HomeTerritorial Politics, State Intervention and Social Practices in Spatial Reestructuring

Territorial Politics, State Intervention and Social Practices in Spatial Reestructuring

Politiques territoriales, intervention de l'État et pratiques sociales dans la restructuration de l'espace

Políticas Territoriais, Intervenção do Estado e Práticas Sociais na Reestruturação do Espaço

Second National Space and Economy Seminar

Deuxième colloque national espace et économie

*  *  *

Published on Wednesday, May 25, 2011 by Loïc Le Pape

Summary

O II Seminário será um momento de ampliação da interlocução acerca das dinâmicas econômicas e territoriais no Brasil e no exterior entre pesquisadores de diversas instituições nacionais e internacionais. Particularmente, ensejamos que este evento seja caracterizado como um espaço de reflexão e discussão sobre os processos sociais e espaciais em curso nos diferentes lugares e territórios, em diferentes escalas, do urbano ao regional. Este é um tema em que a Geografia possui uma contribuição específica a dar e no qual é necessário investir, a fim de preencher uma lacuna importante na agenda de encontros do Rio de Janeiro.

Announcement

Políticas Territoriais, Intervenção do Estado e Práticas Sociais na Reestruturação do Espaço

  • Realização: 24, 25 e 26 de outubro de 2011.
  • Local: Faculdade de Formação de Professores da UERJ
  • Promoção: Universidade do Estado do Rio de Janeiro
  • Programa de Pós-graduação em História Social / FFP / UERJ
    • Departamento de Geografia
    • Universidade Federal Fluminense - UFF
    • Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro - UFRRJ
    • Departamento de Geociências
  • Apoio: AGB Niterói e Faperj
  • Informações e.mail: nupeecontatos@gmail.com
  • Site: www.nupee.com.br

CRONOGRAMA de apresentação de trabalhos

  • Envio do resumo: Até 15 de julho de 2011
  • Recebimento do aceite e parecer da Comissão Científica: Até 15 de agosto
  • Envio do trabalho completo: Até 23 de setembro
  • Endereço para envio: nupeecontatos@gmail.com

Apresentação

O Núcleo de Pesquisa Espaço e Economia (NuPEE), cadastrado no diretório de Grupos de Pesquisas do CNPq é formado por professores da UERJ-FFP, UFF-Campos, UFRRJ e alunos da UERJ-FFP e UFRJ, e realizou o I Seminário Espaço e Economia: Reflexões Contemporâneas, na UERJ-FFP em junho de 2009. Esse seminário contou com a participação de professores da UFMG, UFF, USP, UERJ, UERJ-FFP, UNICAMP e IFRJ, e durante a realização do evento discutiram as relações entre espaço e economia sob vários temas e pontos de vista.

O II Seminário será um momento de ampliação da interlocução acerca das dinâmicas econômicas e territoriais no Brasil e no exterior entre pesquisadores de diversas instituições nacionais e internacionais. Particularmente, ensejamos que este evento seja caracterizado como um espaço de reflexão e discussão sobre os processos sociais e espaciais em curso nos diferentes lugares e territórios, em diferentes escalas, do urbano ao regional. Este é um tema em que a Geografia possui uma contribuição específica a dar e no qual é necessário investir, a fim de preencher uma lacuna importante na agenda de encontros do Rio de Janeiro.

Num contexto mais amplo, queremos discutir a emergência da Globalização, modificando o modo de regulação e o regime de acumulação do capital, que afetou e continua a afetar profundamente a dinâmica espacial, indicando a necessidade de analisarmos a natureza deste fenômeno à luz de uma abordagem geográfica. É neste quadro que se insere este II Seminário Nacional. Partindo do pressuposto de que a compreensão do espaço pode iluminar alguns das questões mais candentes da atualidade (desemprego, exploração do trabalho, atuação do Estado, dinâmica da Globalização, novas configurações regionais, políticas públicas etc.), é fundamental examinarmos como ele tem sido planejado e acionado enquanto peça-chave da reprodução capitalista e do ordenamento do território.

