InicioAfrican Ivories

InicioAfrican Ivories

Marfins Africanos

African Ivories

No Mundo Atlântico, 1400-1900

In the Atlantic World, 1400-1900

*  *  *

Publicado el jueves 31 de mayo de 2018 por Anastasia Giardinelli

Resumen

Desde Abril de 2015, a equipa internacional do projecto “Marfins Africanos no Mundo Atlântico: uma reavaliação dos marfins luso-africanos” (Fundação para a Ciência e a Tecnologia: PTDC/EPH-PAT/1810/2014), constituída por 27 investigadores  das Universidades de Lisboa e Évora, e da Universidade Federal de Minas Gerais, no Brasil, tem desenvolvido uma investigação sobre o comércio, circulação e produção de marfim africano, em bruto e esculpido, no espaço atlântico entre os séculos XV e XVIII. Foi feita uma identificação e inventariação de objectos nas colecções portuguesas e brasileiras, em Minas Gerais, bem como uma recolha de referências e descrições nas fontes escritas portuguesas. Pela primeira vez uma selecção de marfins foi alvo de análises laboratoriais com vista a contribuir para dilucidar cronologias e proveniências. A equipa de investigação do projecto tem construído propostas de reinterpretação da cultura material a partir dos contextos africanos da sua produção.

Anuncio

Apresentação

Desde Abril de 2015, a equipa internacional do projecto “Marfins Africanos no Mundo Atlântico: uma reavaliação dos marfins luso-africanos” (Fundação para a Ciência e a Tecnologia: PTDC/EPH-PAT/1810/2014), constituída por 27 investigadores  das Universidades de Lisboa e Évora, e da Universidade Federal de Minas Gerais, no Brasil, tem desenvolvido uma investigação sobre o comércio, circulação e produção de marfim africano, em bruto e esculpido, no espaço atlântico entre os séculos XV e XVIII. Foi feita uma identificação e inventariação de objectos nas colecções portuguesas e brasileiras, em Minas Gerais, bem como uma recolha de referências e descrições nas fontes escritas portuguesas. Pela primeira vez uma selecção de marfins foi alvo de análises laboratoriais com vista a contribuir para dilucidar cronologias e proveniências. A equipa de investigação do projecto tem construído propostas de reinterpretação da cultura material a partir dos contextos africanos da sua produção.  Para assinalar a conclusão de três anos de investigação, a equipa do projecto organiza o congresso “Marfins Africanos no Mundo Atlântico, 1400-1900”, convidando à submissão de comunicações. Serão bem-vindos trabalhos sobre os seguintes tópicos:

  • História ambiental, caça e ecologia do elefante africano
  • Métodos laboratoriais de análise e de conservação de marfim de elefante africano
  • Produção de objetos de marfim em África e nas Américas
  • Elefante e marfim: significados religiosos e linguagens de poder
  • O marfim de elefante na história da arte africana
  • O marfim de elefante africano e a história da arte técnica
  • Marfim e etnomusicologia 
  • Circulação e comercialização de marfim esculpido e em bruto nas dinâmicas atlânticas
  • Coleccionismo e usos quotidianos de marfins africanos na Europa e no Mundo Atlântico

Submissão de propostas

As propostas de comunicações, com um limite de 250 palavras, devem ser enviadas, obrigatoriamente em Inglês e numa das restantes línguas de trabalho, Português ou Francês, até ao dia 21 de Setembro de 2018, através do preenchimento do formulário disponível na página http://www.centrodehistoria-flul.com/marfinsafricanosiii.html, acompanhadas por 4 palavras-chave e uma nota curricular (máximo 100 palavras). As respostas serão comunicadas aos autores até dia 12 de Outubro de 2018.  As línguas de trabalho do congresso serão: Inglês, Português e Francês. Para mais informações, consultar a página http://www.centrodehistoria-flul.com/marfinsafricanosiii.html ou contactar africanivories2019@gmail.com

​Comissão científica

  • António Candeias​ (Laboratório HERCULES, U.É)
  • Carlos Almeida (CH-ULisboa)
  • Cécile Fromont (University of Chicago)
  • Eduardo França Paiva (UFMG)
  • Frederick John Lamp (Yale Univ. Art Gallery, retired as Curator of African Art)
  • José da Silva Horta (CH-ULisboa)
  • Luís Frederico Dias Antunes (CH-ULisboa)
  • Luís U. Afonso (ARTIS-IHA)
  • Manuela Cantinho (CH-ULisboa/Sociedade de Geografia de Lisboa)
  • Maria Manuel Torrão (CH-ULisboa)
  • Mariza Carvalho Soares (UFF)
  • Peter Mark (CH-ULisboa, Wesleyan University)
  • René Lommez Gomes (UFMG)
  • Vanicléia Silva Santos (UFMG)
  • Vítor Serrão (ARTIS-IHA)
  • William Hart (University of Ulster, retired Professor)
  • Yaci-Ara Froner (UFMG)

​Comissão organizadora

  • Carlos Almeida (CH-ULisboa)
  • José da Silva Horta (CH-ULisboa)
  • Maria Manuel Torrão (CH-ULisboa)
  • Vanicléia Silva Santos (UFMG)
  • Mafalda Cordeiro (CH-ULisboa)
  • Tiago Rodrigues (ARTIS, CH-ULisboa)
  • Elisabeta Belbasz (FLUL)

Lugares

  • Alameda da Universidade
    Lisboa, Portugal (1600-214)

Fecha(s)

  • viernes 21 de septiembre de 2018

Archivos adjuntos

Palabras claves

  • Africa, Ivories, History of Art, Environment

Contactos

  • José Horta
    courriel : africanivories2019 [at] gmail [dot] com

Fuente de la información

  • José Horta
    courriel : africanivories2019 [at] gmail [dot] com

Para citar este anuncio

« African Ivories », Convocatoria de ponencias, Calenda, Publicado el jueves 31 de mayo de 2018, https://calenda.org/442891

Archivar este anuncio

  • Google Agenda
  • iCal
Buscar en OpenEdition Search

Se le redirigirá a OpenEdition Search