Calenda - The calendar for arts, humanities and social sciences

Fields of collaboration in contemporary art practices

Campos de colaboração nas práticas artísticas contemporâneas

*  *  *

Published on Wednesday, May 15, 2019 by Céline Guilleux

Summary

Poderá toda a arte ser considerada colaborativa? O que terá motivado tantos artistas, nas últimas décadas, a se organizarem em coletivos ou a participarem em projetos colaborativos? Terá a colaboração nas artes um papel preponderante na redefinição do campo artístico e na produção de novas subjetividades? De que modo as práticas artísticas colaborativas vêm questionar o mito do génio criativo e do artista individual?

Can all art be considered collaborative? What has motivated so many artists, in recent decades, to organize in collectives and participate in collaborative projects? Does collaboration in the arts play a major role in redefining the art world and in the production of new subjectivities? How do collaborative art practices challenge the myths of creative genius and artistic individuality?

Announcement

Conferência: Lisboa, 9-10 de Outubro de 2019

Apresentação

A colaboração nas artes é, sem dúvida, um fenómeno global - sublinham autores como Grant Kester (2011) - que emerge ciclicamente, sobretudo em momentos de grande incerteza. Estas práticas estão muitas vezes associadas a uma reflexão sobre os próprios modos de produção da arte, bem como a uma maior liberdade de experimentação formal e autoral. Ainda assim, é sintomática a escassez de estudos sobre o já longo desejo dos artistas de trabalharem em grupo e partilharem uma voz coletiva (Stimson, Sholette, 2007). Para além disso, é igualmente notória a cooptação dos processos de colaboração no contexto do capitalismo, no sentido da flexibilização e precarização do trabalho (Deleuze, 1992; Chiapello, Boltanski, 2007). À luz destas contradições, revela-se oportuno refletir sobre o papel da colaboração no contexto socioeconómico atual, e particularmente sobre o modo como as artes poderão contribuir para criar uma outra percepção acerca do potencial e do valor das práticas colaborativas (De Wachter, 2017).

Neste sentido, convidam-se artistas, investigadores e artistas-investigadores a partilharem propostas de reflexão que explorem práticas artísticas em que a colaboração se apresenta, por um lado, como impulsionadora da criação artística e, por outro, como um campo de experimentação capaz de problematizar processos estéticos, questões de autonomia, de organização, modos de produção e de circulação, entre outras questões suscitadas pelas práticas artísticas colaborativas no contexto transdisciplinar das artes plásticas. Serão aceites propostas submetidas a título individual ou colectivo, sendo que, a par das comunicações orais, são bem-vindas participações em formatos não tradicionais, como projecções de vídeo ou performances.

Procuram-se propostas que explorem as dimensões histórica, sociológica e estética das práticas artísticas colaborativas,considerando as seguintes questões e privilegiando-se a articulação entre elas:

  • Condições específicas das práticas colaborativas: meios, metodologias, estratégias, contexto económico e cultural, ações/linhas de orientação comuns, semântica colaborativa; 
  • Relação com as políticas públicas e o mercado: sinergias, antagonismos e procura de alternativas;
  • Desafios, conflitos e processos de tomada de decisão no contexto dos coletivos e de outras práticas de colaboração artística;
  • Concepções de autoria;
  • Contributo das práticas colaborativas para a redefinição dos modos de operação do campo artístico; 
  • Novas formas de agenciamento: a influência das práticas artísticas na colaboração sob uma perspectiva social mais alargada;
  • Relação com a experimentação de novas formas políticas de autogoverno fora do âmbito artístico e diferentes conceções de “comum”;
  • Aspetos formais que distinguem, ou não, obras produzidas em colaboração de obras produzidas em outros regimes de autoria;
  • Relação com diferentes regimes de experiência estética por parte dos espectadores, incluindo a extensão da colaboração ao público, através de mecanismos de participação;
  • A tensão entre o juízo estético e o juízo ético na receção crítica das obras de arte colaborativas.

Submissão de propostas

As comunicações terão a duração de 20 minutos e poderão ser apresentadas no formato de comunicação oral ou em formatos alternativos, como projecções de vídeo ou performances. Serão aceites propostas de autoria individual e colectiva. As línguas de trabalho serão o português e o inglês.

Para submeter uma proposta, enviar um e-mail para camposdecolaboracao@gmail.com incluindo:

  • Um documento pdf com o nome, título da proposta, endereço de e-mail, afiliação institucional e nota biográfica (100 palavras);
  • Um segundo documento pdf com o título da proposta, resumo (300 palavras) e palavras-chave (máx. 5). No caso de apresentações visuais ou performativas, incluir também até cinco imagens e/ou um link para material de vídeo ou áudio. O segundo documento pdf e os materiais apresentados no link não deverão conter referências ao(s) nome(s) do(s) autor(es).

