNL)

Organising Committee

  • Álvaro Moreira (CMST)
  • Bernardo Pinto de Almeida (FBAUP)
  • Catarina Rosendo (IHA/ FCSH-UNL)
  • Conceição Melo (CMST)
  • Margarida Brito Alves (IHA/ FCSH-UNL)

Apresentação

Apesar de a noção de “Arte Pública” estar tradicionalmente associada a uma expressão monumental, celebrativa e até figurativa, ao longo das últimas décadas – e na sequência das dinâmicas que determinaram a segunda metade do século XX –, esta designação tem correspondido a uma prática em constante redefinição.

Com efeito, num quadro de sucessivos desdobramentos – e tendo, em particular, por referência a designada expansão do campo da escultura (Krauss, 1979) – a Arte Pública tem vindo a ser abordada através de múltiplas e diferentes estratégias operativas que, em detrimento de uma concepção abstracta de espaço, privilegiam noções como “sítio” ou “lugar” (Yi-Fu Tuan, 1977/ Norberg-Schulz, 1980 / Certeau, 1984).

Neste sentido, tomando como ponto de partida as particularidades de um determinado local, as intervenções no espaço público têm questionado incisivamente a relação entre a obra e o espaço que a acolhe – relação essa que cruza uma dimensão não apenas artística, mas também urbana, arquitectónica, política, económica e social – ao mesmo tempo que têm despoletado, por vezes, amplos debates por parte das populações que reconhecem os diversos níveis de impacto – espacial e significativo – que ela pode suscitar.

É dentro destas coordenadas que, mais recentemente, mantendo uma lógica de especificidade espacial, a Arte Pública tem sido explorada a partir de uma dimensão social, ou relacional, que muitas vezes inclui processos efémeros de interacção entre artistas e comunidades locais – uma vertente que levou autores, como Miwon Kwon, a identificarem “novos géneros” de Arte Pública (Kwon, 2002), referindo-se a uma renovação dos modos de operar neste campo.

A partir de uma proposta da Câmara Municipal de Santo Tirso, o Instituto de História da Arte da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa está a organizar a conferência internacional “Arte Pública: Lugar, Contexto, Participação”, que decorrerá nos dias 23 e 24 de Outubro de 2015, na Fábrica Santo Thyrso, em Santo Tirso. A conferência articula-se com uma reflexão sobre as actividades desenvolvidas desde 1991 pelos Simpósios Internacionais de Escultura, comissariados pelo Escultor Alberto Carneiro e o Professor e crítico de arte Gérard Xuriguera e cuja décima e última edição, em curso, permitirá concluir o Museu Internacional de Escultura Contemporânea de Santo Tirso.

As propostas de comunicação podem abordar os seguintes tópicos, ainda que não sejam limitadas por eles:

  • Problematização da noção de “Arte Pública”
  • Arte Pública: Casos de estudo
  • Relação entre Escultura e Arquitectura
  • Reabilitação Urbana e Arte Pública
  • Arte Pública / Contexto
  • Espaço versus Lugar
  • Memória, Cidade e Monumentos
  • Arte Pública e Interacção / Participação
  • Os públicos da Arte Pública
  • Novas práticas de intervenção artística no espaço público
  • Manifestações artísticas efémeras no espaço público

Chamada para comunicações

As propostas de comunicação deverão ser estruturadas para uma apresentação com a duração de 20 minutos, ter a forma de um resumo (entre 300 a 500 palavras, excluindo as referências), e ser acompanhadas por uma curta biografia do autor que deve incluir a sua entidade de afiliação e contactos. Todos os elementos deverão ser redigidos em português ou inglês e enviados, para: publicart.st@gmail.com.

até 10 de Julho de 2015

A notificação da aceitação das comunicações será feita até 31 de Julho de 2015.

As comunicações aceites deverão ser enviadas à organização da Conferência até ao dia 12 de Outubro de 2015, sem prejuízo de, em resultado dos debates ocorridos durante as Sessões, se poderem verificar alterações ao teor dos textos finais, que deverão ser recepcionadas pela organização até ao dia 4 de Novembro de 2015. Um volume com uma selecção das comunicações apresentadas na conferência será publicado no final de 2015.

Comissão Científica

  • Alberto Carneiro (artista)
  • Bernardo Pinto de Almeida (FBAUP)
  • Catarina Rosendo (IHA/ FCSH-UNL)
  • Gérard Xuriguera (crítico de arte/ curador independente)
  • Jorge Figueira (CES / DA-FCTUC)
  • José Jiménez (Universidad Autónoma de Madrid)
  • Margarida Brito Alves (IHA/ FCSH-UNL)
  • Nuno Crespo (IHA/ FCSH-UNL)

Comissão Organizadora

  • Álvaro Moreira (CMST)
  • Bernardo Pinto de Almeida (FBAUP)
  • Catarina Rosendo (IHA/ FCSH-UNL)
  • Conceição Melo (CMST)
  • Margarida Brito Alves (IHA/ FCSH-UNL)

Places

  • Fábrica Santo Thyrso - Rua Dr. Oliveira Salazar, nº 88
    Santo Tirso, Portugal (4780-453)

Date(s)

  • Friday, July 10, 2015

Keywords

  • public art, place, sculpture

Contact(s)

  • Mariana Gonçalves
    courriel : iha [dot] divulgacao [at] fcsh [dot] unl [dot] pt

Information source

  • Mariana Gonçalves
    courriel : iha [dot] divulgacao [at] fcsh [dot] unl [dot] pt

To cite this announcement

« Public Art: Place, Context, Participation », Call for papers, Calenda, Published on Friday, June 05, 2015, https://calenda.org/330504

Archive this announcement

  • Google Agenda
  • iCal
Search OpenEdition Search

You will be redirected to OpenEdition Search