Nesse sentido, o momento atual também é propício para reavaliarmos a posição dos geógrafos e questionarmos o sentido social do saber geográfico. Historicamente, conhecemos bem os vínculos entre os interesses econômicos e o conhecimento geográfico, seja através da burguesia liberal industrial, da empresa colonial ou das políticas capitaneadas pelos Estados Nacionais. Todavia, autores como Henri Lefebvre, Horácio Capel e David Harvey, ao levarem adiante uma reflexão claramente espacial, têm aberto novas perspectivas interpretativas para repensarmos a relação espaço-urbanismo--economia. Gostaríamos de grifar também a idéia lançada por Milton Santos nos anos 90 da necessidade do "retorno do território", apontando exatamente a relevância social, política e econômica do conceito em questão nos novos processos emergentes no início do século XXI. Trabalhando com outra matriz epistemológica, porém enfatizando os laços entre espaço e economia, o geógrafo francês Paul Claval reuniu suas contribuições no terreno da Geografia Econômica entre 1966 e 1985 no livro Chroniques de Géographie Économique (2005). No ano passado, a tese Espaço, Tempo e Epistemologia no Século XX: a Geografia na obra de Fernand Braudel, de Guilherme Ribeiro, que explora as escalas da economia na obra do geohistoriador francês Fernand Braudel, foi agraciada com o Prêmio Capes de Tese, edição 2009.

A seu turno, ao ultrapassarem a noção de Geografia como quadro físico, descritivo e locacional, geógrafos como David Harvey, Neil Smith, Edward Soja e Milton Santos nos fornecem um duplo ensinamento: é possível recuperar a história e combater o pensamento único, sugerindo alternativas para uma sociedade mais justa e igualitária através da edificação de uma Geografia mais crítica e com capacidade de intervenção nos fóruns e instâncias da sociedade civil e do Estado.

Objetivo

Fortalecer o debate entre pesquisadores que focam seus estudos nas dinâmicas territoriais resultantes das mudanças decorrentes da reestruturação produtiva, bem como identificam as novas práticas sociais associadas a uma nova organização territorial. Trata-se de fortalecer uma perspectiva de análise estruturada no campo da Geografia Econômica, a partir de uma interpretação dos processos históricos da formação das forças produtivas e seus efeitos no ordenamento do território.

Acreditando que entre espaço e economia existe um nexo indissociável, porém ainda insuficientemente explorado, nosso objetivo é problematizar e fomentar trabalhos (maduros ou em gestação) que permitam compreender que a reprodução da dinâmica econômica passa, necessariamente, pela produção do espaço. Isso implica que devemos esclarecer em que medida a globalização financeira, a fusão de empresas, o comércio global e a reestruturação produtiva estão intimamente relacionadas aos novos processos de valorização da natureza, às novas configurações urbano-regionais e aos novos usos do território.

Por outro lado, existe um aspecto da questão que não pode ser negligenciado: uma vez que existem muitos trabalhos neste campo de estudos sendo produzidos nos diversos programas de pós-graduação, nosso seminário pretende tecer uma rede de reflexões e trocas, de modo a fortalecer um domínio tão importante não apenas em termos acadêmicos, mas também em termos de intervenção na vida social.

Coordenação:

  • Prof. Dr. Floriano José Godinho de Oliveira
  • Prof. Dr. Guilherme da Silva Ribeiro
  • Prof. Msc. Désirée Guichard Freire
  • Prof. Msc. Leandro Dias de Oliveria

Comissão Organizadora:

  • Désirée Guichard Freire (Douturanda UNICAMP)
  • Fabricio Ribeiro Migon (FFP/UERJ)
  • Floriano José Godinho de Oliveira (FFP/UERJ)
  • Guilherme da Silva Ribeiro (UFF)
  • Igor Martins Medeiros Robaina (Doutorando PPGG/UFRJ)
  • Leandro Dias de Oliveria (doutorando UNICAMP)
  • Leandro Gondim Monteiro (Mestrando IPPUR/UFRJ)
  • Leonardo Chagas de Britto (Doutorando IPPUR/UFRJ)
  • Oseias Teixeira da Silva (Mestrando PPGG/UFRJ)
  • Prissilla Mello de Oliveira (Mestranda PUC-RJ)
  • Sara Cesar Brito (Mestranda PPgHS / UERJ)

Comissão Executiva:

