HomeDescubra as diferenças

HomeDescubra as diferenças

Descubra as diferenças

Variação na literatura portuguesa desde a Idade Média até anteontem

*  *  *

Published on Monday, May 15, 2023

Abstract

No âmbito da exposição Descubra as diferenças. Variação na literatura portuguesa desde a Idade Média até anteontem, em exibição na Biblioteca Nacional até 27 de maio, realiza-se um colóquio sobre esta temática que contará com a presença de uma dezena de especialistas.

Announcement

Programa

17 maio '23 | 10h00-16h30

Sala de Exposições - Piso 2 | Entrada livre sujeita a inscrição prévia.

10h00   Abertura

  • 10h15 Esperança Cardeira (Centro de Linguística da Univ. Lisboa)
  • 10h45 Manuel Portela (Univ. de Coimbra)

11h15-11h30 Pausa para café

  • 11h30 Fernando Cabral Martins (Univ. Nova de Lisboa)
  • 12h00 Federico Bertolazzi (Univ. Roma 2 - Tor Vergata)

12h30-14h00 Almoço

  • 14h00 Enrico Martines (Univ. de Parma)
  • 14h30 Ivo Castro (Centro de Linguística da Univ. Lisboa) e Nuno Amado (CEC, Univ. Católica)

15h00-15h15 Pausa para café

  • 15h15 Sandra Boto (Univ. Nova de Lisboa)
  • 15h45 Pedro Sepúlveda (Univ. Nova de Lisboa)

16h15   Encerramento

Informação

Os interessados deverão enviar manifestação de interesse para o email rel_publicas@bnportugal.gov.pt

Apresentação

EXPOSIÇÃO | 24 mar. - 27 maio '23 | Inauguração: 24 mar. '23, 18h00 | Sala de Exposições, Piso 2 | Entrada livre

De maneira semelhante à mulher na ópera de Verdi, que muda de palavra e de pensamento, assim são os textos da nossa cultura literária. Na verdade, por vezes, mudam só de palavra, mantendo-se o pensamento intocado; outras vezes, apesar de a palavra ser a mesma, a forma como esta é interpretada vai passando por mudanças. E a mudança de que todo o mundo é feito instala-se nos modos como os nossos autores escreveram as suas obras e nos modos como elas foram transmitidas. A variação deixa de ser vista como uma exceção à regra para funcionar como traço intrínseco da condição textual.

Nesta exposição, 40 especialistas, de universidades portuguesas e estrangeiras, explicam casos notáveis de diferenças nas versões de obras da literatura portuguesa desde a Idade Média até aos nossos dias.

Veremos como a variação textual é, apenas, uma forma de mudança ao lado de outras: na própria língua, na matemática, na música ou na genética. Como, quando se edita um texto, a variação é um problema a ser resolvido ou, conforme se comprova em certos poemas de Pessoa ou de Alberto Pimenta, faz parte da identidade do próprio texto. Observaremos vários estudiosos a raciocinarem sobre documentos perdidos que explicariam certos episódios de variação: é o caso do tratado medieval Orto do Esposo ou de um poema de Cesário Verde. Teremos ainda oportunidade de reparar nas operações de afinação estilística por que passam os textos selecionados, de escritores tão diferentes como António Nobre ou D. Francisco Manuel de Melo. Também poderemos acompanhar a contenção autoimposta ou produzida por instâncias de censura no trânsito entre versões privadas e versões públicas de um mesmo escrito, por exemplo de Bocage. Apreciaremos como a introdução de uma diferença num lugar da obra cria a expectativa de que outros lugares fiquem sujeitos a modificação, como no ciclo O Guardador de Rebanhos, de Alberto Caeiro. Constataremos a amplitude da variação textual, ao atravessar idiomas, géneros literários, títulos: do trovador Fernam Garcia Esgaravunha, passando por Camões, até Fernanda Botelho. Consideraremos por fim como a variação se pode manifestar através do próprio aspeto dos documentos e incluir ou desencadear imagens diferentes do conteúdo textual. São as imagens incluídas ou despertadas pela leitura da versão portuguesa do tratado De Vita Christi, mas igualmente por um romance de Almeida Garrett.

As peças expostas e reproduzidas provêm de bibliotecas e arquivos nacionais e estrangeiros, algumas delas existentes apenas em coleções particulares, e dizem respeito a uma galeria de textos escritos ao longo de sete séculos: desde a lírica trovadoresca até à poesia de Eugénio de Andrade, Herberto Helder e Alberto Pimenta. A exposição não está organizada por sequência cronológica, pois procurou-se salientar fenómenos de variação que são documentáveis em autores de diferentes épocas e em textos de género diverso.

Bem-vindo à mostra sobre variação. Entre e descubra as diferenças.

Places

  • Biblioteca Nacional de Portugal - Campo Grande, 83
    Lisbon, Portugal (1749-081)

Event attendance modalities

Full on-site event


Date(s)

  • Wednesday, May 17, 2023

Attached files

Keywords

  • Literatura, Variação, História da língua

Contact(s)

  • Maria Araujo
    courriel : caraujo [at] bnportugal [dot] gov [dot] pt

Reference Urls

Information source

  • Maria Araujo
    courriel : caraujo [at] bnportugal [dot] gov [dot] pt

License

CC0-1.0 This announcement is licensed under the terms of Creative Commons CC0 1.0 Universal.

To cite this announcement

« Descubra as diferenças », Study days, Calenda, Published on Monday, May 15, 2023, https://doi.org/10.58079/1b77

Archive this announcement

  • Google Agenda
  • iCal
Search OpenEdition Search

You will be redirected to OpenEdition Search