HomeNa era da “pós-verdade”? Esfera pública, cidadania e qualidade da democracia no Portugal contemporâneo

*  *  *

Published on Tuesday, February 06, 2018 by João Fernandes

Summary

A Sociologia Portuguesa tem um papel a desempenhar na análise das emergentes reconfigurações da esfera pública, particularmente no que se refere à centralidade dos comportamentos, atitudes e opiniões construídos no e pelo ciberespaço, embora com intensas repercussões offline, abarcando o domínio do que comummente se apelida de “redes sociais”. Em certa medida, importa perceber as metamorfoses da sociedade da informação e do conhecimento, particularmente quando se disseminam práticas sociais assentes na dissociação entre os protocolos de construção dos factos e a ductilidade epidérmica das opiniões e das emoções, erigidas, tantas vezes, em critério único de relevância argumentativa.

Announcement

Apresentação

A Sociologia Portuguesa tem um papel a desempenhar na análise das emergentes reconfigurações da esfera pública, particularmente no que se refere à centralidade dos comportamentos, atitudes e opiniões construídos no e pelo ciberespaço, embora com intensas repercussões offline, abarcando o domínio do que comummente se apelida de “redes sociais”. Em certa medida, importa perceber as metamorfoses da sociedade da informação e do conhecimento, particularmente quando se disseminam práticas sociais assentes na dissociação entre os protocolos de construção dos factos e a ductilidade epidérmica das opiniões e das emoções, erigidas, tantas vezes, em critério único de relevância argumentativa.

Se os mecanismos tradicionais de expressão política se encontram em crise, por uma quebra acumulada de confiança na sua eficácia, transparência e adesão democrática, não é menos verdade que os próprios novos e novíssimos movimentos sociais se veem ultrapassados pela vertigem da emoção e mesmo da mentira enquanto supremos alicerces do debate público, a tal ponto que se torna inglório o esforço de distinção entre uma mentira verdadeira e um facto falso…

Simultaneamente, a centralização dos saberes tecnológicos em núcleos fechados de poder político e económico acentua as desigualdades e diminui as possibilidades de um debate informado, alimentado pelo contraditório e pela argumentação dialógica, reforçando a dominação de muitos por poucos, através de mecanismos cada vez menos transparentes e desmontáveis.

Importaria, pois, à sociologia, perceber a profundidade dos fenómenos de enclausuramento em bolhas cognitivas, em que a conexão é extremamente seletiva e os repertórios autorreferenciais. Como compreender a lógica comunicativa de formação de stocks de conhecimentos enviesados e filtrados através de algoritmos que só nos permitem comunicar com pessoas que pensam e tendem a agir como nós, numa cavalgada de ensimesmamento etnocêntrico? Como mobilizar os conceitos, os arsenais metodológicos e a bateria de técnicas que formam o nosso património sociológico para observar uma realidade construída simbolicamente na aversão à argumentação racional e crítica? Como adaptar a dialética da dupla hermenêutica, em que interpretamos e interpelamos sociologicamente interpretações que nos interpretam e interpelam, se estas se fundam na recusa da diversidade do mundo da vida? Como aceder a pontos de vista que se confundem com o absoluto da verdade, eliminando a confrontação? Como aferir das disposições sociais mobilizadas por estas novas formas de participação? Em que medida está em causa a democracia tal como a conhecemos? Quais as metamorfoses da reflexividade e da agência perante uma tão vasta produção de informação falsa, enganadora e incompleta?

Tal como o bom jornalismo procura a verdade dos factos, a boa sociologia exige trabalho de investigação, desconstrução e indagação para construir uma facticidade, ainda que provisória e sujeita a verificação. Se a sociologia pode ser definida como a tentativa de compreender a lógica das práticas sociais dos agentes, incorporando o sentido que eles próprios lhes conferem, então o X Congresso Português de Sociologia constituirá certamente um momento memorável desse esforço coletivo em prol de uma esfera pública aberta, crítica e racional.

A Direcção da APS agradece desde já ao Excelentíssimo Senhor Reitor da Universidade da Beira Interior, Prof. Doutor António Fidalgo, ao Excelentíssimo Senhor Vice-Reitor para o Ensino, Prof. Doutor João Canavilhas e ao Departamento de Sociologia, da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas pelo acolhimento do X Congresso Português de Sociologia. 

Deadlines

  • Submissão de resumos/abstracts : até 11 de fevereiro de 2018

  • Comunicação dos resultados da avaliação: 2 de março de 2018
  • Inscrição de autores/as com comunicação aceite*:  até 15 de abril de 2018
  • Divulgação do programa: 15 de maio de2018
  • Entrega dos posters (upload/ carregamento online): Até 29 de maio de 2016
  • Divulgação do programa definitivo: 29 de maio de 2018
  • Inscrição de participantes sem comunicação: Até 15 de junho Custo mais baixo / Após 15 de junho Custo acrescido
  • X Congresso :10 a 12 de julho de 2018

As comunicações ou posters de autores/as que não tenham completado/pago a inscrição até 15 de abril de 2018 não poderão ser incluídas no programa.

