AccueilHistória da Cultura em Portugal no século XX

História da Cultura em Portugal no século XX

Industrialização, massificação, mediações

*  *  *

Publié le vendredi 04 mai 2018 par Anastasia Giardinelli

Résumé

O Instituto de História Contemporânea (NOVA FCSH), organiza, em Fevereiro de 2019, um Congresso sobre História da Cultura em Portugal no Século XX, aberto à apresentação de comunicações nos temas representados pelos painéis e tópicos sugeridos na proposta de programa, visando recensear recentes pesquisas e estimular a abertura do campo a novas áreas de investigação.

Annonce

Lisboa, 7 a 9 de Fevereiro de 2019

Apresentaçao

O Instituto de História Contemporânea (NOVA FCSH), organiza, em Fevereiro de 2019, um Congresso sobre História da Cultura em Portugal no Século XX, aberto à apresentação de comunicações nos temas representados pelos painéis e tópicos sugeridos na proposta de programa, visando recensear recentes pesquisas e estimular a abertura do campo a novas áreas de investigação.

Os painéis temáticos e os tópicos orientadores sugeridos, sem esgotar a amplitude de áreas de abordagem deste Congresso, dão todavia conta do enquadramento interdisciplinar que deve nortear a compreensão da cultura e da sociedade de massas, no pressuposto, antes de mais, de que a história cultural se inscreve no quadro social; e de que, por isso, se aclara no contexto geral de transformações económicas, tecnológicas, políticas e ideológicas precisas.

Desta forma, o Congresso constitui igualmente uma oportunidade para repensar o papel da cultura ao longo do século XX, e em particular a viragem cultural nas ciências sociais e humanas no último meio século, através de três cortes transversais que procuram romper com as hierarquias tradicionais do campo cultural: entre cultura portuguesa e cultura em Portugal, levando em consideração todos os objectos culturais em circulação na sociedade portuguesa, tanto nacionais como estrangeiros; entre cultura popular e cultura erudita, convidando abordagens aos pontos de contacto e cruzamento, bem como à formação de culturas híbridas; entre produção e consumo, abrindo decididamente a história cultural à criatividade dos públicos e ao momentos de recepção.

A contribuição do congresso desdobra-se em dois aspetos gerais que lhe conferem um caráter duplamente unificador: 1 − reunir trabalhos recentes, autónomos e inovadores em áreas disciplinares de pesquisa no domínio dos objetos culturais, dos seus agentes e dos públicos, discursos e seus imaginários, meios e lugares de sociabilidade; 2 − criar na sua transversalidade uma perspetiva de conjunto como horizonte epistemológico que lhes confere nexo, em torno de uma problemática contemporânea de central importância para a compreensão de fenómenos como a Cultura de Massas, a Cultura Popular e as Indústrias Culturais.

Comissão científica

Ana Teresa Peixinho (CEIS20 – Universidade de Coimbra) Carla Baptista (CIC.Digital – NOVA FCSH) Daniel Melo (CHAM – Centro de Humanidades; NOVA FCSH) Joana Cunha Leal (IHA – NOVA FCSH) Luís Augusto Costa Dias (IHC – NOVA FCSH) Luís Trindade (IHC – NOVA FCSH) Manuel Deniz-Silva (INET-md – NOVA FCSH) Irene Vaquinhas (CHSC – Universidade de Coimbra)

Comissão organizadora

Luís Augusto Costa Dias (IHC – NOVA FCSH) Luís Trindade (IHC – NOVA FCSH)

Linhas temáticas para a chamada de comunicações

PAINEL 1 CULTURA NA CIDADE − Mobilidades demográficas e progressos urbanos − Meios sociais e socioprofissionais − Cenário urbano e cenário de espetáculo − Vivências culturais e espaços mundanos

PAINEL 2 APRENDIZAGENS, CRIAÇÃO E SABERES − Escolarização, autodidatismo, literacia − Intelectuais e funções intelectuais − Artes, letras, saberes e massificação − Da mulher leitora à «mulher de letras»

PAINEL 3 OS PAPÉIS E OS SEUS AGENTES − Os impressos e os seus agentes − O jornal e o jornalismo modernos − Livros, editores, coleções − Papéis e publicidade: dos cartazes aos mupis

PAINEL 4 A CIRCULAÇÃO DE IMAGENS E SONS – As imagens em movimento e a música gravada – Histórias da rádio e da televisão – Apropriações das imagens e dos sons – A industrialização da cultura

PAINEL 5 PERFORMANCE E O CORPO – As artes do espectáculo – Histórias da dança e da performance – Cultura e sexualidade: emancipação e submissão do corpo – Culturas juvenis

PAINEL 5 REPENSAR A QUESTÃO NACIONAL – O povo e a cultura de massa – Crítica(s) do(s) Cânone(s) – Americanização, europeização e globalização – Imperialismo, colonialismo e o pós-colonial

Normas de submissão de comunicações e entrega de textos:

Até dia 31 de Julho, envio para o seguinte email culturaportugal@fcsh.unl.pt de:

a. Resumo com um máximo de 500 palavras & Abstract; b. Cinco palavras-chave; c. Título em Português e Inglês; d. Línguas de trabalho: português, inglês, francês e espanhol e. Resumo do CV do(s) autor(es); f. Filiação institucional e email de contacto do(s) autor(es).

Dia 31 de Outubro: comunicação da aceitação da comunicação.

Lieux

  • Lisbonne, Portugal

Dates

  • mardi 31 juillet 2018

Mots-clés

  • HIstória da Cultura, Sociedade de Massas, Portugal, Insdústrias culturais

Contacts

  • Luís Trindade
    courriel : culturaportugal [at] fcsh [dot] unl [dot] pt

Source de l'information

  • Diana Barbosa
    courriel : comunicacao [dot] ihc [at] fcsh [dot] unl [dot] pt

Pour citer cette annonce

« História da Cultura em Portugal no século XX », Appel à contribution, Calenda, Publié le vendredi 04 mai 2018, https://calenda.org/441163

Archiver cette annonce

  • Google Agenda
  • iCal