Página inicialDesafios, Tendências e Pesquisas: Roteiros Audiovisuais

Página inicialDesafios, Tendências e Pesquisas: Roteiros Audiovisuais

Desafios, Tendências e Pesquisas: Roteiros Audiovisuais

Retos, Tendencias e Investigación: Guiones Audiovisuales

Challenges, Trends and Research: Audiovisual Screenwriting

*  *  *

Publicado quinta, 28 de janeiro de 2021 por Céline Guilleux

Resumo

De apreciadores, amadores, a autores consagrados, de curiosos, às pessoas interessadas em se profissionalizar, temos visto o interesse crescente sobre Roteiro de Cinema e Audiovisual, nos últimos vinte anos, no Brasil. Inicialmente, de forma lenta, mas depois em ritmo exponencial como decorrência das mudanças inerentes ao mercado, às novas perspectivas proporcionadas pelas tecnologias, às possibilidades de renovações expressivas e participativas, aos formatos transmidiados, á diversificação das plataformas de distribuição e, principalmente, pela facilidade de acesso às informações sobre o tema que vêm alimentando essa tendência. No aspecto profissional, a consolidação da ABRA – Associação Brasileira de Autores Roteiristas -, em 2017, resultante da fusão das duas associações anteriores, tirou o profissional roteirista de um status antes movediço e o destacou em direção à sua autonomia.

Anúncio

Coeditores

A Revista GEMInIS está com chamada aberta para publicação até o dia 14/03/2021 para artigos, resenhas, entrevistas e ensaios destinados ao dossiê temático “Desafios, tendências e pesquisas. Roteiros Audiovisuais”, tendo como coeditores temáticos os professores Gláucia Davino (IA/ UNESP, SP), João Massarolo (Imagem e Som/UFSCar) e Rosanne Welch (Stephens College MFA in TV and Screenwriting).

Apresentação

De apreciadores, amadores, a autores consagrados, de curiosos, às pessoas interessadas em se profissionalizar, temos visto o interesse crescente sobre Roteiro de Cinema e Audiovisual, nos últimos vinte anos, no Brasil. Inicialmente, de forma lenta, mas depois em ritmo exponencial como decorrência das mudanças inerentes ao mercado, às novas perspectivas proporcionadas pelas tecnologias, às possibilidades de renovações expressivas e participativas, aos formatos transmidiados, á diversificação das plataformas de distribuição e, principalmente, pela facilidade de acesso às informações sobre o tema que vêm alimentando essa tendência. No aspecto profissional, a consolidação da ABRA – Associação Brasileira de Autores Roteiristas -, em 2017, resultante da fusão das duas associações anteriores, tirou o profissional roteirista de um status antes movediço e o destacou em direção à sua autonomia.

Num movimento paralelo, foram criados editais públicos de fomento para o desenvolvimento de projetos destinados aos roteiristas profissionais e iniciantes. Surgiram encontros, festivais, concursos, oficinas de criação com parcerias internacionais e leis que mantiveram movimentações profícuas em favor do roteiro. Podemos dizer que a capacitação formal de roteiristas já foi inexistente até o final dos anos 1980 nos cursos superiores de cinema e RTV, quando passaram oferecer estudos e práticas de roteirização nas componentes curriculares. Mais tarde, outras instituições e profissionais experientes no metiê passaram a oferecer cursos livres de formação. Hoje, já não é difícil encontrar incontáveis cursos de níveis e profundidade diversos.

No âmbito acadêmico, estudos em roteiro, pesquisas investigativas e experimentais já foram raras. As demandas da conjuntura técnico-cultural do audiovisual contemporâneo, como vimos acima, passou a provocar questionamentos, antes inertes, e sobre os quais estudiosos e investigadores passaram a se dedicar. Em determinadas ocasiões, o roteiro passou a ser tema transversal às discussões sobre o audiovisual relacionado a outras áreas do conhecimento. Mas, foi o Seminário Histórias de Roteiristas (Guionistas), evento acadêmico pioneiro, a dar voz e visibilidade às investigações, reflexões, experimentos sobre o roteiro como pivô de projetos de pesquisa e respectivos pesquisadores. Internacionalmente, é a rede SNR - Screenwriting Network Research - que se destacou essa mesma missão e vem disseminando essa cultura de forma brilhante pelo mundo. 

Temas sugeridos, mas não limitados

  • Análise de Roteiros
  • Aprender a ser escritor
  • Aprender a teorizar
  • Estudos de roteiro
  • Interdisciplinaridade
  • Linguagem verbal -O que isso significa?
  • Processo criativo e recursos digitais
  • Roteiro / Redação de teorias de pesquisa
  • Teorizando Roteiro e direção
  • Teorizando Roteiro e Show runner
  • Teorizando Roteiro e montagem
  • Roteiro transcultural
  • Teorias e pensamento
  • Todo mundo é roteirista   

Orientações aos autores

Os trabalhos devem ser enviados pelo website da revista.

O texto tem que estar nos idiomas português, espanhol ou inglês, em formato DOC, e conter, no mínimo, 07 páginas ou próximo de 2.500 palavras, e no máximo 25 páginas, aproximadamente 11.300 palavras.

Before 2021, March 14th.

A estrutura do artigo, o resumo, as citações diretas e indiretas, as referências, imagens, quadros e tabelas devem obedecer às normas da ABNT, em vigor (NBR 06023). [VER EM

Além de aceitar trabalhos relacionados à temática da chamada, o periódico também recebe artigos acadêmicos em fluxo contínuo, que abordem outros assuntos ligados à área da comunicação e do audiovisual, assim como ensaios, entrevista e resenhas de livros publicados recentemente no Brasil, e no exterior.

É dada prioridade de publicação a trabalhos submetidos por autores doutores ou em coautoria com pesquisadores doutores.

Sobre a Revista GEMInISRevista

GEMInIS foi criada em 2010, quando o Grupo de Estudos sobre Mídias Interativas em Imagem e Som da UFSCar, coordenado pelo prof. Dr. João Carlos Massarolo, completava seu terceiro ano de criação. A revista é online, gratuita e com periodicidade quadrimensal.

Ela tem como objetivo reunir trabalhos científicos e artísticos que tratem de fenômenos próprios da convergência midiática e da produção audiovisual nas multiplaformas transmidiáticas.

A publicação é vinculada ao Programa de Pós-Graduação em Imagem e Som – PPGIS/UFSCar, e possui a classificação Qualis B2 pela Capes, na área de Comunicação e Informação. Mais informações: www.revistageminis.ufscar.br 

Categorias

Locais

  • São Carlos, Brasil

Datas

  • domingo, 14 de março de 2021

Palavras-chave

  • screenwriting, roteiro, Guión, challenge, trend, research, cinema, film studies, narrative, audiovisual

Contactos

  • Glaucia Davino
    courriel : glau [dot] dav [at] gmail [dot] com
  • João Massarolo
    courriel : massarolo [at] terra [dot] com [dot] br
  • Rosanne Welch
    courriel : rosanne [at] welchwrite [dot] com

Fonte da informação

  • Glaucia Davino
    courriel : glau [dot] dav [at] gmail [dot] com

Para citar este anúncio

« Desafios, Tendências e Pesquisas: Roteiros Audiovisuais », Chamada de trabalhos, Calenda, Publicado quinta, 28 de janeiro de 2021, https://calenda.org/835790

Arquivar este anúncio

  • Google Agenda
  • iCal
Pesquisar OpenEdition Search

Você sera redirecionado para OpenEdition Search