Submissão de resumos

https://xcongresso-aps.eventqualia.net/pt/account/login/

Secções/áreas temáticas

Secções Temáticas

Áreas Temáticas

Inscrições

Até 15 de abril 2018 (participantes com comunicação/poster aceite) ou Até 15 de junho (outros participantes):

  • Sócios APS - 60 €
  • Sócios Estudantes (1º, 2º ou 3º ciclo) (documentado) - 30 €
  • Sócios Desempregados (documentado) - 10 € 
  • Não sócios - 180 €
  • Não sócios estudantes (1º, 2º ou 3º ciclo) (documentado) - 80 €
  • Não sócios desempregados (documentado) - 20 €
  • Sócios APSIOT (documentado) - 130 €
  • Sócios APA (documentado) - 140 € 

Após 15 de junho 2018:

  • Sócios APS - 90 €
  • Sócios Estudantes (1º, 2º ou 3º ciclo) (documentado) - 45 € 
  • Sócios Desempregados (documentado) - 20 €
  • Não sócios - 270 €
  • Não sócios estudantes (1º, 2º ou 3º ciclo) (documentado) - 120 €
  • Não sócios desempregados (documentado) - 30 € 
  • Sócios APSIOT (documentado) - 200 € 
  • Sócios APA (documentado) - 210 €

Conselho de programa

  • Madalena Ramos (Presidente) APS / ISCTE-IUL
  • Ana Delicado CC APS / ICS-UL
  • Ana Nunes de Almeida CC APS / ICS – UL
  • Ana Romão CC APS / Academia Militar
  • Anália Torres CC APS / ISCSP-UTL
  • António Firmino da Costa CD APSISCTE-IUL
  • António Teixeira Fernandes CC APS /FLUP
  • Carlos Fortuna CC APS / FE – CES/UC
  • Gilberta Rocha CC APS / UAÇ
  • João Arriscado Nunes CC APS / FEUC
  • João Ferreira de Almeida CC APS / ISCTE - IUL
  • João Peixoto CC APS / ISEG-UL
  • João Sedas Nunes CC APS / FCSH-UNL
  • João Teixeira Lopes APS / FLUP (DS/IS-UP)
  • José Carlos Venâncio CC APS / UBI
  •  Jorge Caleiras CC APS / ISS
  • José Augusto Palhares CC APS / IE-UM
  •  José Carlos Venâncio CC APS / UBI
  • José Machado Pais CC APS / ICS-UL
  • José Madureira Pinto CC APS / FE – UP
  •  Luís Baptista CC APS / FCSH-UNL
  • Luísa Veloso CC APS / ISCTE - IUL
  • Manuel Carlos Silva CC APS / UM/
  • Maria Benedita Portugal e Melo APS / IE-UL
  •  Maria das Dores Guerreiro CC APS / ISCTE – IUL
  •  Maria de Lourdes Lima dos Santos CC APS / ICS-UL
  • Nuno Amaral Jerónimo UBI

Comissão organizadora

  • João Miguel Teixeira Lopes - APS / FLUP (DS/ISFLUP) - Presidente
  • Madalena Ramos - APS / ISCTE-IUL
  • Maria Benedita Portugal e Melo - APS / IE-UL
  • Madalena Ramos - APS / ISCTE-IUL
  • Dalila Cerejo - APS / FCSH-UNL
  • Joana Azevedo - APS / ISCTE-IUL
  • Lígia Ferro - APS /  FLUP (DS/ISFLUP), CIES-IUL
  • Paulo Peixoto - APS /  FE-UC/CES-UC
  • Alexandra Aníbal - APS / IEFP
  • Ana Ferreira - APS / FCSH-UNL
  • Nuno Amaral Jerónimo - UBI
  • José Carlos Venâncio - UBI
  • Maria João Simões – UBI

Subjects

Places

  • Universidade da Beira Interior - Rua Marquês D'Ávila e Bolama
    Covilha, Portugal (6201-001)

Date(s)

  • Sunday, February 11, 2018

Contact(s)

  • Isabel Rabelo
    courriel : aps [at] aps [dot] pt

Information source

  • Brenda Silva
    courriel : sociologiaonline [at] aps [dot] pt

To cite this announcement

« Na era da “pós-verdade”? Esfera pública, cidadania e qualidade da democracia no Portugal contemporâneo », Call for papers, Calenda, Published on Tuesday, February 06, 2018, https://calenda.org/431960

Archive this announcement

  • Google Agenda
  • iCal