Call for papers: 15 de Abril a 31 de Maio de 2019 

Data da conferência: 9 e 10 de Abril de 2019

Comissão Científica

  • Cláudia Madeira - ICNOVA - UNL
  • Cristina Pratas Cruzeiro – IHA - UNL
  • Margarida Brito Alves – IHA - UNL
  • Margarida Medeiros – ICNOVA - UNL
  • Maria João Mayer Branco – IFILNOVA - UNL
  • Maria João Gamito - FBAUL
  • Maria Mire - i2ADS - Ar.Co.
  • Samuel Silva - FBAUP
  • Pedro Tudela - FBAUP
  • Victor dos Reis - FBAUL

Keynote speakers

Catherine Quéloz e Liliane Schneiter

[Keynote speaker adicional a confirmar]

Mesa redonda sobre a colaboração nas artes em Portugal:

  • António Olaio (artista e professor, Universidade de Coimbra)
  • José Maia (artista e professor, Universidade do Porto)
  • Rita Fabiana (curadora, Fundação Calouste Gulbenkian)
  • Sandra Vieira Jürgens (curadora e professora, Universidade NOVA de Lisboa)

Línguas aceites

Português e inglês

Registo

  • Submissão de resumo: gratuito
  • Registo (regular): 40,00€
  • Registo (estudante): 30,00€
  • Público: entrada gratuita 

+ info

https://camposdecolaboracao.wixsite.com/home

camposdecolaboracao@gmail.com

 Lisbon, October 9-10, 2019

Argument

Collaboration in the arts is indisputably a global phenomenon – as asserted by authors such as Grant Kester (2011) –, which emerges cyclically, mostly in moments of great uncertainty. Such practices often involve a high degree of self-reflection concerning artistic modes of production of art, as well as a greater freedom of formal and authorial experimentation. However, there is a symptomatic lack of research about the long-standing desire of artists to work together and share a collective voice (Stimson, Sholette, 2007). Moreover, collaborative processes have been notoriously co-opted in the context of capitalism, in order to develop more flexible and precarious configurations of work (Deleuze, 1992; Boltanski, Chiapello, 2007). Given these contradictions, there is the need for a timely debate about the role collaboration plays in the current socio-economic context, particularly regarding the ways in which the arts may contribute to create another perception of the potential and value of collaborative practices (De Wachter, 2017). 

We therefore invite artists, researchers and artist-researchers to share proposals that, inter alia, investigate art practices where collaboration is both the driving force of artistic creation and a field of experimentation where aesthetical processes, issues of autonomy and organization as well as modes of production and circulation are challenged.

We welcome proposals that explore the historical, sociological and aesthetic dimensions of collaborative art practices, bearing in mind the following issues and their points of convergence:

  • Specific conditions of production of collaborative practices: the various means, methodologies, strategies, cultural and economic contexts, common guidelines and practices, and collaborative semantics;
  • How they relate to public policies and the market: synergies, antagonisms and the search for alternatives;
  • Challenges, conflicts and decision-making processes in collectives and other forms of artistic collaboration;
  • Notions of authorship;
  • The contribution of collaborative practices in redefining working methods in the domain of art;
  • New forms of agency: the influence of art practices on collaboration in a wider social perspective;
  • Relationship with the experimentation of new political forms of self-governance outisde of the artistic field, and different notions of “common”;
  • Formal aspects that distinguish, or fail to distinguish, works of art produced collaboratively from those produced in other configurations of authorship;
  • Relationship of the sptectator to different regimes of aesthetic experience, i.e. enabling the audience’s participation in the collaborative experience;
  • The tension between ethical judgement and aesthetic judgement in the critical reception of collaborative works of art.

Submission guidelines

We invite proposals for presentations of 20 minutes and welcome both traditional and non-traditional formats, such as video screenings or performances. Papers can be individually or collaboratively authored. The working languages are Portuguese and English.

Please send proposals to camposdecolaboracao@gmail.com including:

  • A pdf file with your name, paper title, e-mail address, institutional affiliation and a short bio (100 words);
  • A second pdf file with the paper title, abstract (300 words) and keywords (max. 5). In case of a visual or performative presentation, please also include up to five images and/or a link to audio or video. Please do not include your name on the second file and linked material.

Call for papers: April 15 – May 31, 2019

Conference dates: October 9-10, 2019

Scientific Comittee

  • Cláudia Madeira – ICNOVA - UNL
  • Cristina Pratas Cruzeiro – IHA - UNL
  • Margarida Brito Alves – IHA - UNL
  • Margarida Medeiros – ICNOVA - UNL
  • Maria João Mayer Branco – IFILNOVA - UNL
  • Maria João Gamito - FBAUL
  • Maria Mire - i2ADS - Ar.Co.
  • Samuel Silva - FBAUP
  • Pedro Tudela - FBAUP
  • Victor dos Reis - FBAUL

Keynote speakers

  • Catherine Quéloz and Liliane Schneiter
  • [Second keynote speaker to be confirmed]

Roundtable on collaboration in the arts in Portugal:​

  • António Olaio (artist and professor, Universidade de Coimbra)
  • José Maia (artist and professor, Universidade do Porto)
  • Rita Fabiana (curator, Fundação Calouste Gulbenkian)
  • Sandra Vieira Jürgens (curator and professor, Universidade NOVA de Lisboa)

Accepted languages

English and Portuguese

Registration

  • Paper Submission: free
  • Regular Registration: 40,00€
  • Student Registration: 30,00€
  • Audience: free entrance

+ info 

https://camposdecolaboracao.wixsite.com/home

camposdecolaboracao@gmail.com

Places

  • Lisbon, Portugal

Date(s)

  • Friday, May 31, 2019

Keywords

  • art, collaboration, collective, aesthetic

Contact(s)

  • Raquel Ermida
    courriel : anaraquel [dot] ermida [at] gmail [dot] com

Information source

  • Campos Colaboracao
    courriel : camposdecolaboracao [at] gmail [dot] com

To cite this announcement

« Fields of collaboration in contemporary art practices », Call for papers, Calenda, Published on Wednesday, May 15, 2019, https://calenda.org/619606

Archive this announcement

  • Google Agenda
  • iCal