Página inicialReligião e gênero na América Latina

Página inicialReligião e gênero na América Latina

Religião e gênero na América Latina

Religion and gender in Latin America

Religion et genre en Amérique latine

Religión y género en América Latina

Perspectivas teórico-metodológicas para pesquisa

Theoretical and methodological perspectives for research

Perspectives théoriques et méthodologiques pour la recherche

Perspectiva teórico-metodológicas para la investigación

*  *  *

Publicado terça, 05 de janeiro de 2021 por Céline Guilleux

Resumo

Este dossiê convida pesquisadoras e pesquisadores a apresentarem trabalhos que discutam os desafios teórico-metodológicos que se colocam diante de novas perguntas de pesquisa para lidar com as interfaces entre religião e gênero nos países do continente, tendo em vista as mudanças no campo social e religioso nas últimas décadas. São bem-vindos trabalhos produzidos a partir de diferentes áreas do conhecimento das ciências sociais e humanas, bem como áreas e estudos que se encontram na interseção dessas temáticas. Nos propomos a estimular também a reflexão sobre os desafios éticos que se colocam às pesquisadoras e aos pesquisadores diante dos novos modelos teórico-metodológicos empregados em nossa região e para além dela.

Anúncio

Apresentação

Alguns indícios de significativas transformações religiosas na América Latina podem ser observados no crescimento do pluralismo e do trânsito religioso: conversões para o islã, judaísmos, budismos, a proliferação de formas de religiosidade e espiritualidade associadas à Nova Era e a comunidades terapêuticas, a multiplicação de formas menos institucionalizadas de vivência religiosa, entre outras. Essas transformações são acompanhadas de uma maior participação religiosa no espaço público e do uso cada vez mais frequente dos meios de comunicação de massa e das mídias digitais por grupos religiosos.

Neste cenário, o debate sobre gênero ganha especial importância, unindo uma ampla gama de agentes religiosos em suas atuações nas igrejas, nas mídias e no espaço público a partir da defesa de moralidades e visões de mundo que articulam ideias como as de “defesa da família”, de padrões heteronormativos e politicas “pró-vida”. Somados a outras formas de conservadorismo que visam à manutenção do poder político e econômico, grupos e lideranças religiosas, especialmente cristãos, buscam, em sua atuação no espaço público, subordinar as políticas públicas e legislações dos países a princípios doutrinários religiosos, visando especialmente à regulação da sexualidade e das políticas reprodutivas, com especial atenção ao aborto na Argentina, Brasil, Chile, México e Colômbia, e a manutenção de famílias heteronormativas e patriarcais. Crescem também as ações contra a educação sexual nas escolas e projetos de lei que visam proibir o que esses grupos nomearam de “ideologia”, como forma de desqualificar estudos e debates sobre as questões de gênero.

Essa atuação constitui um obstáculo a políticas que promovam a equidade de gênero e o reconhecimento dos direitos da população LGBTQIA+. Também representa um questionamento e mesmo um ataque às teorias feministas e aos agentes que protagonizam essas lutas por reconhecimento e inclusão, e que ganharam projeção no continente nas últimas décadas, assegurando conquistas que hoje passam a ser ameaçadas. Nos embates colocados na esfera pública, são acionados não apenas argumentos religiosos, mas os agentes religiosos cada vez mais se utilizam de argumentos emprestados do campo científico, como concepções biologizantes da natureza humana e da ordem social, e também da própria linguagem dos direitos, reivindicando um direito de participação na esfera pública como grupos religiosamente engajados.

Por outro lado, mantêm-se antigas e surgem novas concepções religiosas que se colocam na defesa das minorias e do respeito às questões de gênero, como as igrejas inclusivas, as teologias feministas, a teologia queer, as teologias negras, entre outras, que somam-se a teologias tradicionais na América Latina, como a teologia da libertação. Todas essas transformações desafiam os pesquisadores a imaginar novas e distintas perguntas de pesquisa e concepções teórico-metodológicas inovadoras para a análise das problemáticas de religião e gênero na América Latina, que levem em conta também perspectivas interseccionais.

Este dossiê convida pesquisadoras e pesquisadores a apresentarem trabalhos que discutam os desafios teórico-metodológicos que se colocam diante de novas perguntas de pesquisa para lidar com as interfaces entre religião e gênero nos países do continente, tendo em vista as mudanças no campo social e religioso nas últimas décadas. São bem-vindos trabalhos produzidos a partir de diferentes áreas do conhecimento das ciências sociais e humanas, bem como áreas e estudos que se encontram na interseção dessas temáticas. Nos propomos a estimular também a reflexão sobre os desafios éticos que se colocam às pesquisadoras e aos pesquisadores diante dos novos modelos teórico-metodológicos empregados em nossa região e para além dela.

Submissão de propostas

Data de recepção: até 1 de dezembro de 2020.

Os artigos serão originais e inéditos.

8.000 a 10.000 palavras.

Enviado por OJS: https://www.descentrada.fahce.unlp.edu.ar/user/register

Contatos para: decentrada.revista@gmail.com

Coordenadores

  • Olívia Bandeira (LAR-Unicamp / GREPO - PUC-SP)
  • Mari-Sol García Somoza (Canthel – Université de Paris / Universidad de Buenos Aires / Inalco)
  • Sandra Mazo (CDD-Colombia)

Locais

  • La Plata, Argentina

Datas

  • terça, 01 de dezembro de 2020

Palavras-chave

  • gender, religion, methodologie, feminism

Contactos

  • Mari Sol Garcia Somoza
    courriel : marisolgarciasomoza [at] gmail [dot] com
  • Revista interdisciplinaria de feminismos y género Descentrada
    courriel : decentrada [dot] revista [at] gmail [dot] com

Fonte da informação

  • Mari-Sol García Somoza
    courriel : marisolgarciasomoza [at] gmail [dot] com

Para citar este anúncio

« Religião e gênero na América Latina », Chamada de trabalhos, Calenda, Publicado terça, 05 de janeiro de 2021, https://calenda.org/826671

Arquivar este anúncio

  • Google Agenda
  • iCal
Pesquisar OpenEdition Search

Você sera redirecionado para OpenEdition Search