  • Bruno Veras da Silva (Bolsista de IC CNPq)
  • Clarissa Bastos de Oliveira (Mestranda UB)
  • Dayane do Couto Archanjo Marques (Bolsista FFP/UERJ)
  • Felipe Sampaio Carneiro (FFP/UERJ)
  • Silvana Ferreira de Lima (Especialização FFP/UERJ)
  • Taís de Santana Ferreira (Mestranda PPGG/UFRJ)
  • Thais de Oliveira Soares (Bolsista UERJ)
  • Tatiane Benites da Silva (Especialização FP/UERJ)
  • Virgínia Bertino Jorge Vaz (IC UERJ)

Comissão Científica:

  • Prof Dr. Arlete Moyses Rodrigues (Unicamp)
  • Prof Dr. Eveline Bertino Algebaile (PPFH/UERJ)
  • Prof Dr. Gelsom Rozentino de Almeida (PPgHS/UERJ)
  • Prof Dr. Gilmar de Jesus Mascarenhas (UERJ)
  • Prof Dr. Horácio Capel (Universidad de Barcelona)
  • Prof Dr. Jorge Luiz Barbosa (PosGeoUFF)
  • Prof Dr. Luiz Resnik (PPgHS/FFP/UERJ)
  • Prof Dr Sandra Lencioni (FFLCH/USP)
  • Prof Dr. Tamara Tânia de Gohen Egler (IPPUR/UFRJ)

Programação de comunicações

Eixo 1. Espaço, Economia e Desenvolvimento: reflexões teórico-metodológicas

Articular espaço e economia do ponto de vista teórico-metodológico, de modo a promover uma reflexão acerca do processo de produção do conhecimento. Uma abordagem interdisciplinar será incentivada, bem como uma análise que leve em consideração os desdobramentos políticos de discursos econômicos e geográficos.

Eixo 2. Desenvolvimento, meio-ambiente e os processos de valorização do espaço: uma crítica

Provocar uma discussão em torno de como a questão ambiental contemporânea está diretamente ligada aos processos de valorização do espaço, num movimento que também reflita sobre a indissociabilidade das concepções emergentes de desenvolvimento com os propósitos de conservação/preservação da natureza.

Eixo 3. Capitalismo e políticas territoriais: expansão e novos usos do território

Discutir os movimentos dinâmicos na organização e ordenamento dos territórios em face dos novos processos e arranjos econômicos, visando analisar os impactos espaciais da reestruturação produtiva e as relações instituídas na esfera da organização, das práticas sociais e dos poderes locais.

Eixo 4. Economia urbana e regional e a formação de novos eixos econômicos industriais no estado do Rio de Janeiro.

Identificando agentes, ações, mecanismos e estruturas, analisar os rebatimentos territoriais das políticas público-privadas no Estado do Rio de Janeiro, compreendendo os interesses econômicos e as implicações sociais envolvidas neste processo.

Eixo 5. Infraestrutura e logísticas urbanas: o papel das empresas e grandes projetos na configuração do urbano

A urbanização e expansão metropolitana são processos que repercutem as diferentes formas de intervenção de agentes econômicos, políticos e sociais, produzindo a cidade, em geral, segundo as estratégias e interesses dominantes. Uma análise histórica dos processos estruturantes, bem como uma interpretação dos processos recentes são os objetivos nesse eixo de discussão.

Inscrições

Inscrições de trabalhos: até 31 de julho de 2011

Subjects

Places

  • Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Faculdade de Formação de Professores) - São Gonçalo
    Rio de Janeiro, Brazil

Date(s)

  • Monday, October 24, 2011

Contact(s)

  • Guilherme Ribeiro
    courriel : geofilos [at] ig [dot] com [dot] br
  • Floriano J.G. de Oliveira
    courriel : fgodinho [at] uerj [dot] br

Reference Urls

Information source

  • Guilherme Ribeiro
    courriel : geofilos [at] ig [dot] com [dot] br

To cite this announcement

« Territorial Politics, State Intervention and Social Practices in Spatial Reestructuring », Call for papers, Calenda, Published on Wednesday, May 25, 2011, https://calenda.org/204485

Archive this announcement

  • Google Agenda
  • iCal